Vale a pena viajar pela Ryanair?

A Ryanair é uma companhia aérea irlandesa de baixo custo, conhecida como low cost, que voa para 33 países na Europa, África (Marrocos) e Oriente Médio (Israel).

Há muito anos viajamos pela empresa e muitos amigos nos perguntam se vale a pena viajar por ela. Bem, o grande chamativo da Ryanair é justamente oferecer aqueles precinhos de passagens quase irreais, que muitas vezes custam menos que uma refeição em qualquer rede de fast-food. Só para se ter uma ideia, já voamos pela companhia pagando apenas 1 centavo de euro pela tarifa. Inacreditável, né? Claro que esse não é o valor total, já que é necessário incluir as demais taxas e pagar para despachar as malas. Esse é um dos motivos que faz muita gente pensar que não valerá a pena voar pela empresa por causa desses valores a mais. Mas não é bem assim…

Encontrei uma passagem nossa comprada em 2008 e que veio ajudar muito nessa hora, pois serve justamente de exemplo para o que falei acima.

⚠️O seguro viagem, com cobertura mínima de 30 mil euros, é obrigatório para entrar na Europa.

Observe na foto abaixo que compramos duas passagens que custavam 1 centavo. Lembro que cada um pagou para despachar uma mochila grande. Ou seja, os €43,98 que pagamos referem-se às duas malas + todas as outras taxas. No final, cada passageiro pagou €22 no total pela passagem.

passagem-ryanair

Passagem que compramos para ir de Roma a Barcelona

Se já neste primeiro exemplo você se convenceu de que as passagens foram realmente baratas, é porque ainda não viu o que vem a seguir!

Então vamos ao segundo exemplo: compramos duas passagens para ir de Estocolmo, na Suécia, a Berlim, capital da Alemanha. Os valores estão em coroa sueca (SEK), que é a moeda oficial da Suécia, mas farei a conversão para euro, pois assim ficará mais fácil de entender.

Vejam os valores:

Tarifas = 2 SEK = 0,2 (dois centavos de euro)

Taxas + duas malas despachadas: 170 SEK = €17,83

Total das duas passagens = €18,03

Valor de cada passagem = €9

ryanair-passagem

Sim, pagamos 9 euros por cada passagem para ir de Estocolmo a Berlim!

Essa última foi imbatível, né? Pena que não se faz mais Ryanair como antigamente…

Os valores subiram bastante (comparado ao que era), mas mesmo assim ainda encontramos passagens por 20, 30, 40 euros, valores que consideramos baixos. Se tiver muita sorte e aparecer uma promoção para a época da sua viagem, você poderá encontrar passagens por €15 ou €9,90. Não é muito comum, mas às vezes essas promoções aparecem.

Na última viagem que fizemos pela empresa (quando resolvi tirar fotos para esse post), pagamos menos de €50, cada (já com as taxas e uma mala despachada para cada um), pelas passagens de Atenas, na Grécia, a Paphos, no Chipre. Ou seja, o precinho ainda continua camarada!

balcao-da-ryanair

Balcão onde fizemos check in no aeroporto de Atenas

O que eu preciso saber antes de comprar uma passagem da Ryanair?

1 – Quais são os aeroportos de partida e chegada

Esse é um grande detalhe que faz toda a diferença! Além de muitas cidades na Europa possuírem mais de um aeroporto, muitos dos destinos da companhia não estão propriamente nas capitais, mas em cidades mais ou menos próximas.

Um dos voos que fizemos foi de Paris (Beauvais) a Estocolmo (Skavsta). Tá vendo essas palavras que estão entre parênteses? São os nomes dos aeroportos, que não estão localizados dentro de nenhuma das duas cidades. Isso quer dizer que se você for comprar alguma passagem para esses destinos, terá que se organizar para pegar os ônibus até cada um deles, além de ter que calcular o tempo necessário para cada trajeto.

Em Paris: esperando o ônibus em Porte Maillot para ir até o aeroporto de Beauvais

Em Paris: esperando o ônibus em Porte Maillot para ir até o aeroporto de Beauvais

O mesmo aconteceu no trecho referente à foto da primeira passagem, quando saímos do aeroporto Ciampino, em Roma, para o aeroporto de Gironda (próximo a Barcelona).

Não é difícil organizar uma viagem dessa na Europa, mas nem todo mundo está afim de trocar o conforto de sair de algum aeroporto na cidade pela economia de ter que se deslocar até outro local só para pegar um voo mais barato. Isso sem falar no tempo que se perde. Neste caso, cada um sabe onde o seu calo aperta 😉

2 – Dimensões e pesos das malas

Outro ponto importante é ter muita atenção quanto aos tamanhos e os pesos das malas, tanto a que será despachada, quanto a que levará no embarque.

2.1 – Malas despachadas

Cada passageiro poderá despachar até 3 malas (devendo pagar por cada mala a ser despachada) e o peso de cada não poderá ser superior a 20kg.

Há valores diferentes para malas de até 15kg e para as que excederem esse peso, não podendo ultrapassar 20kg. Os valores das bagagens também variam de acordo com o peso e a duração do voo:

  • Voos domésticos com duração de menos de 2 horas (aplicável dentro da França, Alemanha, Itália, Polônia, Portugal, Romênia, Espanha e Grécia): 15kg = €15 e 20: kg = €25
  • Voos com duração inferior a 3 horas: 15kg = €25 e 20kg = €35
  • Voos com duração superior a 3 horas: 15kg = €40 e 20kg = €50

Caso ultrapasse o peso permitido, o passageiro deverá pagar uma taxa de €10 por excesso de bagagem.

Obs: durante o processo de compra das passagens indicamos que você decida se levará a mala de 15kg ou de 20kg. Caso resolva escolher a mala depois da compra das passagens,  poderá adicioná-las depois, mas pagará um valor maior. Só não deixe para resolver levar a mala na hora da viagem, pois se for decidir despachar uma mala na hora do embarque, esse valor será maior ainda, podendo muitas vezes ser superior ao próprio valor total da passagem.

Para valores atualizados, acesse o site oficial da companhia aérea.

2.2 – Malas de bordo

Cada passageiro poderá transportar gratuitamente:

  • 1 bagagem de mão de até 10 kg, com as dimensões máximas de 55 cm x 40 cm x 20 cm;
  • 1  mala pequena com as dimensões máximas de 35 x 20 x 20 cm.

Um adulto que viaje com um bebê no colo (de 8 dias a 23 meses de idade) poderá levar ainda uma mala de bebê de até 5kg. O bebê, no entanto, não tem direito a uma mala de mão.

Resumindo: cada adulto poderá levar duas malas de mão, conforme explicado acima e, se o adulto estiver com um bebê, além dessas duas malas de mão, poderá levar também uma mala de bebê.

Obs: caso resolva levar uma mala no embarque, sugerimos que tire todas as medidas da mala antes da compra da passagem, pois no dia da viagem os funcionários da companhia pedirão para que você a encaixe em um espaço metálico. Se a mala não entrar, você terá que pagar CARO para despachá-la.

3 – Pegadinhas

Muito cuidado com os milhares de serviços que a empresa tenta empurrar para o cliente no momento da compra. Após escolher o destino, você será redirecionado para uma página contendo um monte de serviços. A empresa tentará tirar seu dinheiro a qualquer custo, seja cobrando para escolha de assento, pelo embarque prioritário, pela mala a despachar, pelo seguro, aluguel de carro, estacionamento, passagens de ônibus, dentre outros.

Vale lembrar que para viagem à Europa, o Acordo de Schengen (que é um acordo de livre circulação entre vários países europeus) estabelece a obrigatoriedade de seguro viagem que garanta assistência médica, com cobertura mínima de 30 mil euros para os turistas que estão viajando para o continente europeu.

O seguro que a companhia aérea oferece é apenas para aquela viagem específica, em caso de extravio de bagagem.

A melhor opção, sem dúvida, é fazer o seguro para toda o período da sua viagem para a Europa com uma seguradora daqui do Brasil, que cobre não só extravio de bagagem, como também qualquer necessidade de atendimento médico-hospitalar fora do país.

O site da Ryanair vai tentar fazer com que você adicione seu assento, mas você pode simplesmente ignorar a mensagem e continuar. Assim, seu assento será escolhido no dia que fizer o check in. Se dois ou mais passageiros estiverem em uma mesma reserva, é provável que sejam colocados juntos (sempre deixamos nossos lugares serem escolhidos no check in e sempre voamos juntos).

Mas se você quiser ter direito de levar uma mala de até 20kg + embarque prioritário + lugar marcado, talvez seja mais vantajoso escolher a tarifa leisure plus ao invés da tarifa normal.

5 – Compra de passagens e pagamento

A compra das passagens aéreas no site da Ryanair estão cada vez mais fáceis, pois todo o site está em português (de Portugal), o que facilita bastante a vida de quem tem dificuldade com outros idiomas.

O pagamento pode ser feito com os cartões de crédito nas bandeiras Visa, Mastercard e AMEX, ou através do Paypal. No momento em que incluir os dados do seu cartão de crédito, o site automaticamente verificará que o seu cartão é do Brasil e já informará o valor em real e a taxa de conversão daquele dia.

Diferentemente do Brasil, em boa parte do mundo, as compras não podem ser parceladas.

4 – Check in 

Já vimos que a companhia cobra por qualquer serviço extra, inclusive pelo check in. Todos os passageiros devem fazer o check in e se apresentar ao balcão de despacho com os cartões de embarque impressos, caso façam check in online, ou deverá apresentar o celular com o check in feito através do aplicativo no dispositivo móvel. Do contrário, será cobrada uma taxa de check in no aeroporto. E acredite: essas taxas não são baratas.

O check in online está disponível 30 dias antes do horário de partida previsto de cada voo para os clientes que adquiriram o assento reservado ou entre 7 dias até 2 horas antes do voo, para os clientes que efetuarem o check in online.

5 – Experiência a bordo

Nunca tivemos qualquer problema de atraso, cancelamento ou extravio de bagagem nos voos da Ryanair. Se você seguir todas as regras da empresa (pagar pelas malas despachadas, embarcar com malas nas dimensões permitidas e fazer o check in antecipado), provavelmente não terá nenhuma surpresa.

Em termos de conforto, as aeronaves não são muito diferentes das cias brasileiras. As poltronas não reclinam muito e não há telas de entretenimento de bordo.

voo-ryanair-europa

Há um revista de bordo, com muitos produtos a venda e com o cardápio de refeições servidas nos voos. Se levarmos em consideração que os valores são cobrados para o padrão de vida do europeu, percebemos que não são tão abusivos pelos lanches. Uma lata pequena de refrigerante saía por €2,50, enquanto um sanduíche custava € 4,50.  Ainda fazemos parte do clube que só compra comida no avião se a fome estiver nos matando de verdade, rs.

menu-ryanair

Menu com opções de lanches da Ryanair

6 – Vale a pena voar pela Ryanair?

Se as passagens estiverem com valores bem mais baixos que as das outras companhias, acreditamos que vale sim! Claro que ainda teremos que analisar quais as distâncias dos aeroportos, os valores dos deslocamentos (em caso de aeroportos distantes) e se as opções se encaixam no roteiro sem transtornos.

Em casos como o do nosso último voo (entre a Grécia e o Chipre), não pensaria nem duas vezes antes de comprar as passagens (caso fossem mais baratas), pois as aeronaves partiam e chegavam nos principais aeroportos. O trabalho a mais seria somar a bagagem e taxas para verificar se ainda assim continua mais barato. Quando a viagem é curta e há pouco deslocamento, isso pode parecer uma economia boba, mas quando a viagem envolve muitas cidades/países em um período superior a 20 dias, cada euro economizado nas compras das passagens pode ser convertido para aproveitar mais em cada destino!

Veja também:

Organize sua viagem com a gente:

🏢 Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

🏥 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades.

📱Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

🚘 Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

💵 Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente 😉

27 Comentários

  1. Rodrigo Moraes

    Caros, tudo bom?
    Vou viajar para Europa em Junho/Julho de 2017.

    Fiz meu Roteiro assim..
    Lisboa – 3 dias
    Madri – 2 dias
    Paris – 2 dias
    Londres – 2 dias
    Bruxelas – 2 dias
    Amsterdam – 2 dias

    Já comprei as passagens de Ida (27/06) e Volta (10/07).
    Mas ainda não decidi como vou de uma país para o outro, onde vou ficar, onde vou comer, o que fazer e visitar, nem quanto vou gastar.
    Obvio que quero gastar o menos possível, por isso quero a ajuda de vocês com dicas e ideias.

    Grato,
    Rodrigo Moraes

    • Olá, Rodrigo! Tudo bem?
      Eu sugiro que você dê uma olhada nas cias aéreas europeias de baixo custo, como Ryanair, Easyjet, Wizz Air, Transavia, Vuelling, dentre outras. Temos posts aqui jo blog sobre algumas delas. Nem sempre trem é a opção mais em conta, mas você pode ver também no site da RailEurope.
      Nós somos parceiros do Booking, um site de reservas de hotéis que tem hospedagem de todos os valores. Você pode fazer uma pesquisa até mesmo pela faixa de preços. Dos destinos que você visitará, só não escrevi sobre Londres (estive lá há mais de 15 anos). Espero que os posts te ajudem!
      Beijos diretamente da Tailândia

    • Paulo

      Rodrigo, desculpa me intrometer na sua viagem, mas por favor arrume esse roteiro enquanto é tempo!! 2 dias em Londres, 2 dias em Paris?? Não faz sentido, você vai praticamente descer do avião e subir de novo… Essas cidades são enormes e você não vai conseguir ver nada… Menos é mais nesse caso!

  2. Sergio

    A Ryanair é famosa aqui na Europa por raramente se atrasar! Tempo para eles realmente é dinheiro, já que enquanto os aviões estão parados nos aeroportos, eles pagam por cada minuto parado. Para viagens de no máximo 3 horas e por curto período, vale muito à pena! Já fomos passar fins de semana em cidades lindas viajando somente com bagagem de mão (grátis). Como moro na Bélgica que é bem central, já fomos – sempre pagando menos de 30 euros (ida e volta) – para Dublin, Budapeste, Bascelona, Milão, Sevilla, Estocolmo, Veneza, Berlim, Porto… O mais caro que pagamos foi 65€ para ir para o Marrocos.

  3. Já viajei horrores com a Ryanair e nunca tive problemas. É o que digo para todo mundo que conheço: é só ler com atenção todos os detalhes da tarifa e regras da cia. Se a passagem estiver super barata lógico que vale a pena 🙂
    Ótimo post!

  4. Olha, há uns 10 anos (ou mais!), a Ryan fazia promoções do tipo: comprando ida e volta, um trecho custava 1 centavo (sim, 1 centavo de euro). Já fui muitas vezes para outras cidades europeias pagando 20 euros ida e volta.
    Não é a minha lowcost preferida (acho muito bagaceira e a Easyjet e a Vueling, por exemplo, são mais organizadas). Mas, né… para pagar pouco a gente faz qq coisa.
    Beijo

    • Também não é a minha preferida (gosto mais da easyJet), mas eu sou daquele tipo de pessoa que adora uma boa promoção rs
      Como você mesmo disse: pra pagar pouco a gente faz qualquer coisa kkkkk
      Beijos

  5. Eric

    Oi Gabriela
    Tudo bom?
    Estou vendo uma passagem de Londres para Pisa na Itália e gostaria de saber sobre a imigração, precisa apresentar os mesmos documentos que vou apresentar para entrar em Londres do Brasil? Gostaria de saber tanto quando vou descer na Itália e também quando for voltar para Londres

  6. Adorei o seu post, pois aqui no Brasil o preço é muito salgado, tipo de Campo Grande – MS para Fortaleza – CE fica R$ 1.410,00 ou 385 Euros a vista neh e de classe econômica com as bagagens dentro da cota. Um verdadeiro assalto ao cidadão. isso sem falar se parcela no cartão ainda fica mais cara, e na alta temporada dobra o valor. Você que é feliz ganha em Euro e pode viajar a vontade rs rs rs.

  7. Daniel

    Olá Gabriela!
    Eu farei um vôo de Porto até Liverpool, talvez pela Ryanair. Uma dúvida que tenho é: Caso eu leve mala de mão, dentro da Europa, o que eu posso levar de líquidos e o que não posso levar, e qual a quantidade desses eu posso transportar em cima comigo. Lembrando que esse vôo será já dentro da Europa (ja tendo passado pela imigração).
    Desde já muito obrigado, curto muito o site de vocês. Muito útil!

  8. Dina

    Vou aos açores com voos low cost.
    Obrigada pelas dicas, especialmente o check in e a bagagem, parece que são muito pouco flexíveis 🙂

  9. Lidiane

    Gabi, adorei o post foi muito esclarecedor. Realmente a logistica da bagagem e o tamanho para voos pela Ryanair parecia ser mais complicado. Porém achar uma bagagem que atenda todas as exigências deles é que é o grande desafio (rs). De fato, vale a pena pagar um pouco a mais pela bagagem. Obrigada!

  10. Rosário Freire

    Realmente é preconceito não fazermos opções mais baratas de voos; obrigada pelas dicas, vou experimentar a Ryanair! Boas viagens casal!

Trackbacks for this post

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »