O que ver em Luxemburgo: roteiro de 1 ou 2 dias na capital

O que ver em Luxemburgo: roteiro de 1 ou 2 dias na capital

Última atualização em por

Luxemburgo é um país europeu super pequeno e bem rico, governado por um grão-duque e, por isso, é o único grão-ducado que ainda existe. A sua capital, Ville de Luxembourg, que leva o nome do país, é uma cidade super bonitinha e que merece uma visita, mesmo que seja por pouco tempo.

Passamos 2 dias por lá, durante o inverno, e vamos compartilhar com você o que vimos de legal!

Com o roteiro de viagem apertado, só pudemos separar 2 dias para conhecer Luxemburgo e, por este motivo, nos limitamos apenas a conhecer a sua capital.

⚠️O seguro viagem, com cobertura mínima de 30 mil euros, é obrigatório para entrar na Europa

Por que incluímos Luxemburgo na nossa viagem?

Nós não temos preferência em conhecer país X ou Y e normalmente organizamos os nossos roteiros de acordo com facilidade e custo de deslocamento entre países/cidades.

Quando estávamos planejando mais um roteiro de viagem dentro do continente europeu, descobrimos umas passagens super baratas (cada trecho por €9.90) de Londres para Luxemburgo e não pensamos nem duas vezes antes de comprar.

Bem que gostaríamos de explorar mais o país e conhecer outras cidades, mas o tempo era realmente curto, mas suficiente para conhecer a cidade de Luxemburgo.

O que ver em Luxemburgo: 1 ou 2 dias na capital

A cidade de Luxemburgo é pequena e repleta de construções bonitas, o que facilita bastante a caminhada, sendo que, a todo momento, nos deparamos com prédios charmosos e ruas de paralelepípedo super bonitinhas. É possível também visitar as principais atrações da cidade se deslocando nos ônibus turísticos, que permitem o embarque e desembarque nos pontos de parada quantas vezes o passageiro quiser.

Para facilitar o seu roteiro de viagem, segue abaixo um mapinha com as principais atrações marcadas com pins vermelhos, onde você perceberá como tudo fica muito próximo.

Vamos ver agora um pouco desses locais que foram visitados?

Place d’Armes

A praça mais famosa da cidade, Praça de Armas, está localizada na cidade velha e é uma área apenas para pedestres, rodeada de restaurantes e cafés, inclusive redes de fast food.

No passado, essa praça era um campo de parada das tropas que defendiam a cidade, por isso o nome dado a ela.

Place d'Armes Luxembourg

A árvore de Natal e o Cercle Municipal, o Palácio Municipal da cidade

Durante as pesquisas que fizemos antes de conhecer Luxemburgo, vimos que, durante o verão, os cafés e restaurantes deixam várias mesas e cadeiras ao ar livre e que há várias apresentações de artistas de rua. Quando estivemos na cidade, não vimos as mesas e cadeiras nas ruas, mas, mesmo debaixo desse frio todo, vimos um grupo de artistas se apresentando por lá!

A camisa highlander fazendo participação especial no inverno luxemburguês

Como estivemos em Luxemburgo em pleno inverno, tudo o que vimos foi uma praça coberta de neve e que, aqui entre nós, deixou o visual super bonito!!!

Place Guillaume II

Bem próxima à Place d’Armes, está localizada outra praça histórica de Luxemburgo, a Place Guillaume II. Nela  encontramos a prefeitura da cidade e também um centro de informação ao turista, onde paramos para pegar alguns mapinhas com dicas de lá.

Place Guillaume II Luxembourg

Era nessa estrutura com telhado onde funcionava o mercado de Natal

Chegamos a Luxemburgo alguns dias após o Natal e mesmo assim ainda encontramos um mercado de Natal (Krëschtmaart) em funcionamento na Place Guillaume II!

O mercado era pequeno e havia algumas barraquinhas com comidas típicas (aproveitamos para comer um crepe com Nutella) e uma pista de patinação no gelo.

Kathedral Notre-Dame

A catedral de Notre Dame de Luxemburgo é a única catedral da cidade e merece uma visita daquelas pessoas que curtem arte sacra.

Por fora a catedral não chama tanta atenção, mas foi quando entramos nela que percebemos o quanto a sua arquitetura interna é bonita, com destaque para as colunas trabalhadas e os diversos vitrais coloridos.

Dentro da Notre Dame em Luxemburgo

Interior da Notre Dame de Luxemburgo

Ainda demos a maior sorte, pois na hora da nossa visita estava acontecendo um concerto gratuito dentro da catedral! Nem preciso dizer que ficamos sentados por alguns minutos aproveitando o evento.

Rue du Marché-aux-Herbes e Palais grand-ducal

Outro local que achamos super interessante e imperdível em Luxemburgo é a Rue du Marché-aux-Herbes (Krautmaart, em alemão), uma rua localizada no centro histórico de Luxemburgo, Ville Haute, bem próximo à Place d’Armes, Place Guillaume II e Notre Dame.

O charme dessa rua é que ela é de paralelepípedos e rodeadas de belos prédios, com muitas lojas e cafés. Aproveitamos e seguimos a dica de uma leitora do blog e paramos para tomar chocolate quente na NB Chocolate House. Foi uma ótima ideia para nos aquecermos naquele frio!

Na Rue du Marché-aux-Herbes tivemos a chance também de ver o Palácio Grão-ducal, que é a residência oficial do grão-duque de Luxemburgo e tem uma arquitetura belíssima! Bem ao seu lado, vimos também a Câmara dos Deputados de Luxemburgo.

A fofíssima Rue du Marché-aux-Herbes e o Palácio Grão-ducal do lado direito 

A Câmara dos Deputados de Luxemburgo

Não visitamos o palácio por dentro, mas sabemos que o local está aberto para visita guiada durante o verão. Mas mesmo que o palácio esteja fechado para visitação, vale muito a pena vê-lo por fora, pois a sua arquitetura externa já recompensa a visita.

Grand-Rue e arredores

A Grand-Rue é uma rua de comércio no centro de Luxemburgo. Aproximadamente meio quilômetro de muitas lojas, dentre elas as famosas Sephora e H&M.  Mesmo que você não compre nada (nós não costumamos fazer compras em viagens), é inevitável passar por essa via, que conecta várias outras ruazinhas charmosas.

Grand Rue Luxembourg

O mais legal é que essas ruas do centro são ótimas para pedestres e, além de continuarmos apreciando a arquitetura da cidade, sempre temos facilidade para encontrarmos lugares para comprar alguma coisa para comer.

Monument du souvenir

O Monumento da Memória é um memorial que homenageia os luxemburgueses que se voluntariaram para lutar nas duas Guerras Mundiais e na Guerra da Coreia.

Apelidado de Gëlle Fra, que em luxemburguês significa, “Dama de Ouro”, o monumento é um obelisco que tem no topo uma estátua de bronze de uma mulher segurando uma coroa de louros.

O Monumento da Memória e a Gëlle Fra no topo

Vale a pena seguir andando para a ponta da praça onde está situado o monumento, pois há uma vista de uma área verde com a torre do Musée de la Banque Luxembourg.

No exato momento em que chegamos ao monumento, estava nublado e começou a nevar. Embora a visibilidade não estivesse 100%, ao vivo, a vista era muito bonita!

Estava nevando no momento da foto!

Place de Clarefontaine

No caminho para a Catedral de Notre Dame, passamos por uma praça onde vimos um grupo de turistas reunidos. O nome da praça é Place de Clarefontaine, que fica pertinho também da Câmara dos Deputados.

No centro da praça há uma escultura, que é uma homenagem à grã-duquesa Charlotte, que reinou entre 1919 e 1964.

A escultura homenageando a grã-duquesa Charlotte

Embora seja apenas mais uma praça, as ruazinhas por perto da localidade são belas e muito agradáveis para caminhar, e os edifícios ao seu redor têm arquiteturas bem bonitas. O turista que vai à cidade de Luxemburgo muito provavelmente passará pela Place de Clarefontaine pelo simples fato desta praça estar localizada no coração da cidade.

Luxembourg City History Museum

O Lëtzebuerg City Museum conta a história de mais de mil anos da formação da cidade de Luxemburgo, que vai desde as fortalezas medievais, igrejas e monastérios do século X, passando pela independência do país no século XIX, a ocupação alemã durante a Segunda Guerra Mundial, chegando a Luxemburgo atual.

Lëtzebuerg City Museum

Acervo do Lëtzebuerg City Museum

Para quem não deixa de visitar museus quando viaja, o Luxembourg City History Museum é uma boa pedida, pois, além de traçar um histórico da formação da cidade de Luxemburgo, dando informações importantes ao visitante, o museu não é caro e é super acessível, inclusive, para quem tem dificuldade de locomoção.

Chemin de la Corniche e Casemates du Bock

Conhecida como a “varanda mais bonita da Europa”, nas palavras do jornalista luxemburguês Batty Weber, o Chemin de la Corniche é um caminho imperdível para quem visita Luxemburgo. É um percurso que podemos fazer em torno de muralhas antigas, construídas por espanhóis e franceses no século XVII.

Uma das vistas que tivemos ao percorrer o Chemin de la Corniche

Uma das partes mais históricas de Luxemburgo, o Bock é uma região que contém fortificações naturais de falésias rochosas. No passado, o Conde Siegfried construiu um castelo, que não existe mais. Hoje, sobrou apenas o sistema de defesa deste castelo, que pode ser visto do Bock, além de seus caminhos subterrâneos que formam casamatas, fortificações militares dentro dos rochedos. Daí que surge uma das grandes atrações de Luxemburgo, as Casemates du Bock.

Casemates du Bock

As fortificações de pedra que formam as Casemates du Bock

Esse Patrimônio Mundial da Unesco é composto de vários quilômetros de túneis, onde turistas podem fazer visitas guiadas. No dia em que fomos visitar, o acesso aos turistas estava fechado e, por isso, nos limitamos a andar ao redor das casamatas.

Hospedagem em Luxemburgo

Como chegamos a Luxemburgo de avião, já tarde da noite, ficamos hospedados no Ibis Budget Luxembourg Airport, que era um pouco distante do centro da cidade, mas as tarifas eram bem mais em conta do que os hotéis mais centrais (dava para ir andando do aeroporto até o hotel). Além disso, havia um ponto de ônibus bem na frente do hotel, que facilitava bastante a ida ao centro.

Você também pode acessar aqui uma lista enorme de hotéis em Luxemburgo e escolher a melhor opção para o seu orçamento!

E assim terminou a nossa visita à cidade de Luxemburgo: 2 dias de passeios por lugares lindinhos, com direito até a neve caindo e mudando completamente a paisagem!

Leia também:
Organize sua viagem com a gente:

 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em diversos países – evite filas!

Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente

Ama animais, viagens e gastronomia, sempre tentando conciliar suas três paixões. Andou por quase 60 países e está sempre programando a próxima viagem. O destino? Depende das promoções de passagens aéreas!

9 Comentários

  1. tava muito frio? Passarei em Luxembugro este ano! Em dezembro. Você precisou de vestes especiais para neve? E calçados diferentes?

    • Estava um frio ok. Mas isso é relativo, pois frio pra gente é abaixo de -10 rs
      Acredito que a gente não pegou temperatura abaixo de zero em Luxemburgo.
      Como eu já tenho roupas próprias para inverno rigoroso, acabei levando as minhas. A bota que eu usei é uma própria para a neve que eu tinha comprado no Canadá anos antes.

  2. Muitos parabéns pela maneira extraordinária como vcs “conduzem” o vosso blog, informações importantes, amplas e, de forma clara e objetiva.
    Sempre indico vosso blog aos amigos…
    Parabéns para vcs!
    Teresa Loureiro