Paris

TOP 15 atrações imperdíveis em Paris

Mesmo quem nunca esteve em Paris já ouviu falar de grande parte de suas atrações e, até mesmo quem já visitou a cidade, provavelmente voltou a esses lugares. É inevitável não querer dar um “oi” para o Torre, bater perna pela Champs Élysées, ou até mesmo tirar mais uma foto na pirâmide do Louvre. Paris é mesmo encantadora! Tem gente que diz que é tudo muito previsível, sem muitas novidades…

Que nada! Paris é uma cidade onde você consegue até se apaixonar pelos postes, pontes, edifícios, etc… As construções são tão bonitas que é bem possível passar muito tempo apenas olhando para elas, até mesmo as que não são atrações turísticas.

Você já ouviu falar de alguma cidade com tantas atrações turísticas conhecidas como Paris? Então não é à toa que ela é uma das cidades mais conhecidas e visitadas do mundo. Somos até suspeitos de falar, afinal, é a nossa cidade favorita!

A pergunta é: Cliché or not cliché??

Vá a Paris e descubra se o “cliché” vale a pena!

⚠️O seguro viagem, com cobertura mínima de 30 mil euros, é obrigatório para entrar na Europa.

A lista abaixo contém as 15 atrações que considero imperdíveis para o turista que vai pela primeira vez a Paris e para serem revistas pelos que já conhecem a cidade.

Caso esteja de viagem marcada e deseje comprar ingressos para algumas dessas atrações, você está no lugar certo! Temos parcerias com a duas empresas reconhecidas no mercado que vendem ingressos para atrações turísticas, passeios, jantares, shows e muito mais! Basta clicar nos links ou banners da postagem e ver as opções que oferecemos 😉

#1 Arc de Triomphe

Construído em 1806, o monumento foi erguido em comemoração às vitórias de Napoleão Bonaparte, mas só foi inaugurado 30 anos depois, quando a obra foi finalizada e então dedicada aos exércitos da Revolução e do Império.

O local onde está situado o Arco é chamado Place Charles de Gaulle ou Place de l’Étoile e do monumento ramificam-se 12 avenidas. Medindo 50 metros de altura o lugar é ponto de celebração de vitórias, desfiles e de visitação turística.

Observe a seta que indica a entrada de acesso ao Arco do Triunfo

Observe a seta que indica a entrada de acesso ao Arco do Triunfo

A entrada é sinalizada!

A entrada é sinalizada!

Não se arrisque em atravessar nenhuma rua! Para ter acesso ao arco você deve passar pelas entradas subterrâneas localizadas na Avenue de La Grande Armée e na Avenue Champs Élysées. A visitação é gratuita e paga-se somente para subir no monumento (prepare as pernas!). De cima do Arco é possível contemplar a vista panorâmica de cidade. Vale muito a pena!

Quem não quiser fazer o teste de esforço físico para subir as escadarias, pode ficar embaixo contemplando a arquitetura com todos os seus detalhes patrióticos e ainda ver o túmulo do soldado desconhecido da Primeira Guerra Mundial. Todos os dias, às 18:30, as chamas do túmulo são acesas.

Tive a oportunidade de subir no Arco na primeira vez que estive em Paris. Na última visita (no início do mês de janeiro), como Fabrício ainda não tinha subido, decidimos ver a vista de lá de cima, mas tivemos o azar de pegar uma fila tão longa, que acabamos desistindo. Não se engane! A depender da época que você for, pode ser um tormento ficar muitas horas na fila. Nós desistimos por causa da fila 🙁

Aberto todos os dias:
1° de Abril a 30 de Setembro: 10:00 às 23:00
1° de Outubro a 31 de março: 10:00 às 22:30
Entrada permitida até 45 minutos antes de fechar.

Fechado: 1° de Janeiro, 1° de Maio, 8 de Maio durante a manhã, 14 de Julho durante a manhã, 11 de Novembro durante a manhã e 25 de Dezembro.

Acesso metrô: Estação Charles de Gaulle Etoile

#2 Avenue Champs Élysées

Cercada de restaurantes, cafés, cinemas e lojas, a Champs Élysées é uma das avenidas mais conhecidas do mundo e, segundo muita gente, é também a mais linda. Com calçadas muito largas, é o local perfeito para caminhar e apreciar o luxo de Paris.

Dica: se você precisar utilizar banheiro ou de wifi aberto, há uma McDonald’s imensa na Champs.

Acesso metrô: Estações Charles de Gaulle Étoile; George V; Franklin D. Roosevelt; Champs Élysées Clémenceau e Concorde

#3 Tour Eiffel

O maior símbolo de Paris foi construído em 1887 por Gustave Eiffel para a Exposição Universal de 1889. Era para ficar erguida durante o evento mas, para a sorte de todos, ela continua lá, atraindo milhares de turistas todos os anos.

A torre de dia e de noite

A torre de dia e de noite

Claro que os turistas podem subir na torre e é, sem dúvida, um passeio imperdível! Mas atenção: a depender da época do ano há filas intermináveis para comprar os ingressos para o torre. Pode acontecer de você passar horas na fila para conseguir subir na torre.

Aberto todos os dias:

15 de junho a 1° de Setembro: 09:00 até meia noite

Todas as outras épocas: 09:30 às 23:00

Menores de 4 anos não pagam e não são vendidas as entradas online para quem deseja ter acesso através das escadas.

Acesso metrô: Estação Champ de Mars Tour Eiffel

Visite também: Place de la Concorde

#4 Trocadéro

É o local de onde se tem a melhor vista da torre e por isso é lotada de turistas que tiram fotos dessa belezura com as mais variadas poses, dentre elas a clássica foto tocando o seu topo.

É nada mais que um espaço aberto entre as construções do Palais de Chaillot e com escadas que dão acesso aos Jardins du Trocadéro.

Quando você chegar lá verá a vista privilegiada da torre, mas também terá que disputar o espaço com o monte de turistas que testam fotos em várias poses. E é claro que todo mundo quer a sua foto sem intrusos! Mas como o local é amplo, sempre sobra uma vaguinha para conseguir uma foto só com a torre.

Trocadero

Tá vendo como tem um monte de gente?

Acesso metrô: Estação Trocadéro
#5 Hôtel National des Invalides – Musée de L’Armée

Em 1670 o hospital militar passou a abrigar soldados que ficaram inválidos na guerra e por isso o local leva esse nome. Hoje o lugar abriga o Musée de L’Armée (Museu das Armas), que possui um grande acervo de objetos e roupas militares, além de diversas espécies de armas.

O museu é dividido por épocas, com pavilhões expondo objetos desde o século XIII, passando pela época das guerras napoleônicas, até as duas Grandes Guerras. No espaço ainda há a Capela Saint-Louis des Invalides, onde está a tumba de Napoleão Bonaparte.

Aberto todos os dias:

1° de Abril a 30 de Setembro: 10:00 às 18:00

1° de Outubro a 31 de março: 10:00 às 17:00

Entrada permitida até 45 minutos antes de fechar.

Fechado: toda primeira segunda-feira de cada mês; 1° de Janeiro, 1° de Maio, 1° de Novembro e 25 de Dezembro.

Acesso metrô: Estações Invalides; La Tour Maubourg; Varenne

OBS: Muito cuidado ao visitar o museu perto no final da tarde pois, apesar da tarifa reduzida, é impossível conhecer todo seu acervo com pouco tempo.

#6 Pont Alexandre III

Construída entre 1896 e 1900 é, na nossa opinião, a ponte mais bonita de Paris. A ornamentação dos postes, estátuas de bronze de querubins, cavalos alados e ninfas dão um charme único ao local. Bem perto da ponte há duas atrações: Grand Palais e Petit Palais.

Detalhe Pont Alexander III

A ponte mais bonita de Paris!

Você pode até pensar: como uma ponte pode ser ponto turístico?? Pois é, em Paris as construções são tão bonitas que  qualquer coisa pode virar atração turística! Pode passar por lá, pois não se arrependerá!

Acesso metrô: Estação Invalides

#7 Musée du Louvre

Aberto ao público em 1793, o museu contém as maiores coleções de arte do mundo com mais de 350.000 objetos. A extensa coleção inclui antiguidades orientais, arte islâmica, antiguidades egípcias, gregas e romanas, além de diversas pinturas e esculturas. Dentre as mais famosas estão a Mona Lisa de Leonardo da Vinci, a Vitória de Samotrácia e Vênus de Milo. Além das grandes exposições, é possível conhecer a parte medieval do Louvre.

Louvre

A famosa pirâmide de vidro inaugurada em 1989

Para entrar no museu, sugiro que fuja da entrada principal pela pirâmide e entre pelas outras quatro entradas.

mapa louvre

O plano de informação do museu. As setas circuladas em vermelho são as outras opções de entrada

Aberto:

Segunda, quinta, sábado e domingo: 09:00 às 18:00

Quarta e sexta: 09:00 às 21:45

Fechado: todas as terças; 1° de Janeiro, 1° de Maio, 11 de Novembro e 25 de Dezembro.

Acesso metrô: Estações Palais Royal Musée du Louvre; Louvre Rivoli

Visite também: Jardin des Tuileries

#8 Musée d’Orsay

Essa antiga estação de trem transformou-se em museu em 1977 e abriga pinturas e esculturas de artistas renomados como Van Gogh, Cézane, Matisse, Monet, Degas e muitos outros.

Aberto:

Terça, quarta, sexta, sábado e domingo: 09:00 às 18:00

Quinta: 09:00 às 21:45

Fechado: todas as segundas; 1° de Maio e 25 de Dezembro.

Grátis: menores de 18 acompanhado dos pais, pessoas com necessidades especiais e seus acompanhantes e para todos os visitantes no primeiro domingo de cada mês.

Acesso metrô: Estações Musée d’Orsay; Assemblée Nationale

Visite também: Boulervard St-Germain

#9 Pont des Arts

Essa atração seria somente mais uma ponte da cidade se os casais não tivessem começado a prender cadeados em quase todos os locais dela. Historicamente, a ponte construída entre 1802 e 1804 foi a primeira ponte de metal da cidade. Seguimos a tradição e também prendemos o cadeado com o nossos nomes, simbolizando o amor eterno.

Uma parte da ponte cedeu por causa do peso dos “cadeados do amor” e a prefeitura de Paris resolveu que retirar todos os cadeados da Pont des Arts.

De qualquer forma, deixamos aqui uma lembrança dessa controversa ponte.

Pont des Arts

Todos os cadeados foram retirados

Acesso metrô: Estação Louvre Rivoli

#10 Pont Neuf

É a ponte mais antiga de Paris, construída em 1578. Para quem não sabe, Paris nasceu na chamada Ile de La Cité, onde fica a catedral de Notre Dame. Como é literalmente uma ilha no meio do Sena, essa ponte foi a primeira que de fato ligou a ilha ao restante da cidade.

Essa ponte tem importância não só para a história de Paris como para a minha história pessoal. Em 2008, um casal em lua-de-mel (adivinhe quem??) foi conhecer a famosa ponte. Chegando lá um tirou foto do outro e voltamos felizes e contentes. O grande detalhe é que fomos ao local durante a noite e eu, que era uma péssima fotógrafa, tirei uma foto tão ruim dele, mas tão ruim mesmo, que não parecia que era ele na maldita foto. Pois bem, passei anos ouvindo que eu tinha acabado com a foto dele na Pont Neuf, que a que ele havia tirado de mim estava boa, mas a dele…… Mas como ouvi….

Pont Neuf

Todos têm fotos na Pont Neuf!

Dessa vez voltamos durante o dia para não corrermos o risco da foto não sair legal e tchan tchan tchan tchan!!! Todas as fotos ficaram maravilhosas!!!

Acesso metrô: Estação Pont Neuf

#11 Notre Dame

Construída em 1163, é uma das igrejas góticas mais antigas de Paris e uma das mais famosas do mundo. O nome Notre Dame significa Nossa Senhora, em homenagem à mãe de Jesus Cristo. É uma construção belíssima para ser apreciada por dentro e por fora. A entrada na catedral é gratuita e só há cobrança para visitar as torres.

Na última vez que estivemos em Paris a fila para entrar em Notre Dame dava voltas na praça! Fomos na primeira semana de janeiro e parecia carnaval.

Notre Dame: lado, frente e fundo

Notre Dame: lado, frente e fundo

Aberta todos os dias:

1° de Abril a 30 de Setembro: 10:00 às 18:30

1° de Outubro a 31 de março: 10:00 às 17:30

Entrada permitida até 45 minutos antes de fechar.

Fechada: 1° de Janeiro, 1° de Maio e 25 de Dezembro.

Grátis: menores de 18 acompanhado dos pais, pessoas com necessidades especiais e seus acompanhantes

Acesso metrô: Estação Cité

Visite também: Crypte Archéologique; Sainte-Chapelle

#12 Quartier Latin 

Nesse bairro animado de Paris há livrarias, cafés, cinemas e clubes de jazz. É também onde fica a conhecida Universidade de Sorbonne, bem próxima a outro ponto turístico – o Panthéon.

Historicamente os cafés e bistrôs do bairro eram onde artistas e intelectuais se encontravam.

Acesso metrô: Estação Maubert

Visite também: St-Etienne-du-Mont

#13 Jardin du Luxembourg

O maior jardim público da capital da França é também onde está a sede do Senado do país – o Palácio de Luxemburgo. É um ótimo lugar para caminhar e apreciar os jardins, fontes e estátuas do local. A visita ao jardim é gratuita e o horário de visitação é diferente para cada mês do ano.

Fontaine de Médicis

La fontaine Médicis

Aberto todos os dias:

Verão: 08:00 podendo fechar até às 21:30

Inverno: 08:00 podendo fechar até às 16:45

Acesso metrô: Estação Odéon

Visite também: Igreja de St. Sulpice

#14 Opéra National de Paris Garnier

A construção de mármore, pedra e bronze é uma das mais belas construções da cidade, sendo considerada uma obra prima da arquitetura. Além de ser o local de apresentação de óperas, é também disputado entre os turistas como uma das grandes atrações de Paris.

Compramos os ingressos na hora na máquina (pegamos fila, para variar) e andamos pelas áreas internas do Palácio Garnier. O local é sem defeitos!!!

A grande escadaria do Palácio Garnier

A grande escadaria do Palácio Garnier

Teto Opera Garnier

O teto do Palácio é LINDO!!!

Passeamos pelas salas, vimos partituras de artistas famosos como Giuseppe Verdi e Richard Wagner e fotos antigas do palácio. Tivemos contato também com roupas usadas nas óperas apresentadas no Palácio Garnier.

Podemos visitar a sala de espetáculos, mas o acesso aos turistas é por um local estreito e não é possível ficar muito tempo por lá.

Aberto: todos os dias das 10:00 às 17:00

Fechado: 1° de Janeiro e 1° e Maio

Acesso metrô: Estação Opéra

Visite também: La Madeleine

#15 Sacré-Coeur

A basílica romano-bizantina foi construída em memória dos soldados franceses mortos durante a Guerra Franco-Prussiana. Localizada bem no alto de uma colina, a igreja foi construída entre 1875 e 1914 e é um lugar de grande movimentação turística e a entrada é grátis.

La Basilique du Sacré Cœur de Montmartre

La Basilique du Sacré Cœur de Montmartre

Para chegar lá no alto, há algumas opções: subir as escadarias da frente a pé (mais animado), subir pelas ruas laterais ou pegar o funicular. Fica um montão de gente pelas escadarias e em duas oportunidades vi uma pessoa sentada com um violão na mão tocando “Imagine”, a famosa música de John Lennon. Detalhe que essas duas visitas foram em um espaço de 5 anos!!! Será que é a mesma pessoa? rss

Você verá também pessoas oferecendo a fitinha da basílica dizendo que é presente. Na verdade, eles só faltam amarrar a fita no seu pulso de tanta insistência. Se aceitar, você terá que pagar pela fita. Nós preferimos dizer um não e continuar o caminho.

Aberta:  todos os dias das 06:00 às 22:30

Acesso metrô: Estações Abbesses; Anvers

Visite também: As diversas lojinhas e cafés espalhados pelo bairro Montmartre; Moulin Rouge

Eu já havia falado no meu primeiro post sobre Paris que a cidade é inesgotável. Isso quer dizer que ainda teremos muitos outros posts sobre lugares diferentes que visitamos na cidade mais linda do mundo!

Au revoir!

Na última vez que estivemos na cidade, ficamos hospedados no Hotel Ibis Paris la Défense Centre.

Leia também:

Organize sua viagem com a gente:

🏥 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

🏢 Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

📱Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

🎟Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em Paris e em muitas cidades europeias – evite filas e ganhe descontos!

🚘 Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

💵 Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente 😉

26 Comentários

  1. Para mim ficou faltando a ópera. Quem saber não terei a chance de vê-la em uma próxima viagem.
    Parabéns pelo texto super bem explicado.

  2. Oi Carol! Tudo bem??
    Vivo morrendo de saudades de Paris. A cidade é maravilhosa, e a Ponte Alexandre III é a mais linda que vi na vida 🙂
    Fico feliz em saber que você gostou do novo layout do blog!!
    Bjão

  3. Carol Niehues

    Oi Gabi!!
    O blog tá liiindo, parabéns!
    Vim dar uma espiadinha no post de Paris…se saudade matasse eu já tava morta!!
    A Ponte Alexandre III é incrível de dia, de noite, a qualquer hora. Um dos meus lugares preferidos, com certeza!
    Beijuuuu!

  4. Olá Dudu!
    Eu fiquei hospedada em um hostal em Paris chamado Le d'Artagnan. Isso foi há 11 anos, mas lembro que o local era bem arrumadinho e limpo. A entrada dos quartos era através de senha. No albergue havia bar, área de lazer, lavanderia e até cinema. Era necessário também fazer a carteira internacional do albergue da juventude. Esse hostel fica um pouco afastado do centro, mas há uma estação de metrô próxima (Porte de Bagnolet – linha 3). Abraços

  5. Gabriela, aqui acompanhando todos os Post de Paris!!! Muito bacana. Vou em Março para Roterdan e tô pensando em passar uns 02 dias em Paris. Aproveitando todas as sua dicas… Vc tem alguma dica de hospedagem legal, algum Hostel? Abraços…

  6. Olá Fernanda, tudo bem?
    Eu também viajei escrevendo esse post! Em pensar que há algumas semanas eu estava lá…. A Ponte Alexandre III é LINDA!
    Não conheço o Museu Carnavalet, mas está na minha lista! Obrigada 😉
    bjs

  7. Oi Gabriela. Viajei de novo no seu post. Por sorte já fiz a maioria desses passeios (exceto Ponte Alexandre III). Eu incluiria na lista o lindo Museu Carnavalet (entrada franca) que conta a história de Paris. Quem for com um pouco mais de tempo vale a pena. Beijos

  8. Das cidades que conheço Paris é a mais fotogênica – não consigo largar a máquina quando vou lá! Mas só visitando Paris para ver realmente toda sua beleza.
    Sobre Versalhes, deixei para escrever um post separado já que não fica em Paris. hehe

  9. Montmartre é meu bairro preferido para comprar besteirinhas e souvenirs – são lojas por todas as partes. Muito legal mesmo 😉

  10. Obrigada Gabriela, vou acompanhar o seu blog, tem muita coisa show. Quando eu for, vou especialmente neste bairro. Dica massa!

  11. Por mais que vejamos fotos, vídeos, etc, só estando lá pra entender o que é….:D Muito bom Gabi!!!. Eu incluiria o Chateau aí na sua lista, mesmo sendo em Versalhes. Muitas pessoas vão a Paris, ficam 4, 5 6 dias e não vão até lá. Como já disse, é um dos lugares mais incríveis que já vi.

  12. Olá! O Fabuloso destino de Amélie Poulain foi gravado no bairro boêmio de Montmartre, onde ficam o Moulin Rouge e a Sacré-Coeur. O café onde ela trabalhava se chama Café des 2 Moulins (endereço: 15, Rue Lepic).
    Abraços e boa viagem!

  13. Oi, vou à Paris em abril. Gostaria de saber os pontos onde foi gravado o filme "O Fabuloso Destino de Amelie Poulain". Você poderia me dizer, quero muito ir aos lugares que foram cenários deste magnífico filme. Abraços!

  14. Sim, e a vista de cima do arco é 10!!
    😉

  15. Da para entrar no arco?????? =O
    Ia morrer e não ia saber! Muito bom post, como sempre, Gabi!

  16. O Museu d'Orsay está na lista! É o número 8. Não conheço o Museu l'orangerie nem Giverny mas estão na minha lista! É em Giverny que ficam os jardins de Monet, né? Como sempre vou no inverno, nunca consigo visitar porque os jardins ficam fechados nessa época. Obrigada pelas dicas 😉

  17. Eu incluiria também, o museu Dorsay , o Lorangerie ,e nos arredores, Giverny

  18. Beleza, Fernanda! Obrigada 😉

  19. Ótimo post! Resume bem o básico da cidade. Vou salvar aqui pra linkar quando eu for escrever de Paris (ainda vai demorar, eu acho).

Trackbacks for this post

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »