Voando para a Ásia pela Ethiopian Airlines

Sempre tivemos planos de conhecer o sudeste asiático, mas, por causa das altas tarifas cobradas pelas empresas aéreas, estávamos esperando surgir alguma promoção para enfim realizar nosso grande sonho. Até visto para os Estados Unidos tiramos, na esperança de encontrar alguma promoção nas companhias aéreas americanas para o outro lado do mundo.

Em setembro do ano passado, a apenas três meses das nossas próximas férias e desesperados por promoções de passagens aéreas para qualquer lugar do planeta (de preferência um local que não tivesse um processo lento e burocrático para emissão de vistos), recebemos um email do site Passagens Imperdíveis com uma promoção para Hong Kong pela Ethiopian Airlines!
⚠️Atenção: viajamos pela Ethiopian novamente em março e abril de 2017 e percebemos algumas mudanças em relação à nossa primeira viagem pela companhia. Todas as novas observações serão acompanhadas do símbolo ⚠️

#Compra pela internet

O processo de compra das passagens pela internet foi muito simples. Selecionamos os trechos desejados e efetuamos a compra no nosso cartão de crédito internacional.

Os valores cobrados pela Ethiopian Airlines estavam muito abaixo das outras companhias aéreas, entretanto a compra não pode ser parcelada no cartão de crédito, diferentemente de outras áreas estrangeiras que às vezes parcelam em até 10 vezes sem juros.

Só que como a promoção era muito boa, não deixaríamos de comprar por causa disso, né?

Após a compra, ainda ficamos na dúvida se as passagens estavam garantidas, pois não recebemos sms com a transação efetuada com o cartão. Ligamos para o banco, que havia confirmado a compra, e depois mandamos emails para a empresa confirmar a reserva.

O escritório que presta serviços para a Ethiopian Airlines aqui no Brasil confirmou a nossa reserva, mas pediu que confirmássemos os dados do cartão de crédito e que, por segurança, levássemos o cartão utilizado para a compra nos dias dos voos, pois a empresa poderia pedir que apresentássemos o cartão.

Depois ficamos sabendo que é uma prática das companhias aéreas asiáticas e até mesmo da africana Ethiopian, de requerer o cartão utilizado na compra no momento do check in. Soube que a empresa pode se recusar a embarcar o passageiro caso o cartão requerido não seja apresentado.

Seguimos todas as recomendações, mas aviso de antemão que em nenhum momento, nem a Ethiopian, nem as outras empresas asiáticas pediram que apresentássemos os cartões utilizados nas compras das passagens. Como “seguro morreu de velho”, tenha sempre em mãos o cartão que foi usado para comprar a passagem!

#Mudança de voo

Compramos as nossas passagens no dia 15 de setembro de 2014 para viajarmos no dia 21 de dezembro de 2014. Como tenho o costume de sempre verificar o status dos voos, percebi (em novembro) que havia algo estranho com as nossas reservas pois as datas estavam modificadas e o trecho direto que faríamos entre Adis Abeba e Hong Kong estava com uma parada prevista em Bangkok.

Imediatamente enviamos emails para a empresa na Etiópia e para o escritório responsável aqui no Brasil. Recebemos uma resposta do escritório brasileiro informando que os nossos voos de ida e de volta haviam sofrido alterações:

– Com a mudança do voo de ida, ao invés de fazer uma conexão de 2 horas em Adis Abeba, faríamos uma conexão de 26 horas;

– Já no voo de volta, inicialmente iríamos sair de Hong Kong no dia 24/01, só que cancelaram o voo desse dia e o voo seguinte aconteceria somente no dia 26/01.

Claro que mudanças nos planos de uma viagem nem sempre são bem vindas, só que no nosso caso acabou sendo um presente poder passar um dia em Adis Abeba e assim conhecer um pouquinho da capital da Etiópia!

Como essa modificação envolve custos, enviamos novamente um email para a empresa questionando sobre as seguintes despesas:

– Visto na entrada do país no valor de U$ 20;

– Hotel em Adis Abeba;

– Traslado aeroporto/hotel/aeroporto;

– Refeições em Adis Abeba;

– Hospedagem em Hong Kong por mais duas noites.

A companhia aérea nos informou que todos esses gastos seriam arcados pela empresa, sendo que a hospedagem em Hong Kong por mais 2 dias deveria ser paga com o nosso dinheiro e que depois a empresa reembolsaria, o que de fato aconteceu!

#Check in em Guarulhos

O check in no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, foi lento, mas nada muito diferente do que estamos acostumados com as companhias europeias, por exemplo.

No momento do check in, queríamos uma confirmação da atendente de que tudo já estava organizado para quando chegássemos a Adis Abeba (visto, traslado, hotel, etc..). Só que ela disse que o nosso nome não estava na lista e por isso demorou um pouquinho, mas tudo foi resolvido!

Detalhe que naquele momento a atendente nos informou que não poderíamos pegar as nossas malas no desembarque em Adis Abeba, ou seja, malas agora só em Hong Kong! Como não estávamos nos programando para mexer nas malas durante a conexão, já tínhamos as malinhas de mão preparadas com tudo que precisávamos para aquele dia de passeio na Etiópia!

#Voo 1: Guarulhos – Lomé – Adis Abeba

Embarcamos na classe econômica da moderna aeronave Dreamliner 787-8, a melhor que havíamos voamos até então!

Boeing 787 Dreamliner que decolou em Guarulhos em direção a Adis Abeba

Além da aeronave ser nova, vamos pontuar aqui algumas comodidades:

– Telas de entretenimento de bordo individual, com uma boa variedade de filmes, documentários, seriados, jogos e músicas. Além daquele mapinha interativo que mostra a rota percorrida!

– Janelas sem cortinas, com uma tecnologia que escurece automaticamente e pode ser ajustada com cliques no botão;

– Apoio para os pés;

– Cadeira que, além de reclinar, movimenta a parte na qual ficamos sentados

No sentido horário: janela sem cortina, com botão sensor de claridade; tela individual de entretenimento de bordo, com jogos, filmes e música; mapa interativo que mostra a rota percorrida e descanso para os pés (isso faz uma diferença!)

A configuração da aeronave é  3 -3 -3, ou seja, três fileiras com 3 cadeiras cada.

Os voos que saem do Brasil em direção a Adis Abeba fazem uma escala em Lomé, capital do Togo, tanto na ida quanto na volta.

Saímos do Brasil de madrugada e logo após a decolagem foi servido o jantar. Escolhi carne com verduras e Fabrício optou pelo frango com arroz. A comida foi feita no Brasil e o sabor era bem familiar (as refeições feitas na África e na Ásia eram temperadas ao estilo de cada local – mas também eram boas).

Refeições com tempero brasileiro

Na chegada a Lomé, foi servido o café da manhã que é bem parecido com os de outras companhias aéreas internacionais (pão, croissant, manteiga, geléia, suco, café, chá, etc…). Assim que chegamos a Lomé não saímos da aeronave. Alguns passageiros desembarcaram, o pessoal da limpeza entrou para limpar os banheiros e entraram passageiros novos rumo a Adis Abeba.

⚠️No último voo que fizemos pela companhia, achamos as aeronaves mais velhas, não havia mais o apoio para os pés e em um dos voos o áudio da tela de entretenimento não estava funcionando direito.

#Conexão de 26 horas em Adis Abeba

Após aproximadamente 14 horas de voo, finalmente chegamos a Adis Abeba. Assim que desembarcamos, procuramos os funcionários da Ethiopian em solo e já estavam com nossos vistos pagos, além de uma van estar nos esperando para nos levar até o hotel.

O hotel que ficamos hospedados chama-se Debre Damo e tivemos a sensação de que o local é “mantido” pela companhia aérea. As instalações são razoáveis, mas não é nenhuma maravilha. De qualquer forma, o que importava naquele momento era a possibilidade de conhecer a capital do país.

⚠️O aeroporto de Adis Abeba está em reforma há anos e estava um caos quando passamos por lá pela última vez. Muitos passageiros e poucas cadeiras para sentar.

#Voo 2 – Adis Abeba – Bangkok – Hong Kong

Na noite seguinte à chegada a Adis Abeba fomos novamente levados de van até o aeroporto para o seguir viagem até o nosso destino final (Hong Kong).

Como houve a mudança nos voos, o embarque foi um pouco tumultuado, pois alguns assentos estavam marcados em duplicidade e as comissárias tiveram que reposicionar os passageiros.

A aeronave que fez esse trecho era completamente diferente da que saiu do Brasil em direção a África. O modelo era um Boeing 763, antigo, de configuração 2-4-2 (duas cadeiras nas janelas, 4 no centro e outras 2 nas janelas do outro lado).

Essa aeronave não tinha nenhum entretenimento de bordo, somente uma tela grande mostrando a rota, os assentos não tinham nenhum conforto (pareciam das nossas aeronaves que fazem voos domésticos).

Foi servido jantar na saída de Adis Abeba e café da manhã na chegada a Bangkok.

Assim que chegamos na capital da Tailândia, quase todos os passageiros desembarcaram e a aeronave ficou bem vazia. Assim como em Lomé, também não pudemos sair do avião e entraram funcionários para limpar os banheiros e passar aspirador de pó no carpete.

Após a decolagem, foi servido almoço (a comida era servida com arroz e o tempero era típico da Tailândia). Como não como arroz, optei pelo pão com queijo polenguinho, o que não foi nenhuma dificuldade para uma pessoa que adora tanto pão quanto polenguinho! As comissárias pareciam ter pena de mim por não comer arroz (ingrediente básico das culinárias africanas e asiáticas) e me ofereceram mais pães. Isso realmente não foi problema algum.

Apesar do cansaço, chegamos em Hong Kong ainda animados para passear e fazer o reconhecimento de área. Jet lag??? Isso é para os fracos rsss

⚠️ No último voo que fizemos, saímos de São Paulo para Bangkok com conexão em Adis Abeba. A aeronave foi a mesma – Dreamliner 787-8 – até o destino final.

#Viagem de volta: check in em Hong Kong 

O check in em Hong Kong foi muito demorado, até demais em comparação com as outras empresas que operam naquele aeroporto. O embarque também foi muito demorado, mas pelo menos há wifi disponível no aeroporto de Hong Kong para passar o tempo.

Voltando para o Brasil cheios de histórias para contar e com os passaportes super carimbados!

⚠️Em Bangkok o check in começa apenas 2 horas antes do voo e uma fila longa formou-se no balcão operado pela Ethiopian no Aeroporto Suvarnabhumi.

#Voo 3: Hong Kong – Adis Abeba

Antes de decolar, passamos 4 horas dentro do avião em Hong Kong, pois a aeronave estava com algum problema elétrico e durante esse tempo o avião não chegou nem a taxiar na pista. Chegamos até a pensar que a viagem seria adiada, até que finalmente o comandante informou que o problema estava resolvido e finalmente iríamos decolar. Ufa! Pra gente, esse foi o único “perrengue” da viagem com a empresa.

O voo foi o mesmo modelo que nos levou do Brasil à Etiópia – o Boeing 787 Dreamliner, que é muito confortável e tem uma estabilidade fantástica!

Na saída de de Hong Kong foi servido o jantar e na chegada em Adis Abeba, o café da manhã. Quando chegamos à capital da Etiópia, tivemos que desembarcar e passamos aproximadamente uma hora no aeroporto de Adis Abeba aguardando o próximo voo.

Refeições do voo de volta

Refeições do voo de volta

#Voo 4: Adis Abeba – Lomé – Guarulhos

Assim que embarcamos novamente em Adis Abeba, percebemos que estávamos na mesma aeronave que chegamos de Hong Kong. O avião estava limpo e, assim como na ida, estava cheio de brasileiros que voltavam de outras partes do mundo, como Israel e Índia.

Essa aeronave é muito boa!!

Serviram almoço na saída de Adis Abeba, lanche na chegada a Lomé e jantar na chegada ao Brasil. A parada em Lomé também foi rápida.

#Nossa avaliação sobre a Ethiopian Airlines

Antes de viajarmos pela Ethiopian, pesquisamos bastante na internet, principalmente nesse link dos Melhores Destinos sobre o voo da companhia para Tel Aviv e os comentários dos leitores sobre a empresa.

Lemos muitos comentários negativos e alguns até preconceituosos, porém os nossos voos no Boeing 787 foram muito confortáveis (o voo no 763 não foi muito legal no quesito conforto), as comissárias atenderam bem, a comida estava boa (bem padrão de comida de avião) e a empresa cumpriu com tudo o que foi prometido devido às mudanças nos voos. Pagaram o nosso visto, o transfer e hotel com refeições dentro do hotel em Adis Abeba, bem como nos reembolsaram as diárias das duas noites a mais que passamos em Hong Kong (apesar de ser obrigação da empresa).

Claro que essa foi a nossa única experiência voando pela empresa, o que não quer dizer que todas as pessoas tenham as mesmas impressões.

O voo no Dreamliner 787 da Ethiopian tem a classe econômica mais confortável de todos que enfrentamos até então. Não sentimos nem o avião se movimentar devido a alta estabilidade da aeronave.

Sem sombra de dúvidas que recomendamos a empresa e pretendemos voar mais vezes na Ethiopian, não só pelas baixas tarifas quanto e pelo conforto do 787. Espero que os próximos voos sejam nessa aeronave!

⚠️A nossa última experiência voando pela companhia não foi tão boa quanto a primeira, pois notamos que os aviões estavam mais velhos. Sentimos uma queda na qualidade do serviço da Ethiopian, mesmo assim voaremos novamente pela empresa caso as passagens estejam mais baratas que das outras companhias.

Veja também:

Organize sua viagem com a gente:

 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em mais de 20 países – evite filas e ganhe descontos!

Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente

81 Comentários

  1. Stefânia

    Adorei sua experiência!

    Estou com viagem marcada em novembro para a Coréia do Sul. Não encontro nos serviços da empresa se eles oferecem cobertas no avião. Sinto bastante frio e morro de medo do ar condicionado ser muito gelado e minha blusa não ser o suficiente. Eles oferecem aos passageiros?

    Abraços!

  2. Stefânia

    Adorei sua experiência!

    Estou com viagem marcada em novembro para a Coréia do Sul. Não encontro nos serviços da empresa se eles oferecem cobertores no avião. Sinto bastante frio e morro de medo do ar condicionado ser muito gelado e minha blusa não ser o suficiente. Eles oferecem aos passageiros?

    Abraços!

    • Olá! Tudo bem?
      Eles oferecem cobertores sim! Eu sempre viajo precavida, com um casaquinho e um bom par de meias para usar dentro o avião.
      Nunca senti frio nos voos da Ethiopian.
      Abraços e boa viagem 😉

    • Mel

      Até onde eu sei todas as companhias aéreas oferecem coberta em vôos noturnos, ou em voos com duração suficientemente longa a ponto dos passageiros ‘teoricamente’ terem que dormir. Já viajei muito e jamais vi viagem longa sem: coberta, travesseirinho, fone de ouvido, refeições.

  3. fabricio

    ola poderia me dizer qual o nome da empresa que e responsavel pela ethiopian aqui no brasil

  4. Georgio

    olá Gabriela! tudo bem?! vou ficar 13 horas para conexão no aeroporto de Addis, poderia me dizer se preciso de vacina da febre amarela para ficar no aeroporto? e o visto? vale a pena sair do aeroporto e dar uma volta rápida pela cidade?

  5. Nathalia

    Olá! Estou em pesquisa de passagens aéreas pela ethiopian e me surpreendi quando vi apenas a opção de pagar à vista. Isso é uma escolha da própria cia aérea? Funcionam assim sempre? Não há forma de parcelar? Achei isso tão estranho, imagino que devam perder muita venda por esta razão. Não entendi porque fazem isso…

  6. Melissa

    Olá, voei no mês de março/2017 e quero deixar minha excelente experiência registrada aqui. Bem, que a Ethiopian tem vôos longos é possível saber logo no momento da reserva, assim como para todos os vôos, logo, se não for do agrado é melhor nem comprar. Eu foco 100% no preço do aéreo, que é o que me permite viajar, logo, ao ver U$720 São Paulo x Tóquio ida e volta pro período de minhas férias, não exitei em comprar. O tempo estimado foi cumprido tanto na ida quanto na volta, independente da parada no Togo (e no meu caso Hong Kong), que todos reclamam porque dizem não aparecer claramente ao fazer a reserva, Ok, não aparece muitas vezes mesmo por não ser conexão porém o tempo total estimado na hora que você vai comprar o vôo já contempla o tempo de parada no Togo ou demais escalas (sem conexão). Comida excelente, farta, digo o mesmo para o café da manhã. Tive inúmeras refeições até chegar ao Japão, nem lembro quantas, e não precisei comer na conexão em Adis Ababa porque eu estava bem satisfeita. O aeroporto e Adisababa parece uma grande rodoviária, porém tudo funciona muito bem, há funcionários para ajudar com as conexões e me pareceu um aeroporto bem eficiente. Não usei o banheiro neste aeroporto, sequer entrei, então não posso opinar. Há lojinhas e espreguiçadeiras, mas é tudo muito lotado e o mais interessante é que pude ver gente do mundo inteiro. As comissárias foram um amor, o banheiro foi limpo em todas as escalas, o entretenimento achei excelente e o espaçamento entre as poltronas na classe ecônomica estava OK (BOEING 787-8 JET). O atendimento via e-mail foi muito eficiente quando tive dúvidas antes do vôo. Minhas malas chegaram perfeitas na ida e na volta. Apesar de ser um vôo demorado por conta da escalas eu voaria novamente de Ethiopian com certeza.

  7. Luana de Camargo

    Boa noite Gabriela ! Parabéns pelo Blog e pelas dicas valiosas ! Gratidão!
    Estou pesquisando passagens e foi esclarecedora sua postagem sobre a Ethiopian, bem como as dicas do site de cotações de moeda Melhor cambio, e do chip internacional da easysim4u !
    Abraços!

    • Olá, Luana! Tudo bem?
      Quando você enviou essa mensagem eu estava embarcando em mais um voo da Ethiopian da Ásia para o Brasil. Percebi algumas mudanças nas aeronaves e já estou atualizando ele post.
      Agradeço pela mensagem!!
      Beijos

  8. Brunno

    Olá Gabriela, estou cogitando voar pela Ethiopian, do Brasil para Israel. O voo tem escala em Lomé e conexão em Adis Abeba para prosseguir até Israel.

    Será que é necessário tirar o Visto para algum desses países?
    É necessário tomar algum tipo de vacina, a exemplo da vacina contra febre amarela?

    Você percebeu se nos voos existiam pessoas fazendo parte de grupos de turismo?

    • Olá, Brunno!
      Não precisa de visto em nenhum desses países em caso de conexão. Eu recomendaria ter a vacina contra febre amarela, ainda mais com o surto que está tendo no Brasil.
      Nos voos da Ethiopian eu vi grupos de viajantes.
      Abraços e boa viagem!

  9. Mel

    Oi ! Você pode me informar o e-mail usado pra se comunicar com a Ethiopian no Brasil? O que eu tenho ninguém responde ! Obrigada

  10. Samantha

    Oi Gabriela tudo bem!?
    Tô cogitando ir a India pela Ethiopian.
    Geralmente costumo ir em outra companhia aérea mas dessa vez tentarei ir pela Ethiopian. Sobre o pagamento, é feito em dólares norte-americanos a vista só em vez no cartão de crédito/débito ou no final veremos o valor em reais como mostra no google flights?
    Não tem mesmo a opção pagar parcelado por esta companhia?
    Obrigada pelas dicas valiosas. 🙂

    • Olá, Samantha! Tudo bem?
      O valor da passagem já vem em reais e a companhia não parcela.
      Espero que consiga comprar uma passagem com uma boa tarifa 😉
      Beijos

      • Samantha

        Bom dia! Obrigada por me responder Gabriela!
        A página da Ethiopian apenas me mostra os valores em dólar americano ao invés de reais em todas as etapas.
        Ao finalizar o pagamento o valor será mostrado e debitado na minha fatura de cartão de crédito em reais? Teria como confirmar se é isso mesmo?
        Estou perto de finalizar a compra caso seja cobrado em reais pois apenas o Google Flights me mostra o valor pela Ethiopian em reais.
        Mais uma vez obrigada! 🙂

        • Olá, Samantha! Da última vez que compramos as passagens pela Ethiopian os valores que apareceram na nossa fatura do cartão foram em reais. Não posso te garantir que será assim, mas com a gente foi.
          Tomara que dê tudo certo na compra das suas passagens 😉
          Depois conte se deu certo.
          Beijos

  11. Maicon

    Olá! Parabéns pelo relato e pela viagem! Estou querendo ir para a Tailândia… Pelo que entendi você comprou a passagem diretamente no site da cia aérea. Tenho uma dúvida: o pagamento que você fez foi cobrado como se fosse no Brasil, ou foi como uma compra internacional? Achei o site deles um pouco confuso. Desde já agradeço a resposta.

  12. ERLAINE Araújo

    Olá. Olha, fico aliviada com a sua avaliação, vi no site melhores destinos, comentários que me deixaram, com medo de viajar pela Ethiopian. Vou pra Turquia, e queria saber se pra todos os destinos, pela companhia, é de 2 bagagens de 23kg. Espero que minha viagem seja tranquila como a sua. Rsrsrs. Bjo

  13. Uanderson

    Td bem Gabriela?
    Estarei indo a Tailândia pela etiophian já viajei o mesmo destino mas por outras companhias, vc sabe me informar qual o limite de bagagem pela etiophian ja que nas outras companhias que fui para Tailândia o limite eram duas peças de até 32 kg cada uma…

  14. Marcos

    Olá Gabriela, boa noite.
    Estou em dúvida para emitir uma passagem de GRU com destino a Tel Aviv. Nunca viajei pela Ethiopian e me preocupei ao ler comentários na internet sobre o aeroporto de Addis Abeba. Na ida a conexão nele é de 1H45min e na volta 4h 5m. Como viajarei com esposa e filho de 5 anos, achei interessante o fato dos voos não serem tão longos, no entanto, ao ler do apoio de solo da Ethiopian e da conservação dos banheiros, fiquei realmente pensativo, pois indo com criança é sempre bem diferente.
    Viajou recentemente por essa CIA ou tem alguma nova referência do aeroporto?
    Poderia me dar sua opinião?

    • Olá, Marcos! Tudo bem?
      Eu gostei de viajar pela Ethiopian e não tenho queixas sobre o atendimento deles ou sobre o aeroporto. Viajarei novamente por ela em março do ano que vem. O aeroporto de Adis Abeba não é tão moderno quanto os da Europa e os da Ásia, mas achei bem tranquilo.
      Abraços

  15. Flávia Francis

    Olá Gabriela td bem? Gostei muito do seu post, pois vou viajar com a ethiopian e terei uma conexão de 18 horas em Addis Abeba, será que eles oferecem hotel e translado gratuito mesmo sendo já previamente programado? Outra dúvida o que eu preciso pra tirar o visto de trânsito no aeroporto? Obrigada, bjs

  16. GIOVANNA NICACIO FERREIRA LOBO

    Ola!

    Comprei a passagem para Bangkpk pela Ethiopian e gostaria de saber o email do escritorio no Brasil que você entrou em contato para confirmar a reserva..
    Obrigda:

  17. Fagner Luiz

    Olá, Gabriela, obrigado por seu relato. Estou pensando em ir pra Tailândia pela Ethiopian. Mas, gostaria de saber se o modelo 763 que vcs pegaram pra Tailândia foi devido ao contra tempo ou se é o modelo regular desse trecho. Sabe me dizer?
    Obrigado

  18. Sarah

    Oi! Tudo bem? Muito legal o depoimento de vcs! Vou para tailandia no começo do ano que vem com a Ethiopian Airlines. O vôo será assim: Fortaleza-guarulhos-Lome-Adis Adeba-Bangkok. A pergunta que tenho a fazer é a seguinte: preciso de visto para conexão de 5 hrs em Adis Adeba, sendo meu destino final Bangkok? Aguardo uma resposta. Muito obg!

  19. Tabata

    Camila, vc comprou as passagens direto no site da Ethiopian? Conseguiu parcelar?

  20. Camila

    Boa tarde! Pretendo ir para Bankok com a Ethiopian porém quero entrar em contato com a Cia aérea e não encontro telefones do Brasil, vc poderia informar como entrou em contato?
    Eu vou comprar as passagens com meu passaporte que vai vencer porém para embarcar vou usar o que vou renovar… Quero tirar duvida se não terei problemas !
    Pode me ajudar? Obrigada

    • Olá, Camila! Tudo bem?
      Posso te passar alguns contatos por email, mas não sei se as pessoas ainda trabalham lá.
      Abraços

    • Gabriela

      Camila, estou nessa mesma situação que você.. conseguiu fazer contato com eles e obter alguma resposta? obrigada!!! bjs

      • camila

        Gabriela, eu consegui telefone deles ligando no aeroporto de Guarulhos mesmo! São os números : (11) 2445-4157 – (11) 2445-4168 – (11) 4063-5199.
        Realmente se fosse comprar a passagem direto pelo site da Ethiophian eu não conseguiria embarcar com o número do passaporte antigo e com o nome de solteira, pois me caso em setembro…
        Então eu pesquisei e comprei pelo site Submarino, pois la não precisa colocar o passaporte, eles só pedem 48 horas antes do embarque! Então consegui comprar ja colocando meu futuro nome de casada rs….
        Espero ter ajudado!

  21. Tiago

    Poxa muito bacana a sua experiencia. Eu sempre voo com a Ethiopian e acho ela muito boa..
    Queria saber sobre essa escala em Lomé.. Precisa de visto de transito ?
    Pois terça feira eu viajo e tenho uma escala em Lomé nunca fiz esse trecho sempre faço escala
    em Addis Ababa… !
    fico no aguardo!
    Obrigado

  22. Maura Lelis

    Oi Gabriela, gostei muito do post. Gostaria de saber qual o endereço de email da ethiopian, pois preciso resolver uma questão da minha reserva e não consigo localizar. Agradeço se puder me ajudar.

  23. Ana Elisa

    Oie Gabriela, bom dia
    Estou vendo uma passagem para Cidade do Cabo, com escala em Adis Abeba.
    Vou sozinha, tenho uma conexão de um pouco mais de 2 horas.
    Ler teu blog me ajudou a ficar um pouco mais segura. Minha preocupação era a espera em Adis Abeba, nem era com a cia.
    Obrigada,

  24. Larissa

    Alguém mais viajou com a Ethiopian e pediram cartão de crédito ?

  25. Marcio

    Olá Gabriela, vou fazer um voo destino Japão, estou em duvida ainda, não pra gabar, mas estarei indo de business.
    Vc viajaria tranquila caso tivess ido de business ?

  26. Heloísa

    Olá, tudo bem?
    Dia 5 de janeiro vou fazer uma viagem com destino à Jakarta. Tenho escala em Adis Abeba e depois em Bankok. Antes de chegar em Adis Abeba, terá necessariamente esta pausa em Lomé? É só permanecer no avião?
    Aguardo retorno, obrigadaa

  27. Interessante de ler que a Ethiopian esta sendo bem sucedida em criar um web eficiente para Oriente Medio e Asia, sem falar de facilitar a descoberta desse fabuloso pais que é a Ethiopia!

  28. Vitória

    Olá, Gabriela! Obrigada pelo relato!
    Viajarei a Hong Kong no final do ano e estava muito apreensiva acerca do vôo da Ethiopian. Que bom que vocês tiveram uma boa experiência, isso me tranquilizou um pouco, hehe
    Beijos

    • Olá, Vitória! Tudo bem?
      Eu encontrei muitos relatos negativos antes de viajar, mas a minha experiência foi excelente! O voo para Hong Kong em si é extremamente cansativo e classe econômica é classe econômica, né? Espero que você tenha a mesma sorte que eu e curta a viagem!
      Bjs

      • Edgar iwanaga

        Oi Gabi tudo bem?
        Estou pesquisando cias para minha esposa viajar do Brasil para Japão com duas criança!
        A mais em conta que achei foi essa Etiópia Airlines a moça da agência disse que as aeronaves são novas e bastante utilizaras por brasileiros! Já viajei pela luftansa , Jal , antiga varing !
        Estou um pouco recioso com essa. Pois nw conheço?
        Vc me indica ela? Abrigado

      • Vitória

        Como comentei há um ano, viajei para Hong Kong pela Ethiopian e gostei bastante. A aeronave é nova e o voo tranquilo, apesar de longa. A comida é um pouco apimentada mas nada muito exótico. Viajei com o meu irmão, que não costuma gostar de comidas novas, e ele comeu algumas coisas. A comida etíope só foi servida nos trechos entre Addis Abeba e HK.
        O aeroporto em Addis Abeba é pequeno, cheio e desorganizado. O wi-fi existe mas não pega. Fiquei poucas horas mas não é muito pior que alguns aeroportos brasileiros em alta temporada. No entanto, não sei como são os banheiros, pois não fui.
        Em suma, indico a Ethiopian sim.

  29. Mauricio

    Muito boa informação

Trackbacks for this post

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »