Como é viajar pela Emirates com bebê: a nossa decepção

Como é viajar pela Emirates com bebê: a nossa decepção

Última atualização em por

“Como seria viajar pela Emirates com bebê de colo?” Essa era a pergunta que eu me fiz antes de voar pela primeira vez pela famosa companhia aérea, imaginando que a nossa experiência seria totalmente diferente da que vivenciamos.

Por ser considerada uma das melhores companhias aéreas do mundo, tínhamos altas expectativas em viajar pela Emirates, principalmente no que se refere ao atendimento.

Como só ouvíamos falar bem da empresa, acreditávamos que o nosso voo até os Emirados Árabes fosse praticamente sem defeitos.

Sabemos que a classe econômica, como o nome já diz, é econômica, e não esperávamos maiores confortos durante os nossos voos pela companhia, mas tínhamos a certeza de que o atendimento seria um pouco melhor em relação às outras empresas aéreas, ainda mais quando se está viajando com um bebê.

Infelizmente a nossa experiência foi tão ruim, que até uma reclamação formal fizemos no site da empresa.

Como sempre escrevemos posts sobre as nossas experiências voando por companhias aéreas mundo afora, não podemos deixar de falar como foi voar pela Emirates, no nosso caso, com um bebê de colo.

Fizemos um total de 4 voos pela companhia e apenas o primeiro voo, o trecho Guarulhos – Dubai, foi de péssimo atendimento. Como a primeira impressão é a que fica, não temos boas lembranças de termos voado com eles.

Já perdemos as contas de quantas companhia áreas nos levaram para tantos lugares que conhecemos nesse mundão e sabemos que é normal acontecer um imprevisto ou outro, afinal, ninguém é perfeito.

Como é voar pela Emirates com bebê

Se na nossa experiência em voar pela Emirates com bebê tivesse acontecido um probleminha pequeno, entenderíamos completamente, mas em um único voo ocorreram sucessões de mal atendimentos que nos deixaram estarrecidos. Eu cheguei a pensar que azar que passamos para termos tantas experiências ruins em um único voo.

Na época da nossa viagem eu cheguei a fazer vídeos nas redes sociais sobre esse péssimo voo e recebemos muitas mensagens, algumas de seguidores dizendo que não conseguia entender como tudo aquilo tinha acontecido, pois a Emirates é uma das melhores companhias aéreas do mundo. Outros seguidores, por sua vez, compartilharam também experiências ruins durante voos com a cia.

Meses após a nossa viagem, encontrei o relato de Renata, do blog Renata Viaja, que também se decepcionou com a empresa. 🙁

De qualquer forma, não estou aqui querendo desmerecer a empresa, mas acho importante compartilhar a nossa decepção justamente no primeiro voo que fizemos com ela, pois, assim como compartilhamos os bons momentos, também compartilhamos os ruins.

Compra das passagens e atendimento nas redes sociais

Compramos as passagens no próprio site da companhia, pois foi onde encontramos os menores valores – mesmo assim foram as mais caras que pagamos na vida – para irmos do Brasil até o Cairo, no Egito, com direito a um stopover de 4 dias em Dubai.

Nossas passagens davam direito a duas malas de até 23kg despachadas para cada adulto e uma mala de 23kg para o bebê, além de uma mala de mão para cada passageiro de até 7kg, cada.

Após a compra da passagem, eu entrei em contato com a empresa via twitter para tirar algumas dúvidas sobre disponibilidade de berço e alimentos para bebês durante os voos. Foi a primeira empresa aérea que respondeu todas as minhas perguntas através das redes sociais de forma tão rápida.

Na ocasião, disseram que eles disponibilizavam comida para bebês, mas que recomendavam que levássemos a comida que o pequeno já está habituado.

O que eu gostei muito foi que a própria empresa já deixou os nossos assentos marcados na área do avião onde é possível encaixar o berço (baby bassinet), isso sem termos pedido.

O atendimento da equipe da Emirates através das redes sociais foi EXCELENTE!!!

Expectativa de bom atendimento

Semanas antes da nossa viagem, uma amiga minha viajou para Dubai com o bebê dela que tinha a mesma idade do meu. Essa seria a primeira viagem internacional dela com o seu bebê e estávamos trocando figurinhas pelo WhatsApp sobre viajar com filhos pequenos.

Inclusive, passei a ela a informação que recebi da Emirates pelo twitter de que eles ofereciam alimentos para bebês, mas recomendavam que levássemos a comidinha que a criança estava habituada a comer.

Pois bem, no dia em que ela chegou a Dubai, me mandou uma mensagem enorme contando da ótima experiência que tinha tido no voo do Brasil para os Emirados Árabes.

Disse que eles receberam um atendimento muito bom, que as aeromoças tinham tirado foto do bebê usando a polaroid, colocaram a foto em um cartão e deram de presente para eles como recordação da viagem.

Minha amiga me disse também que os comissários foram super atenciosos e que, durante o voo, o filho dela derrubou toda a comida que ela tinha levado e que a comissária já foi oferecendo várias frutas para o pequeno.

Claro que depois de um relato como esse eu esperava, no mínimo, que o atendimento na minha viagem fosse ao menos ok, mas, para a minha supresa, foi bem pior do que eu pudesse imaginar.

Voo Guarulhos – Dubai: a decepção

Como havia dito anteriormente, foram sucessões de atendimentos ruins, do começo ao fim.

Chegamos ao balcão do check in poucos minutos após a abertura e a fila de atendimento preferencial, que estava pequena (havia apenas 2 pessoas na nossa frente), não andava.

Do outro lado, a fila de atendimento para os outros passageiros, que também não estava tão cheia, foi muito mais rápida. Inclusive, alguns passageiros que chegaram muito depois foram atendidos antes da gente.

Vendo a fila normal andar normalmente e a preferencial ficar parada, vários passageiros que necessitavam de atendimento prioritário começaram a reclamar.

Passada a chateação na fila do check in, ficamos aguardando o horário do voo.

Embarque preferencial ok, decolagem tranquila e o baby cochilando nos meus braços.

Assim que as luzes dos cintos se apagaram, chamamos uma comissária e solicitamos o berço para o nosso bebê. Começa o vai e vem de comissários pela cabine e nada do nosso berço chegar.

Aguardamos uns 20 minutos e pedimos novamente o berço. Nada. Esperamos mais 15 minutos e nada. Foi aí que meu esposo resolveu se levantar e procurar outro comissário para pedir que levassem o berço. Somente após 4 pedidos foi que o berço chegou.

baby bassinet Emirates

Na hora do café da manhã, nada foi oferecido ao bebê e eu perguntei sobre a comida para bebê que haviam me informado via twitter. Eles disseram que iriam checar se havia algo para o pequeno.

O café da manhã foi servido a todos os passageiros, depois recolheram as bandejas e a gente ainda aguardando para saber o que tinha para o bebê. Foi aí então que eu chamei a comissária mais uma vez e perguntei se eles tinham algum alimento para o bebê.

Esperamos mais de uma hora e finalmente chegaram com a comidinha do bebê. A sorte foi que o Projetinho, mesmo com 9 meses, ainda mamava no peito.

Baby food Emirates

Quando foi a hora da refeição seguinte, não ofereceram nada para o nosso filho. Resolvi então pegar um pote de papinha industrializada que eu havia comprado no Brasil e pedi para aquecerem um pouco a comida dele. Nesse momento, a comissária disse que iria servir primeiro os passageiros e que era para esperarmos. Aguardamos e ninguém veio pegar a papinha para esquentar.

Àquela altura, eu estava muito irritada, pois não saía mais leite e meu filho estava chorando de fome. Eu estava praticamente implorando aos comissários para esquentar a comida do meu filho, que eu mesma tinha trazido no voo, e finalmente vieram pegar a comida dele para esquentar.

Esperamos 45 minutos e nada da comidinha dele aparecer e mais uma vez chamamos o comissário para saber da comida do bebê. Sabe o que ele me disse? Que não sabia onde estava a comida do meu filho.

Como assim????

Meia hora depois eles finalmente aparecem com a papinha que eu havia entregado para esquentar e adivinha? A comida estava fria. O pote de comida do meu bebê ficou mais de uma hora na mão dos comissários para voltar fria.

Os outros passageiros que estavam do nosso lado estavam horrorizados. Inclusive, durante as 14 horas de voo fizemos amizade com uma brasileira que viaja para Dubai todos os anos para ver a família. Ela foi uma das pessoas que se solidarizou com a nossa situação e nos disse que achava a Emirates uma companhia aérea bem normal, nada diferente das outras.

O péssimo tratamento dos comissários durante o voo fez com que nós não nos incomodássemos com mais nada, nem com o pão extremamente duro que serviram em umas das refeições e nem com o omelete de meu esposo que se esqueceram de servir e ele teve que se levantar para pedir lá na cozinha, mesmo tendo pedido duas vezes e após todos os passageiros terem terminado as suas refeições, pois o carrinho de comida bloqueava a passagem.

Assim que chegamos em Dubai, a primeira coisa que eu fiz foi fazer uma reclamação via twitter e outra no site da companhia. Juro que eu estava sem entender como eu tive a pior experiência de voo da minha vida justamente na companhia aérea que julgam estar entre as melhores do mundo.

Segue a resposta da Emirates que recebi por email (traduzida para o português):

“Como companhia aérea credenciada com muitos prêmios por sua excelência em serviços, é particularmente preocupante para a Emirates que você se sinta suficientemente com nossos serviços a bordo. Lamento ler a experiência desagradável que você descreveu a bordo dos voos acima. Lamento também saber da sua conta dos serviços oferecidos pelos membros da nossa tripulação de cabine, quando você não foi atendido tão prontamente e com eficiência quanto o previsto.

Sra. Faria, posso respeitosamente aconselhar que nossos tripulantes de cabine sejam bem treinados e nunca teria sido sua intenção decepcionar nossos passageiros de qualquer forma ou deixá-lo com uma impressão negativa da Emirates e de nossos serviços. Esperamos que nossos funcionários lidem sempre com os passageiros de maneira amigável e profissional, que você, como cliente, tem todo o direito de esperar. Certifique-se de que todos os pontos destacados em sua correspondência intrinsecamente conectados ao desempenho da tripulação de cabine tenham recebido o devido cuidado e atenção.  

Posso respeitosamente sugerir que, no futuro, você se sinta decepcionado com qualquer aspecto de sua jornada a bordo que solicite a assistência do chefe de cabine. O chefe de cabine é o responsável por toda a tripulação de cabine no voo e terá o prazer de fazer todo o possível para ajudá-lo, além de preencher um relatório oficial quando necessário.  Levamos todo o feedback a sério; portanto, o respectivo gerente sênior será aconselhado e receberá uma cópia de sua correspondência, para análise e avaliação interna, conforme necessário.

Embora por motivos de confidencialidade no emprego, não posso fornecer detalhes de qualquer ação interna tomada.   Sendo uma organização orientada ao atendimento ao cliente, estamos bem cientes da importância de atender e exceder os requisitos e expectativas de nossos passageiros. Espero que possamos deixá-lo com uma impressão mais positiva em seus futuros voos conosco.  Obrigado por trazer este assunto à nossa atenção e por me permitir responder. Valorizamos seu apoio e esperamos recebê-lo a bordo do nosso voo em breve.

Atenciosamente,   S. Farah – Assuntos de clientes da Emirates”

De qualquer forma, aquele primeiro voo que fizemos com a Emirates acabou ficando marcado como o pior voo que fizemos até hoje em termos de atendimento. E olhe que já voamos bastante nessa vida!

Os outros voos da Emirates: Dubai – Cairo – Dubai – Guarulhos

Os nossos outros voos pela companhia foram bons (nada muito diferente de outras companhias aéreas), mas fomos bem atendidos. Isso não posso negar.

Imaginamos até que talvez os chefes de cabine dos outros voos estivessem por dentro do ocorrido com a gente no voo Guarulhos – Dubai, pois não passamos por mais situações estressantes depois.

A aeronave do Brasil para os Emirados Árabes foi o Boeing 777-200LR, enquanto a que nos levou ao Egito era o Boeing 777-300ER, ambas com a configuração 3-4-3 (três assentos em cada lado e 4 no meio da aeronave).

Boeing 777-300ER Emirates

Interior da aeronave que nos levou de Dubai ao Cairo (Boeing 777-300ER)

O entretenimento de bordo é muito bom, com uma grande variedade de filmes, séries, telejornais de várias partes do mundo e jogos.

Qual a diferença da Emirates para as outras cias que voamos?

Diferentemente das classes econômicas de outras companhias, na Emirates eles dão, como cortesia, uma necessaire com meias, escova e pasta de dente.

Para as crianças, dão uma bolsinha com lenços umedecidos, creme para assadura, um paninho para a troca do bebê, colher e babador. Em todos os voos também deram brinquedos para quem estava viajando com bebês e crianças pequenas.

Eles também dão um cardápio com as opções de refeições do voo, algo que para a gente não é novidade, pois na Turkish Airlines também é assim. De qualquer forma, eu acho bem melhor quando a empresa disponibiliza um cardápio, pois agiliza muito o atendimento na hora de servirem as refeições.

Menu Emirates

O menu do nosso voo Cairo – Dubai

As refeições, no geral, são boazinhas para comida de avião. Durante as 14 horas de voo entre o Brasil e os Emirados Árabes, os comissários deixam algumas cestas cheias de chocolates e outras guloseimas para os passageiros se servirem à vontade.

Notamos também que na aeronave da Emirates havia um banheiro bem maior com trocador e me chamou a atenção do espaço interno, bem mais espaçoso do que as outras companhias que voamos com o nosso bebê.

O que aprendemos em voar pela Emirates com bebê?

Antes dessa viagem, já havíamos viajado para os Estados Unidos pela Avianca Internacional com o nosso pequeno. Após a ida aos Emirados Árabes e o Egito, viajamos com o nosso filho para a África do Sul pela Taag e, fazendo um comparativo com essas duas empresas, a experiência em viajar pela Emirates com bebê foi muito ruim.

E o que deixou a nossa viagem desgastante foi justamente a falta de preparo dos comissários daquele voo, que tinha, inclusive, alguns brasileiros na tripulação.

Jamais esperávamos que fizessem tão pouco caso de passageiros acompanhados de um bebê de colo. Não que a gente quisesse atendimento prioritário durante o voo, mas que as nossas solicitações, que não eram nada fora do normal, fossem atendidas.

Em toda a nossa história viajando com o bebê, só precisamos implorar para que trouxessem o berço ou esquentasse a comidinha que levamos pra ele na Emirates. Justamente na companhia aérea que achávamos que era a melhor do mundo.

 Enfim, em um próximo voo pela Emirates, iremos preparados para um atendimento ruim.

Leia também:

Organize sua viagem com a gente:

 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em mais de  165 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em diversos países – evite filas!

✈️ Compre aqui as suas passagens aéreas e consiga as melhores tarifas e condições de pagamento!

Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente

Ama animais, viagens e gastronomia, sempre tentando conciliar suas três paixões. Andou por quase 60 países e está sempre programando a próxima viagem. O destino? Depende das promoções de passagens aéreas!

4 Comentários

  1. Uma pena todo esse descaso, eu acompanho muitos comissários da Emirates, e a maioria reclama muito do trabalho, voei com a Qatar e gostei bastante, espero que na próxima viagem o tratamento seja diferente!

    • Pois é, ficamos super decepcionados com o atendimento dos comissários no voo da Emirates. Acredito que eles devam ter jornadas de trabalho exaustivas. Temos muita vontade de viajar pela Qatar. Falam que a empresa é ótima!
      Esperamos muito que um próximo voo pela Emirates seja diferente!
      Abraços