Kruger Park: como é fazer o safari por contra própria no carro alugado

Kruger Park: como é fazer o safari por contra própria no carro alugado

Última atualização em por

Sempre sonhei em fazer um safari no famosíssimo Kruger Park, na África do Sul, e poder ver de perto todos aqueles animais incríveis que até então eu só tinha a visto fora de seus habitats naturais. O que eu não imaginava é que eu realizaria esse grande sonho fazendo o safari por conta própria, e não contratando uma empresa.

Outro fato que não fazia ideia era que essa modalidade de passeio, conhecido como self-drive safari, é super comum no Kruger Park; muito mais do que eu poderia imaginar!

Vimos girafas tantas vezes durante o safari e mesmo assim não consegui enjoar!

Como chegar ao Kruger Park?

O Kruger Park é imenso! Para se ter uma ideia, é um das maiores reservas da África, abrangendo uma área de quase 20.000 km². Sabe o que isso significa? Que somente o parque tem quase o tamanho do estado de Sergipe!!

Existem três aeroportos próximos ao parque, só que os voos para esses locais normalmente são super caros. Foi por esse motivo que decidimos alugar um carro em Joanesburgo e irmos dirigindo até o Kruger Park, mais precisamente até a área do Malelane Gate.

Nossa galera reunida para mais um dia de safari!

A estrada de Joanesburgo é muito boa, bem sinalizada e pedagiada. O carro que alugamos possuía uma tag para desconto dos valores dos pedágios e, posteriormente, a empresa de aluguel de carro descontou todos os valores dos pedágios do nosso cartão de crédito.

A viagem entre Joanesburgo e Malelane Gate levou um pouco mais de 4 horas.

Onde se hospedar: dentro ou fora do Kruger?

Antes da viagem, li diversos relatos de pessoas dizendo que os melhores horários para ver os animais seriam de manhã bem cedo e durante a noite e, por este motivo, seria melhor ficar hospedado dentro do parque, já que há horários de abertura e fechamento dos portões para quem está fora do parque.

A vantagem de ficar hospedado dentro do parque é poder fazer o safari noturno, que parece ser uma experiência bem diferente do safari durante o dia.

O grande detalhe é que os hotéis dentro do Kruger são muito caros e os alojamentos (que são bem simples e têm valores mais acessíveis) são administrados pelo governo e nem sempre é fácil conseguir fazer a reserva através do site deles.

Nós chegamos a fazer uma reserva em um dos alojamentos do parque, mas o próprio parque a cancelou e gerou uma nova reserva com datas completamente diferentes da que havíamos solicitado.  Depois de muita troca de email explicando a confusão que eles fizeram, conseguimos o reembolso do valor e decidimos ficar hospedados fora do parque.

O que é o self-drive safari: o safari por conta própria

O self-drive safari é aquela modalidade de passeio na qual os turistas alugam o carro e vão fazer o safari por conta própria, sem motorista ou guia.

Basta alugar um carro, pagar as taxas para entrar no parque e procurar os animais.

Pode até parecer que é algo muito complicado, mas não é. Na verdade, vimos muito mais turistas dentro do Kruger Park de carro alugado do que naqueles carros estilo “jeep”com guias.

A única diferença que os turistas brasileiros podem sentir é dirigir na mão inglesa. No mais, é super fácil!

Há diversas portas de entrada no Kruger Park e, em qualquer uma delas, o turista deverá preencher um formulário com dados pessoais (importante ter o passaporte em mãos) e pagar a taxa da entrada.

Depois de receber todas as instruções de segurança do parque, é só sair à procura dos animais.

A variedade animal no Kruger Park é imensa e é sempre uma emoção ver uma girafa ou zebra no seu habitat natural. Mas o que todas as pessoas querem realmente é ver de perto os BIG FIVE: elefante, rinoceronte, leão, búfalo e leopardo.

Dos quatros BIG FIVE que vimos (foto abaixo), o mais difícil de encontrar foi o búfalo africano.

Vantagens em fazer o safari por conta própria

Nós já havíamos feito um safari com uma agência no Sri Lanka e por isso já tínhamos uma referência de como funcionava esse tipo de passeio.

Só depois que tivemos essa experiência em fazer o safari por conta própria foi que percebemos as inúmeras vantagens em relação ao safari por agências.

– Economia

Essa é a primeira grande vantagem que as pessoas têm quando decidem alugar um carro e fazer o safari sozinhos, sem intermédio de uma agência, pois os valores cobrados para esse tipo de passeio costumam ser bem salgados.

Quando se aluga o carro, o custo é apenas do aluguel, gasolina e da taxa para entrar no parque (essa última também tem que pagar se o passeio for feito com agência). E o grande detalhe é que, quanto mais pessoas estiverem no carro com você, mais econômico o passeio fica, pois o valor do aluguel e da gasolina podem ser rateados.

No nosso caso, como éramos 3 casais e um bebê, dividimos todos os gastos do carro por três e fizemos uma grande economia!

– Liberdade

Quando se faz um safari com uma agência, o turista tem que cumprir aquele roteiro predeterminado, sem possibilidade de escolhas. O guia decide qual a rota que vai fazer e determina os horários de paradas para ida ao banheiro e refeições.

Já no self-drive safari, você tem a liberdade de fazer o que quiser: decidir qual rota pegar, escolher quanto tempo ficar observando determinado animal, bem como descer em um dos pontos permitidos do parque quando tiver fome ou vontade de ir ao banheiro.

– Protagonismo

Antigamente, era através do safari que as pessoas usavam a caça como lazer. Hoje em dia, continuamos sendo os “caçadores”, mas das melhores fotos.

Quando fazemos o safari por conta própria, nos tornamos os protagonistas da história; aqueles que estão em busca dos animais para poder fazer os melhores registros possíveis. Nesse caso, o trabalho de encontrar os animais é todo nosso.

Passamos um bom tempo observando os leões

Por outro lado, quando se faz um safari com uma agência, não existe aquele trabalho de sair procurando os animais, pois o guia se encarrega dessa função. E o que acontece é que os motoristas já estão mais que acostumados ao dia a dia do Kruger e já têm uma noção de possíveis locais e horários mais fáceis para ver determinados animais.

++ Clicando aqui você encontrará opções de safari por empresas especializadas com valores mais acessíveis +++

A sensação que tive fazendo o safari por conta própria no Kruger, principalmente se comparado ao safari que fiz por uma agência no Sri Lanka, é que, quando estamos sozinhos e encontramos determinado animal (principalmente um dos Big Five), o entusiasmo é outro, pois traz aquele sentimento de que “eu venci o jogo”!

Recomendações para quem vai fazer o safari por conta própria

Todas as pessoas que vão fazer um safari no Kruger Park recebem um folheto com uma lista de recomendações que devem ser estritamente observadas.

Vamos listar abaixo algumas das recomendações mais importantes:

  • Não saltar do carro fora dos locais permitidos;
  • Não colocar partes do corpo para fora do carro;
  • Dirigir na velocidade permitida (50km nas vias pavimentadas e 40km nas de terra);
  • Não buzinar ou fazer barulhos;
  • Não alimentar os animais;
  • Não remover plantas ou animais do parque;
  • Não jogar lixo no parque;
  • Obedecer os horários de entrada e saída do parque.

Há também recomendações especiais em relação aos elefantes:

  • Manter uma distância segura em relação a eles;
  • Não seguir os elefantes;
  • Sempre dar preferência de passagem a eles;
  • Não cruzar o caminho deles;
  • Dirigir devagar em caso de elefante se aproximar do carro;
  • Não acelerar perto dos elefantes.
Elefantes no Kruger Park

Família de elefantes que cruzou o nosso caminho durante o safari no Kruger Park

Aluguel de carro na África do Sul

Para alugar carro na África do Sul é necessário ser maior de 25 anos, estar na posse de uma CNH válida e ter um cartão de crédito com limite suficiente para a locadora poder efetuar um bloqueio de garantia.

Por segurança, levamos também a nossa PID – Permissão Internacional para Dirigir, mas não foi pedida.

Pesquisamos bastante valores de aluguel de veículos e encontramos os menores valores no site do RentCars, nosso parceiro aqui no blog, que trabalha com diversas locadoras ao redor do mundo.

++ Clique aqui para fazer uma cotação de aluguel de carro na África do Sul ++

Alugamos um Hyundai H1, com câmbio automático, ar condicionado e capacidade para 8 pessoas. Adoramos!

O carro que alugamos para fazer o self-drive safari

Efetuamos o pagamento ainda no Brasil, com possibilidade de parcelamento e, no ato da locação, nós demos os dados do cartão de crédito que seria usado para fazer o bloqueio. Somente o cartão de crédito de propriedade do titular da reserva é que é aceito para esse bloqueio.

Nós fomos perguntados se cruzaríamos a fronteira da África do Sul com algum outro país (no nosso caso, fomos até a Suazilândia também), pois, nesse caso, teria um custo a mais.

No final da locação, recebemos recibo com os gastos extras que foram descontados do nosso cartão de crédito, como taxa de cruzamento de fronteira e pedágios.

Como foi a nossa experiência fazendo o self-drive safari

Nos primórdios da minha vontade em fazer um safari na África do Sul, eu me imaginava naqueles carrões abertos e com toda a indumentária típica do turista: roupa caqui, chapéu e binóculo nas mãos. Sabe aquela cena de filme que idealizamos? Pois é, eu achava que tudo isso era super importante para se fazer um safari.

E no meu primeiro dia de safari na África do Sul estava eu de calça jeans, camisa branca e um par de sandálias havaianas dentro de uma van com meu esposo, filho de 11 meses e mais 4 amigos super animados para ver como seria essa experiência.

Momento “O Rei Leão” com o nosso filho e amigos

A verdade é que quem vai alugar o carro para fazer um safari no Kruger Park não precisa se preocupar com cor ou estilo de roupa uma vez que vai estar o tempo todo dentro de um carro com ar condicionado.

As recomendações de roupas próprias quando se faz um safari por agência são em decorrência do tipo de veículo em que o turista vai transitar, já que são carros abertos onde as pessoas estão expostas ao calor, mosquitos e aos próprios animais do parque.

A nossa experiência em fazer o safari por conta própria não poderia ter sido melhor! Nós decidimos os horários de começo e fim do passeio, de acordo com os horários de abertura e fechamento dos portões e descíamos nos pontos permitidos sempre que tínhamos vontade, fosse para comer ou utilizar o banheiro.

O melhor de tudo era ter que ficar com sempre atentos a qualquer animal que pudesse aparecer. Volta e meia dávamos boas risadas com gritos de algum dos nossos amigos que tinha visto algum animal. Alguém gritava: “acho que vi um o leão” e rapidamente dávamos meia volta à procura do animal.

Vimos muitas e muitas zebras!

E passamos 2 dias inteiros assim: nos emocionando sempre que víamos um animal não muito comum e horas parados tirando milhares de fotos leões, girafas, zebras, elefantes e tantos outros animais que moram no Kruger.

Conseguimos ver 4 dos Big Five, pois os leopardos resolveram fazer greve nos dias em que estivemos por lá. 😜

Leia também:

Organize sua viagem com a gente:

 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em mais de  165 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em diversos países – evite filas!

✈️ Compre aqui as suas passagens aéreas e consiga as melhores tarifas e condições de pagamento!

Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente

Ama animais, viagens e gastronomia, sempre tentando conciliar suas três paixões. Andou por quase 60 países e está sempre programando a próxima viagem. O destino? Depende das promoções de passagens aéreas!

6 Comentários

  1. Que incrível! Nunca tinha pensado em fazer um safari por conta própria… Aliás, até pensava que não era permitido, e quer teria de ser sempre por agência. Obrigada pela partilha dessa perspectiva!

    • Antigamente eu também achava que só era possível fazer um safari por agência. Só depois que começamos a pesquisar foi que vimos essa possibilidade e adoramos!
      Não penso mais em fazer safari de outra forma que não seja por conta própria.
      Abraços