Viagem de avião com bebê: guia prático

Viagem de avião com bebê: guia prático

Última atualização em por

Vai fazer a primeira viagem de avião com o bebê e não faz ideia do que pode ou não levar? Os bebês pagam pelas passagens aéreas? Eles têm direito de levar bagagem? Pagamos para despachar carrinho ou cadeirinha? Posso levar a comida do bebê no voo?

Quando falamos de viagem de avião com bebês, mil e uma perguntas passam nas cabeças dos pais de primeira viagem, afinal, o que pode e o que não pode?

Viajar de avião com bebê não é nenhum bicho de sete cabeças, é só um pouquinho mais trabalhoso, mas se você já souber como funciona o embarque de adultos com os pequenos, tudo fica muito mais fácil.

O nosso Projetinho fez a primeira viagem de avião com 3 meses e, antes dos 2 anos, já tinha rodado milhares de quilômetros mundo afora, colecionando mais de 60 voos, que incluiram todas as regiões do Brasil e mais de 15 países em 4 continentes!

Após tantas viagens de avião com bebê, vou compartilhar o que aprendemos e contar um pouco das nossas experiências.

Viagem de avião com bebê: dicas úteis

A viagem de avião com bebê tem algumas peculiaridades e resolvi selecionar aqui as maiores dúvidas que tivemos antes de voar com o nosso pequeno viajante.

Crianças de quais idades são consideradas bebês?

Para as companhias aéreas, são considerados bebês os pequenos com idades entre 0 e 23 meses.

Isso quer dizer que, até um dia antes de completar 2 anos, a criança que voar com um adulto responsável será considerada bebê e isso faz toda a diferença tanto na compra da passagem aérea, quanto no embarque.

Custo de uma passagem para quem está voando com um bebê

Nas companhias áreas brasileiras não há cobranças de valores referentes às passagens, seja em dinheiro ou em milhas, para os bebês acompanhados de um adulto.

Em relação às companhias aéreas internacionais, algumas delas cobram algum valor referente ao bebê e o valor vai variar de companhia para companhia.

Listarei abaixo todas as companhias internacionais onde compramos passagens para voar com o bebê (antes de completar 24 meses) e se teve algum custo com o pequeno:

  • Avianca Internacional – gratuito
  • Delta – gratuito
  • Egypt Air – gratuito
  • TAAG – gratuito
  • Ethiopian Airlines – gratuito
  • Emirates – menos de 10% do valor da tarifa do adulto
  • Cabo Verde Airlines – 10% do valor da tarifa do adulto
  • Kulula – menos de 12% do valor da tarifa do adulto
  • TAP – menos de 2% do valor da tarifa do adulto
  • MEA (Middle East Airlines) – um pouco mais de 30% da tarifa do adulto
  • Air China – menos de 12% do valor da tarifa do adulto
  • Easyjet – custo fixo de €31
  • Vueling – paga o mesmo valor que o adulto
  • Ryanair – quase 80% da tarifa do adulto

Em todas essas empresas, seja gratuita ou pagando algum valor, as tarifas compradas foram para o bebê viajar no colo.

Em um dos voos da Ethiopian Airlines

Preciso incluir o bebê nas passagens?

Uma dúvida que pode surgir é se é necessário informar que está viajando com um bebê no caso da companhia aérea não cobrar nenhum valor pelo transporte do pequeno.

A resposta é SIM. Mesmo que vá viajar no colo, no momento da compra da passagem é obrigatório informar que está viajando com o bebê, inclusive informando os dados pessoais do pequeno como nome, data de nascimento e documento de identificação.

Há também a possibilidade de comprar um assento para que o bebê seja transportado nele, desde que seja acoplada uma cadeirinha aprovada pelo órgão de fiscalização da aviação naquele país e que o pequeno tenha a idade permitida pela companhia aérea para ser transportado nessa cadeirinha. Não me recordo de ter visto algum bebê sendo transportado dessa forma.

Bagagens dos bebês

Os bebês não têm direito à bagagem, seja aquela de mão de até 10kg ou a despachada. As companhias aéreas permitem que os responsáveis levem uma bolsa ou mochila pequena de mão com os itens essenciais para o bebê durante o voo.

No entanto, é permitido despachar, sem custo algum, um carrinho ou uma cadeirinha para carro ou bebê conforto. Algumas empresas permitem despachar apenas um item, enquanto em outras é possível levar tanto o carrinho quanto a cadeirinha. Como cada companhia aérea tem uma regra diferente, o ideal é buscar essa informação junto à empresa pela qual você viajará com o bebê.

Em relação ao carrinho, o equipamento poderá ser utilizado até o embarque, devendo ser deixado pelos pais na entrada na aeronave (lembre de deixar o carrinho fechado).

Para pegar o carrinho no destino, pode haver situações diferentes:

  • Carrinho na porta da aeronave;
  • Carrinho na esteira de bagagem;
  • Carrinho em uma esteira específica.

O local onde os pais pegarão o carrinho que foi entregue na porta da aeronave pode variar de acordo com o aeroporto no destino.

Se for uma viagem internacional, é comum que os carrinhos estejam nas esteiras especiais para onde vão os objetos com tamanhos acima do padrão – oversized baggage (veja na foto abaixo):

Malinha de mão do bebê

O que eu levo na mochilinha do meu filho:

  • Fraldas (pelo menos 5 para as viagens de longa duração);
  • Lenços umedecidos;
  • Uma manta;
  • Uma roupa (estilo pijama) para ele usar durante o voo;
  • Um par de meias para o voo;
  • Álcool em gel;
  • Bolsinha com os remédios que ele possa precisar (farmacinha baby);
  • Brinquedos;
  • Lanche: frutas, barra de cereal ou papinha.

Esse é o tipo de comida que as companhias aéreas oferecem para os bebês

O meu pequeno sempre mamou no peito e por isso nunca usou chupeta nem mamadeira, se seu caso for diferente, sugiro levar os itens que ele usa e o leite que o bebê é acostumado a tomar.

Farmacinha Baby

Esse é um item de extrema importância para quem está viajando com bebês e crianças pequenas, principalmente na viagem de avião de longa duração.

Os pequenos podem ficar doentes de uma hora para a outra e é muito importante que os pais tenham em mãos aqueles remedinhos básicos que os pediatras receitam em caso de febre, vômito, alergia, congestão nasal e por aí vai…

Eu sempre levo uma bolsinha pequena com todos esses remédios + termômetro e a receita da médica com as dosagens para cada um.

Também sempre contrato um bom seguro viagem para meu filho, com uma cobertura médico-hospitalar alta, para assim ter mais tranquilidade caso ele precise de atendimento médico no exterior.

Alimentação e líquidos para os bebês

Há restrição de embarque com líquidos em voos internacionais, só sendo permitido cada passageiro passar pelo raio x dos aeroportos com líquidos em potes de capacidade máxima de 100ml.

Quem vai viajar de avião com bebê pode levar líquidos acima de 100ml, necessário para o uso durante os voos, bem como comidinhas que a criança já esteja habituada a comer.

Solicitações especiais: berço e comida

Para quem vai fazer voos internacionais, é possível fazer a solicitação do berço (baby bassinet) e de comidinha para o bebê (baby food). Essas solicitações devem ser feitas antecipadamente junto à companhia aérea.

No caso dos berços, algumas empresas fazem uma cobrança extra para que os pais se sentem nos assentos onde há local para acoplar o bercinho.

Para usar o berço o bebê tem que estar dentro das medidas e pesos permitidos (essas medidas variam de companhia para companhia).

⚠️ Não é permitido deixar o bebê dentro do berço na decolagem, aterrissagem ou quando houver turbulência.

Documentação para check-in e embarque dos bebês

Documentação para embarque de bebês:

  • Voos nacionais: RG ou certidão de nascimento
  • Voos internacionais: Passaporte

Os bebês devem sempre embarcar com um adulto responsável, que pode ser um dos pais. Em caso de viagem sem a presença dos pais, é necessário ter uma autorização dos pais para a viagem com o outro adulto.

Para as viagens internacionais, é importante observar qual tipo de autorização de viagem internacional está presente no passaporte do pequeno. A depender do tipo de autorização, pode ser necessário ainda uma autorização adicional de um dos pais.

++ Passaportes de bebês: documentação, autorizações e validades

Outro detalhe muito importante é observar se o país para onde o bebê viajará exige visto, pois, nesse caso, é necessário tirar o visto também para ele.

++ Como tirar o visto americano para bebê

Check-in e embarque de adultos com bebês

Na maior parte do mundo, os adultos que estão viajando com crianças de colo (normalmente até 2 anos), têm direito à fila preferencial tanto no check-in quanto no embarque.

Se você estiver viajando de avião com um bebê e não vir nenhum aviso de fila preferencial, pergunte ao funcionário da companhia aérea que ele provavelmente lhe dará preferência para o embarque.

Segurança do bebê durante o voo

Nas viagens internacionais, todas as companhias em que viajamos nos entregaram um cinto de segurança para ser usado no bebê.

O cinto de segurança do bebê deve ser acoplado ao cinto de segurança de um dos pais e utilizado obrigatoriamente nas decolagens, turbulências e aterrissagens.

Vale lembrar que, se for disponibilizado o berço, a criança também não poderá ficar dentro dele nessas situações e deverá estar presa ao cinto de segurança junto a um dos pais.

Cinto de segurança para bebê

Quem viaja com bebê também recebe o colete salva-vidas para o bebê em caso de emergências e deverá ler as instruções de segurança.

Saber o que fazer em caso de uma emergência é de suma importância, pois os pais são os responsáveis pelos seus bebês. Por exemplo: em caso de queda das máscaras de oxigênio, os adultos devem primeiro colocar as máscaras em si para depois colocar nos bebês.

Por isso, se estiver viajando de avião com um bebê ou uma criança pequena, é essencial que o adulto saiba o que fazer em situações adversas.

Experiências viajando de avião com bebê

Já fizemos tantas viagens de avião com o nosso bebê, que já passamos por experiências das mais variadas.

Em todas as aeronaves, seja em voos nacionais ou internacionais, há trocadores para bebês. Esses trocadores normalmente estão localizados na parte de cima do vaso sanitário (basta puxar a mesa).

Algumas companhias aéreas, como a Emirates e a Ethiopian Airlines, deram presentinhos para ele brincar durante o voo. É algo simples que às vezes consegue segurar a atenção da criança por alguns minutos e dar um descanso aos pais.

Em todos os voos internacionais sempre tenho o costume de amamentar o bebê no momento da decolagem e da aterrissagem, pois além de acalmá-lo, o movimento de sucção auxilia em caso de desconforto nos ouvidos. Se o seu bebê não mama no peito, tenha fácil a mamadeira ou chupeta.

Quando as luzes dos cintos de segurança se apagam, nós costumamos verificar se a fralda dele está seca, trocamos a roupinha e observamos como ele está: se cansado ou animado.

Em momentos de agitação, brincamos, andamos com ele e damos bastante atenção. Quando verificamos que ele já está com sono, pegamos a mantinha e o colocamos para dormir (nessa hora o santo peito faz milagres!), acomodando o pequeno no berço ou nos nossos colos.

Em relação aos brinquedos, escolho os menos volumosos e deixo escondidos na mochila. Vou dando um a um e escondendo o que ele não quer mais. Quando os brinquedos não estão mais interessantes, invento outra brincadeira e por aí vai. Até que chega a hora de levantar e caminhar um pouco.

⚠️Se possível, escolha voos noturnos para as viagens mais longas. As crianças tendem a dormir durante os voos e fica menos cansativo para os pais.

No mais, não tem tanto mistério. Cada bebê é único e só os pais sabem como lhe oferecer o conforto necessário. O ideal é sempre observar a criança e dar o máximo de atenção possível, pois assim eles se sentirão mais seguros!

 

Leia também:

 

Organize sua viagem com a gente:

 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em mais de 100 países! Você recebe o seu chip do O meu chip em casa e viaja conectado. Utilize o cupom  P101P  e tenha 15% de desconto!

Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em diversos países – evite filas!

✈️ Compre aqui as suas passagens aéreas e consiga as melhores tarifas e condições de pagamento!

Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente

Ama animais, viagens e gastronomia, sempre tentando conciliar suas três paixões. Andou por mais de 60 países e está sempre programando a próxima viagem. O destino? Depende das promoções de passagens aéreas!

2 Comentários