O que fazer em Barcelona: roteiro de 3 dias

O que fazer em Barcelona: roteiro de 3 dias

Última atualização em por

Aqui você encontrará muitas informações sobre o que fazer em Barcelona em um roteiro de 3 dias, que pode ser adaptado para 2 ou 4 dias. 

Barcelona é uma cidade incrível e cheia de atrações legais para quem vai à cidade a turismo. A capital da Catalunha se destaca pela sua arquitetura única, que faz dela uma cidade vibrante e cultural.

Já estivemos duas vezes por lá e são tantas as atrações turísticas e museus que existem que, sem sombra de dúvidas, nos farão voltar a Barcelona mais vezes.

O que fazer em Barcelona: dicas práticas

Como se locomover em Barcelona

O sistema de transporte público na cidade é maravilhoso, facilitando muito locomoção do turista que está em Barcelona.

Só para se ter uma ideia, o bilhete único de metrô em Barcelona custa €2.40 e acaba ficando muito custoso comprar um bilhete para cada viagem que o turista faça utilizando o transporte público. Já um passe com 10 viagens sai mais econômico, €11.35 (para uma zona). Esses valores não incluem a ida e a volta para o aeroporto.

É possível comprar um cartão de transporte para se locomover por toda a cidade usando metrô, bondes, ônibus e trens regionais ilimitadamente e assim poupar um bom dinheiro.

++ Leia aqui como andar de transporte público em Barcelona por 48, 72, 96 ou 120 horas

Essa é uma boa alternativa para quem vai passar vários dias na cidade e que gostaria de explorar o máximo possível do que Barcelona tem a oferecer.

Uma outra opção, inclusive muito utilizada por nós na nossa última ida à cidade, foi ônibus turístico hop-on hop-off por 2 dias.

++ Veja aqui como adquirir o bilhete para o ônibus turístico antecipadamente

A grande vantagem desses ônibus é que eles têm pontos de parada justamente nos principais pontos turísticos de Barcelona e o turista pode descer do ônibus e subir quantas vezes quiser durante o período de validade do bilhete adquirido.

O custo de uma viagem a Barcelona

Barcelona é uma cidade com um alto custo de vida e planejamento é essencial quando a incluímos na nossa viagem. Nós sentimos muito no bolso, principalmente quando na mesma viagem visitamos outras capitais europeias e comparamos os valores em geral, seja das atrações turísticas ou da hospedagem.

Da última vez que estivemos em Barcelona, nós também visitamos cidades como Paris, Roma e Veneza e nos chamou a atenção do alto valor dos hotéis na cidade Catalunha em comparação a essas outras.

Claro que, se a sua viagem a Barcelona for combinada com países nórdicos ou Suíça, Holanda e Reino Unido, você nem achará o custo da hospedagem tão alto assim, mas não podemos negar que Barcelona é uma cidade cara.

Quanto às atrações turísticas, muitos dos ingressos beiram à casa de €20 por pessoa, o que é um valor alto se considerarmos a desvalorização da moeda brasileira frente ao euro.

A Sagrada Família é um dos maiores cartões postais de Barcelona

Por este motivo, é essencial fazer um planejamento financeiro para poder desfrutar Barcelona.

Ao organizar o seu roteiro, verifique qual a forma mais vantajosa de se locomover na cidade, onde se hospedar, e quais atrações pretende conhecer. Assim, fica muito mais fácil prever o que será possível fazer ou não por lá.

De qualquer forma, já digo de antemão que a cidade merece uma visita, mesmo que a grana esteja curta. É possível passear por lá sem necessariamente ter que entrar em todas as atrações. O único risco é você ir embora com aquele gostinho de quero mais!

Onde se hospedar em Barcelona

O que não faltam são opções de hospedagens em Barcelona. Considerada uma das cidades mais visitadas da Europa, Barcelona tem uma ótima infraestrutura hoteleira e acomodações para os mais variados orçamentos. No entanto, assim como em qualquer lugar muito turístico, quanto mais perto do centro, mais cara tende ser a hospedagem.

Muito se tem discutido em relação às empresas que alugam apartamentos, não só em Barcelona como em outras cidades europeias, já que o aumento de turistas na cidade tem causado o êxodo de residentes, muitos incomodados não só com a movimentação, mas também com o aumento do custo de vida para a moradia por lá.

Nas duas vezes que estivemos na cidade, ficamos hospedados no hotel Ibis Barcelona Meridiana, pois foi o melhor custo benefício que encontramos pelos seguintes motivos:

  • Hotel de rede internacional: já sabemos o que esperar
  • Mobilidade: 650 metros da estação de metrô
  • Localização: o hotel fica praticamente dentro de um mini-shopping com supermercado, lojas e restaurantes por perto
  • Boas instalações: quartos limpos e café da manhã variado

Não é um hotel muito central, mas a sua proximidade à estação de metrô facilita a locomoção dentro da cidade. Sem dúvidas que ficaria lá novamente, caso voltasse a Barcelona.

++ Acesse aqui uma lista com milhares opções de hospedagem em Barcelona 

O que fazer em Barcelona: roteiro de 3 dias

Mesmo tendo visitado Barcelona duas vezes, sentimos que ainda falta muita coisa para conhecermos na cidade.

Vamos compartilhar aqui o nosso roteiro turístico da última viagem que fizemos a Barcelona, que foi bem completa e incluiu diversas atrações turísticas famosas da cidade. Nessa viagem, estávamos com o nosso filho pequeno, com 1 ano e 9 meses e, por isso, fizemos todo o passeio em um ritmo bem mais leve.

Por termos utilizado o ônibus turístico por 2 dias consecutivos, esses primeiros dois dias foram intensos, quando mais entramos nas atrações, deixando o terceiro dia para um passeio a pé e com mais tranquilidade.

#Dia 1

No primeiro dia, começamos os passeios na Plaça de Catalunya, uma das maiores praças da Espanha e local de onde temos facilidade de se locomover para vários outros pontos da cidade, por ser um ponto comum que conecta várias avenidas importantes.

Foi no local onde começamos o nosso tour de ônibus turístico hop-on hop-off (nessa praça é possível pegar tanto a linha vermelha quanto a linha azul desse ônibus – veja o mapa das rotas aqui).

Inicialmente, pegamos a linha azul para visitarmos o primeiro local turístico, a Casa Milà, conhecida como La Pedrera.

Essa casa é uma das obras primas do famoso arquiteto catalão Antoni Gaudí e é super famosa por não possuir uma única linha reta. A sua fachada é super diferente e quem já viu algumas das obras de Gaudí logo identifica o seu estilo.

La Pedrera Barcelona

Fachada da La Pedrera

O passeio é feito com guia de áudio, onde percorremos o interior da casa e acessamos o telhado, de onde tivemos vistas bem legais da cidade.

De acordo com as explicações que ouvimos no áudio, a casa é considerada mais uma escultura do que um edifício tradicional.

Terraço La Pedrera

Visita ao telhado da La Pedrera

Recomendamos separar ao menos 1 hora para fazer a visitação ouvindo as informações fornecidas pelo guia de áudio.

O horário de visitação na casa varia de acordo com o tipo de ingresso comprado:

  • La Pedrera Essencial (visita diurna): todos os dias, das 9h às 18h30m
  • La Pedrera Night Experience (visita noturna e mais cara): todos os dias, das 19h às 21h

Após esse passeio, andamos um pouco pelo Passeig de Gràcia, uma das principais avenidas de Barcelona, cheias de lojas interessantes e com calçadas amplas para a enorme quantidade de pedestres que passa por lá. Vale a pena separar um tempinho para caminhar nessa avenida.

Depois de andar um pouco pelo Passeig de Gràcia, era hora de subir novamente no ônibus turístico, mas dessa vez optamos por mudar para a linha vermelha e deixar as atrações da linha azul para o dia seguinte para que o passeio não ficasse muito cansativo e cheio de compromissos.

Descemos do ônibus na Plaça D’Espanya, uma das praças principais da cidade e muito bonita!! Há uma fonte belíssima nela!

De um lado, vemos La Plaça de toros de les Arenes, uma bela construção onde havia touradas antigamente, mas que hoje funciona como um shopping e, do outro lado, podemos ver as Torres Venecianes, duas torres belíssimas no início da Avinguda de la Reina Maria Cristina.

Torres Venecianes Plaza Espana

As Torres Venecianes

O ônibus turístico continua o roteiro passando por vários outros locais importantes como o MNAC (Museu Nacional d’Art de Catalunya) Fundación Joan Miró, Teleféric de Montjuïc, dentro outros.

Paramos em Port Vell, um antigo porto que foi revigorado para as Olimpíadas de Barcelona, em 1992, e que virou um famoso ponto turístico da cidade.

Uma caminhada pela passarela por cima do mar (Rambla del Mar) até chegar ao complexo de lojas e restaurantes é energizante!

Port Vell Barcelona

Passeando por Port Vell

Como estávamos viajando com o nosso filho pequeno, fomos visitar o L’Aquarium Barcelona e assim separar um tempo para ele curtir a viagem vendo as diversas espécies marinhas.

Terminamos o dia na Casa Batlló, mais uma das grandes obras deixadas por Gaudí, fechando o nosso primeiro dia de passeios com chave de ouro!

Assim como no La Pedrera, visitamos a Casa Batlló com o auxílio do guia de áudio e foi um passeio interessantíssimo. Como na outra casa projetada por Gaudí, essa também é cheia de simbologias e os visitantes vão subindo aos poucos, andar por andar, até chegar ao telhado.

Pátio interno Casa Batlló

O pátio interno da casa

Eu gostei tanto dessa casa que, se uma pessoa disser que está com o orçamento limitado, mas que gostaria de visitar algumas poucas atrações pagas de Barcelona, eu indicaria investir na Casa Batlló.

De qualquer forma, mesmo que não possa entrar, vale a pena passar pela frente para ver a sua fachada de dia e de noite, quando ela fica mais bonita ainda e lotada de pessoas na frente querendo tirar fotos.

Casa Batlló

A fachada da Casa Batlló iluminada

A Casa Batlló está aberta todos os dias do ano das 9h às 20h e o tempo médio de visitação é de 1 hora.

+ Compre agora o ingresso antecipado para visitar a Casa Batlló  

Abaixo está o mapa do roteiro do primeiro dia em Barcelona com todas essas atrações marcadas:

#Dia 2

O segundo dia em Barcelona começou visitando o maior cartão postal da cidade, a Sagrada Família.

Mais de uma década antes tivemos que nos contentar em ver o templo pelo lado de fora, mas dessa vez tínhamos a certeza de que conheceríamos por dentro essa obra de arte de Gaudí.

⚠️ É importantíssimo comprar os ingressos com antecedência. No dia em que fomos visitar a Sagrada Família, já com as entradas em mãos, percorremos até o guichê de vendas para saber se haveria a possibilidade de comprar os ingressos para dois parentes que estavam conosco. Para a nossa surpresa, um funcionário nos disse que os ingressos para visitar a Sagrada Família estavam esgotados pelos próximos 4 dias!

A nossa viagem a Barcelona foi durante o inverno, mas em uma semana considerada de alta estação, que é entre o Natal e o Ano Novo. Pode ser até que em outros meses a cidade esteja menos cheia e seja possível comprar o ingressos para a Sagrada Família na hora, mas não dá para contar com a sorte, né?

O que fazer em Barcelona Sagrada Família

Sagrada Família: frente, fundo, altar e vitrais

É importante ressaltar que a Sagrada Família é um templo religioso e, por isso, há um código de vestimenta para visitá-la que proíbe o uso de:

  • Shorts;
  • Roupas transparentes;
  • Tops ou camisas/blusas sem alças que deixem à mostra ombros, costas ou barriga;
  • Bermudas e saias devem ter um comprimento, pelo menos, até o meio da coxa;
  • Há visitas guiadas que não permitem o uso de sandália ou chinelo;

O interior da Sagrada Família é lindo e a visita dura aproximadamente 1 hora.

Durante a visita, há também a possibilidade de subir nas torres (necessário comprar ingresso com acesso às torres), no entanto, não é permitida a subida de crianças menores de 6 anos e de menores de 18 anos desacompanhados, bem como de pessoas com mobilidade reduzida, gestantes e pessoas que sofram de vertigens ou problemas cardiovasculares.

+ Compre agora seu ingresso antecipado para visitar a Sagrada Família 

Horários de visitação da Sagrada Família:

  • Março e Outubro: 9h às 19h
  • Abril a Setembro: 9h às 20h
  • Novembro a Fevereiro: 9h às 18h
  • 25 e 26 de dezembro 25 e 1 e 6 de janeiro:  9h às 14h

Seguindo a rota azul do ônibus turístico, passamos pelo lindíssimo recinto modernista Hospital de Santa Creu i San Pau, mas não descemos para visitá-lo, pois a nossa programação estava apertada. Por isso, eu já incluí esse local para a minha próxima ida a Barcelona 😉

A segunda atração que visitamos no segundo dia de passeios foi o Parc Guëll. Quando descemos do ponto de ônibus mais próximo do parque, andamos muito até encontrar a entrada, que depois descobrimos não ser a entrada principal.

Parc Guell Barcelona

Visitando o Parc Guëll em um dia lindo!

Para não andar tanto como nós, sugiro que entre no parque pela entrada que fica na Carrer d’Olot e vá subindo até a praça oval. Caso tenha tempo, siga a trilha subindo o parque e você verá artistas se apresentando pelo caminho. É um passeio bastante agradável e que pode demorar horas, a depender do seu ritmo de caminhada e do que queira ver dentro do parque.

Na verdade, tem como passear pelo Parc Guëll sem gastar um tostão e ver algumas atrações, como os moradores, de onde temos vistas bem legais e algumas construções, como La Casa Trias.

Mas quem quiser ter a vista mais famosa do parque, que é de cima da praça oval, e poder ver de perto os pavilhões, escadaria e outras construções ao estilo de Gaudí, terá que pagar o ingresso, que por sinal é super acessível e bem mais barato que de outras atrações da cidade.

Como passamos bastante tempo dentro do parque, pegamos mais uma vez o ônibus e seguimos direto até o último local turístico que visitaríamos no dia, o Museu FC Barcelona – Camp Nou, que é o museu de futebol do Barcelona.

Iniciando o tour pelo Camp Nou

Antes do museu do futebol, o ônibus passou em diversos pontos turísticos, como Monestir de Pedralbes, Palau Reial, dentre outros, mas não paramos em nenhum desses locais.

O lugar é bem afastado do centro da cidade e a visita ao museu tem uma duração média de 1 hora e meia, a depender do tipo de tour escolhido.

Fizemos o passeio mais básico (e mais econômico), que é a visita ao museu e um tour pelo estádio. É um passeio interessante, principalmente para os apaixonados por futebol!

A visita passa pelo vestiário, sala de imprensa, arquibancadas e vai até pertinho do gramado

Nós já havíamos feito passeios por estádios no Brasil, como o Museu do Futebol (Pacaembú), em São Paulo,  e o Museu do Sport Club Internacional, em Porto Alegre.

Imaginávamos que o tour pelo Camp Nou seria algo muito diferente, mas não nego que rolou uma certa decepção, ainda mais quando comparamos ao tour que fizemos pelo Pacaembú, que foi muito mais interativo.

O horário de visitação do museu varia de acordo com a época do ano e os dias de jogos. Verifique o site oficial da atração para saber maiores informações.

Veja abaixo o mapa com as atrações do segundo dia marcadas:

#Dia 3

Após tantas visitas a atrações turísticas famosas, recomendamos, para o terceiro dia, passear a pé por Barcelona e assim poder sentir mais a cidade.

O roteiro desse último dia foi pensado em passeios mais leves e que não requerem gastos com visitações. Esses locais podem ser incluídos em quaisquer dos outros dias anteriores e em qualquer horário. No entanto, acho que vale muito a pena dar atenção a esses locais que irei citar abaixo, pois eles fazem parte do coração turístico de Barcelona.

Localizado na Ciutat Vella, está o Barri Gòtic – Bairro Gótico. O interessante desse local é que mantém características da cidade medieval e do bairro judeu em meio a suas ruas estreitas de paralelepípedos.

No Bairro Gótico, você terá a oportunidade de ver igrejas centenárias, museus, lojas modernas, ruas para pedestres, praças e uma movimentação bem grande de turistas.

Construções antigas do Bairro Gótico

Nesse bairro, há tantos locais para se ver que, mesmo que separemos um dia inteiro para ele, dá aquela sensação de que ainda falta mais! Não sei quando voltarei a Barcelona, mas já está nos meus planos fazer um walking tour pelo bairro na minha próxima ida!

Alguns dos pontos turísticos do Bairro Gótico:

  • MUHBA – Museu d’Història de Barcelona: está espalhado em vários pontos da cidade
  • Temple d’August
  • Carrer del Bisbe
  • Plaça Ramon Berenguer
  • Catedral de Barcelona
  • Museu Picasso
  • Plaça de Sant Just
  • Esglésis de Santa Anna

Minha dica é aproveitar bem o Bairro Gótico a ponto de se perder pelas suas ruas, depois subir em direção da Plaça Catalunya e descer pela La Rambla devagar. Essa via é super movimentada e tem um enorme calçadão no meio para pedestres, com muitos restaurantes e diversas barraquinhas vendendo lembrancinhas.

La Rambla

Não deixe de passar no Mercat de La Boqueria, um grande mercadão, bem organizado, com uma enorme variedade de restaurantes e barraquinhas com muitas frutas, verduras, peixes, frutos do mar e comidinhas de vários tipos e com valoreas acessíveis.

Se você seguir a Rambla em direção ao mar, vai chegar ao Port Vell (aquele mesmo local onde visitamos o aquário no primeiro dia).  Vale a pena terminar o dia por lá e aproveitar a região durante a noite. É muito animado!

Atrações em Barcelona

Compre agora seus ingressos para as principais atrações turísticas de Barcelona, excursões, traslados, ônibus turísticos e muito mais! Evite filas e garanta a sua entrada nos locais mais procurados pelos turistas.

Quero meu ingresso sem fila!

Veja abaixo o mapa com as atrações do terceiro dia marcadas:

 

Seja um turista consciente

Barcelona está saturada de turistas, sendo considerada uma das cidades mais visitadas da Europa.

Como consequência do turismo elevado, muitos residentes da cidade estão incomodados com a presença dos turistas, seja pelo barulho causado por tanta gente, seja pelo aumento do custo de vida na cidade.

Ao mesmo tempo que me incomodou ler cartazes contra a presença de turismo nas janelas de vários apartamentos, por outro, eu tentei me colocar no lugar deles e percebi que não deve ser nada fácil conviver o dia inteiro com a presença do turismo em massa e de pessoas de diversas partes do mundo, com costumes muito diferentes.

Àquela altura, milhares de seguidores acompanhavam a nossa viagem, já havíamos tirado centenas de fotos e anotado as dicas mais úteis para depois vir aqui passar pra você.

Caminho para a Rambla del Mar lotado de turistas: estava assim em todas as vezes que passamos por lá

E agora que estou aqui escrevendo, me sinto na obrigação de pedir a você que seja um turista consciente; que visite a cidade e aproveite o máximo possível, mas que lembre-se de ser cortês, de não jogar lixo da rua, de falar baixo e de não fazer nada que você não fizesse em sua cidade, seu bairro, sua casa.

Barcelona tem espaço para todo mundo e cabe a nós, turistas, mostrar que é possível continuar convivendo em harmonia com os residentes.

Conclusão: planejamento do roteiro

Quando o assunto é “O que fazer em Barcelona”, a lista é interminável. Há atrações para todos os gostos e bolsos, embora os pontos mais icônicos da cidade cobrem taxas para visitação, muitas vezes bem caras.

Se você está fazendo o planejamento do seu roteiro de viagem a Barcelona, sugiro que leia um pouco sobre cada um dos locais que gostaria de visitar, faça um levantamento de valores e decida qual incluirá ou não no roteiro.

Quando visitamos uma cidade do porte de Barcelona, não adianta querer abraçar a cidade inteira, pois você não conseguirá ver tudo o que ela tem a oferecer nem que fique um mês por lá.

Port Vell durante a noite

O importante é saber que, em 3 dias inteiros (sem contar o dia da chegada e o dia da partida), é possível conhecer muitos lugares bacanas na capital da Catalunha e a organização do que você pretende ver a cada dia é fundamental para que não se perca muito tempo com deslocamento.

Não precisamos tentar ver tudo, pois assim teremos sempre um bom motivo para voltar!

Leia também:

Mercado La Boqueria em Barcelona

*Agradecemos ao Turismo de Barcelona pela cortesia do Barcelona Press Card e ressaltamos que todas as informações contidas aqui são livres e baseadas em nossas experiências. 

Organize sua viagem com a gente:

 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em mais de 100 países! Você recebe o seu chip do O meu chip em casa e viaja conectado. Utilize o cupom P101P e tenha 15% de desconto!

Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em diversos países – evite filas!

✈️ Compre aqui as suas passagens aéreas e consiga as melhores tarifas e condições de pagamento!

Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente

Ama animais, viagens e gastronomia, sempre tentando conciliar suas três paixões. Andou por 60 países e está sempre programando a próxima viagem. O destino? Depende das promoções de passagens aéreas!

4 Comentários

  1. Parabéns pelo post Gabi! Sensato, completo, interessante, e que nos deixa com uma grande vontade de conhecer Barcelona!
    Obrigada por compartilhar!
    Abração