Como é tomar banho no Mar Morto

Como é tomar banho no Mar Morto

Última atualização em por

Sempre tivemos a curiosidade de saber como seria tomar banho no Mar Morto (Dead Sea), localizado em uma área considerada o ponto mais baixo em terra seca do planeta, a aproximadamente 400 metros abaixo do nível do mar.

Quando planejamos a nossa viagem para a Jordânia, separamos um dia para passarmos curtindo o Mar Morto e aproveitando um dos resorts da região. Foi uma experiência diferente que vamos compartilhar com você.

Aqui neste post, você encontrará algumas curiosidades desse lugar tão peculiar e o nosso relato sobre como foi tomar banho no Mar Morto pelo lado da Jordânia.

Onde fica o Mar Morto e seu nível de sal

Esse grande lago de água salgada banha Israel, Jordânia e Cisjordânia. É um local muito visitado por turistas do mundo inteiro, principalmente do lado de Israel, e causa muita curiosidade entre as pessoas pelo fato de não ser possível afundar nas águas desse mar.

Isso porque o nível de sal é tão alto, chegando a ser dez vezes mais do que nos oceanos, fazendo com que a densidade de sua água seja muito maior que de outros mares. Por esse motivo que as pessoas conseguem boiar sem fazer esforço algum.

E por causa da composição de sua água, que possui uma alta concentração de potássio, enxofre, magnésio, cálcio, dentre outros, e o elevado grau de salinidade, não há vida nesse mar, com exceção de vida bacteriana.

Como chegar ao Mar Morto pelo lado da Jordânia

Chegamos ao país pelo aeroporto de Amã – Queen Alia International Airport – e lá mesmo pegamos um carro que havíamos alugado antecipadamente.

Organizamos o nosso roteiro para percorrer a Jordânia em 10 dias e escolhemos o primeiro dia para realizarmos o sonho de conhecer o Mar Morto, já que o local não é distante do aeroporto de Amã.

Em aproximadamente 1 hora percorrendo 60km, chegamos ao nosso hotel que dava acesso ao tão famoso mar.

Onde se hospedar perto do Mar Morto

Há vários hotéis e resorts perto do Mar Morto e aqueles que dão acesso à praia são caros, principalmente se comparamos com valores de hospedagens em geral na Jordânia (com exceção de Petra, onde tudo é caro mesmo).

Ao escolher o nosso hotel, nós levamos em consideração o melhor custo-benefício. Estávamos procurando uma acomodação com um valor razoável e que oferecesse:

  • Quarto com cama de casal e banheiro privativo;
  • Fácil acesso ao Mar Morto;
  • Café da manhã incluído na reserva;
  • Restaurantes para outras refeições;
  • Piscina (para o nosso filho pequeno poder aproveitar).

Como aquela área ao redor do mar não tem praticamente nada além dos hotéis, era imprescíndivel que na nossa hospedagem por lá houvesse restaurantes que servissem refeições além do café da manhã, afinal, estávamos com um pequeno de 1 ano e 7 meses e era super importante ter facilidade na hora de alimentá-lo. E foi a melhor decisão para toda a família, pois não vimos lugares para comer nas redondezas do hotel.

Escolhemos o Ramada Resort Dead Sea, que era o que cabia no nosso bolso e que atendia às nossas exigências para aquela viagem.

O hotel possui boas instalações, restaurante com buffet livre, 2 piscinas e uma jacuzzi, espaço kids, estacionamento gratuito e praia privativa. O acesso ao Mar Morto através do hotel pode ser feito a pé (mais ou menos 600 metros de caminhada) ou com a van do hotel que faz o traslado gratuito a cada 30 minutos.

Mar Morto Jordânia

O caminho entre o ponto onde a van do hotel parou até a água do Mar Morto

Gostamos do hotel e achamos uma excelente opção tanto para amigos que viajam juntos quanto para casais e famílias com crianças ou idosos.

Para você ter uma ideia de valores, seguem os custos que tivemos na época da nossa viagem (valores na moeda local e a conversão aproximada em dólares):

Valor da hospedagem: 76JD ou U$107

Valor do jantar por pessoa (buffet livre sem bebidas): 17JD ou U$24

Como é tomar banho no Mar Morto

Tínhamos uma certa expectativa com o Mar Morto, mas, poucos meses antes da viagem, um amigo que havia tomado banho no mar pelo lado de Israel nos contou que a sensação era incômoda, pois a água era muito quente e a pele fica parecendo que estava oleosa e se desidratando.

Quando finalmente colocamos os pés na água do mar entendemos perfeitamente o que ele havia nos dito. Era mês de outubro, fazia calor, a água do mar estava quente e a pele da gente realmente fica com um aspecto oleoso.

Como boa parte das mulheres vaidosas, resolvi depilar as pernas na véspera da chegada à Jordânia. Sabe o que aconteceu? Eu sentia um ardor terrível nas pernas.

Só que esse incômodo nas pernas não é nada comparado ao ardor que sentimos quando a água do Mar Morto entra em contato com os lábios ou olhos. Sabíamos que não era para colocar o rosto dentro da água, não colocamos e mesmo assim caíram pingos nos rostos.

Quando qualquer pingo dessa água tem contato com os lábios, incomoda bastante, mas quando cai nos olhos, a gente vai ao inferno! ARDE MUITO!!!

Mesmo tomando todos os cuidados, o nosso pequeno viajante acabou colocando as mãos nos olhos e também sentiu a m**** que é quando essa água lazarenta encosta nos olhos. Mas o guri é guerreiro e não chorou!

A água em si não é nada agradável e a pele começa a coçar após algum tempo dentro dela. Inclusive, eu vi algumas estrangeiras que ficaram com as peles bem irritadas.

É muito interessante boiar sem fazer o mínimo esforço e muitos turistas levam algum livro ou jornal para tirar aquela foto clássica lendo enquanto boia no Mar Morto. Queria até ter tirado uma foto assim, mas com criança pequena as nossas prioridades mudam e o importante naquele momento era não deixar a água cair no rostinho dele.

O ponto alto dessa experiência foi sujar o corpo todo com a lama negra do Mar Morto, famosa por fazer bem à pele e muito usada em cosméticos. Estávamos em um SPA a céu aberto! Animados, passamos a lama no corpo e no rosto.

Depois voltamos ao mar para tirar a lama do corpo e nos dirigimos a um chuveiro do hotel para limpar nossos rostos. Para o nosso azar e de todos os demais hóspedes, não estava saindo água do chuveiro naquele momento. Vi uma mangueira ao lado e consegui pegar um pouco de água, que, por sinal, era salgada.

Um funcionário do hotel nos deu uma garrafa com água doce para limparmos o rosto do filhote e aproveitamos para tirar o excesso de lama dos nossos rostos. Só quando chegamos na área da piscina do hotel que conseguimos, enfim, remover toda a lama do rosto.

Conclusão sobre o banho no Mar Morto

Achamos a experiência de entrar no Mar Morto interessante, principalmente pelo fato do corpo não conseguir afundar na água.

No início, parece que a nossa cabeça tenta avisar ao corpo que é para fazermos esforço para não afundar e só depois de alguns segundos é que conseguimos ficar mais à vontade para boiar sem nenhuma dificuldade.

Diferentemente de algumas fotos paradisíacas que vimos da água do Mar Morto, naquela área onde está localizada a maioria dos hotéis, a água não é cristalina nem bonita.

O cenário é super bonito em alguns pontos da estrada ao redor do mar, mas em regiões onde não há acesso de banhistas à praia.

Mar Morto na Jordânia

Um dos locais na estrada onde a cor do mar era linda!

Em todos os pontos que paramos à beira do mar, seja no hotel ou na estrada, a quantidade de moscas voando ao redor era como nunca tínhamos visto antes. Incomodava muito.

Se fizer uma viagem à Jordânia e for incluir o Mar Morto, algumas dicas:

  • Escolha um hotel com praia privativa;
  • Não faça depilação pouco antes de chegar lá;
  • Não confie no chuveiro do hotel e leve uma garrafa de água doce com você até a praia;
  • Em hipótese alguma mergulhe no Mar Morto;
  • Saiba que se tiver alguma feridinha no corpo, até mesmo de uma cutícula arrancada, vai arder bastante.

Não podemos dizer que o banho em si é agradável, mas vale pela experiência!

Leia também:

Vale a pena comprar o Jordan Pass?

Diário de viagem: Líbano e Jordânia

Organize sua viagem com a gente:

 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em mais de  165 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em diversos países – evite filas!

✈️ Compre aqui as suas passagens aéreas e consiga as melhores tarifas e condições de pagamento!

Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente

Ama animais, viagens e gastronomia, sempre tentando conciliar suas três paixões. Andou por quase 60 países e está sempre programando a próxima viagem. O destino? Depende das promoções de passagens aéreas!

Deixe um comentário