Informações importantes sobre o Vale Sagrado dos Incas

Localizado nos Andes peruanos, o Vale Sagrado dos Incas consiste em uma série de sítios arqueológicos onde povos (inclusive pré-Incas) viviam ou cultuavam os seus deuses no passado, formando verdadeiros museus a céu aberto. São locais muito importantes para que a gente consiga entender a cultura dos povos que ali habitavam e a formação da sociedade comandada pelo Império Inca.

Inclusive, para compreender melhor a história de Machu Picchu, a visita aos sítios do Vale Sagrado é essencial, pois, embora Machu Picchu seja a “menina dos olhos” do Peru, há povoados do Vale Sagrado que são bem mais antigos que a famosa cidade perdida dos Incas.

Informações importantes sobre o Vale Sagrado dos Incas

Dica nº 1: Visite o Vale Sagrado antes de visitar Machu Picchu. É sempre melhor conhecer a atração mais esperada no final!

Dica nº 2: Se tiver disponibilidade, faça os passeios em mais de um dia. Nós fizemos em 2 dias e mesmo assim foi um pouco corrido.

O que preciso saber antes de visitar o Vale Sagrado?

Antes de mais nada, para conhecer os sítios, é necessário comprar o BOLETO TURÍSTICO, que é o ingresso para as atrações. Esse boleto é adquirido no escritório do Comite de Servicios Integrados Turistico Culturales-Cusco (COSITUC), localizado próximo à Plaza de Armas de Cusco.

Há diferentes tipos de boletos turísticos, que são divididos da seguinte forma:

Boleto Turístico para o Circuito I

  • Locais: Saqayhuaman, Q’enqo, Puca Pukara e Tambomachay
  • Validade:  1 dia
  • Valor: 70 soles

Boleto Turístico para o Circuito II

  • Locais: Museo Municipal de Arte Contemporáneo, Museo Histórico Regional, Museo de Sitio de Qorikancha, Monumento a Pachacuteq, Pikillaqta e Tipon
  • Validade: 2 dias
  • Valor: 70 soles

Boleto Turístico para o Circuito III

  • Locais: Pisac, Ollantaytambo, Chinchero e Moray
  • Validade: 2 dias
  • Valor: 70 soles

Boleto Turístico Geral

  • Locais: todos dos circuitos I, II e III
  • Validade: 10 dias
  • Valor: 130 soles

Veja no mapa abaixo cada um dos circuitos incluídos no boleto turístico. Não incluímos os museus e monumentos localizados no centro de Cusco.

Para facilitar, marcamos os sítios com cores diferentes de acordo com o respectivo circuito:

Amarelo: atrações do circuito I

Vermelho: atrações do circuito II

Azul: atrações do circuito III

Obs: Todos os valores são da época da nossa viagem (outubro de 2016). Para valores atualizados, acesse o site oficial do COSITUC.

A cada ida a um dos sítios abarcados pelo boleto, os visitantes devem apresentar o ingresso, que será furado em cima da foto constante no boleto turístico.

boleto-turistico-vale-sagrado-incas

Compramos o boleto turistico geral

Endereço do COSITUC: Galerías Turísticas na Av. El Sol – dentro da Municipalidad Del Cusco

Horário: Segunda a sábado, das 8h às 18h e domingo, das 8h às 13h.

ATENÇÃO: o boleto turístico não inclui a entrada a Machu Picchu nem guia ou transporte. A validade do bilhete começa no momento da aquisição e só pode ser utilizado uma única vez em cada atração.

Como se locomover no Vale Sagrado?

Tours privado ou em grupo: os valores variam de 30 a 70 soles, aproximadamente, e é aquele onde você contrata uma empresa ou um guia com carro para te levar ao Vale Sagrado.

Ônibus, por contra própria: basta pegar ônibus para os destinos e seguir viagem de sítio em sítio (às vezes é necessário também pegar um táxi).

Carro próprio ou alugado: essa foi a nossa opção! Como viajamos para o Peru em nosso carro, contratamos um guia e conhecemos todos os locais que fazem parte dos três circuitos. Pagamos U$70 pelos dois dias e dividimos esse valor com todos os ocupantes do nosso carro (4 pessoas).

Roteiro de 2 dias

Nosso roteiro pelo Vale Sagrado durou 2 dias e visitamos os seguintes pontos:

Dia 1: Tipon, Pikillaqta, Andahuaylillas (pago à parte), Pisac, Tambomachay, Puka Pukara, Q’enqo e Saqsayhuaman

Dia 2: Chinchero, Moray, Salineras de Maras (pago à parte), Ollantaytambo

Obs: O Monumento Pachacuteq, o Museo de Sitio de Qorikancha, o Museo de Arte Contemporáneo e o Museo Histórico Regional estão localizados em Cusco e nós visitamos todos esses lugares durante a nossa estadia na cidade.

No próximo post contaremos mais detalhes de cada um dos sítios visitados durante esses 2 dias. Acompanhe 😉

Outros posts sobre o Peru:

Organize sua viagem com a gente:

 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em mais de 20 países – evite filas e ganhe descontos!

Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente

18 Comentários

  1. Detalhadinho, Gabi 🙂 E obrigada por linkar o OMMDA 🙂 (e a minha ‘loucura’ de fazer tudo com ônibus local! )

  2. Estou acompanhando todas as dicas, porque é um dos destinos que quero conhecer. Tudo super bem escrito e detalhado, como sempre. Obrigada

  3. Informação muito interessante! Sem dúvida que vou ter isso em conta quando for ao Perú. Também faria o percurso geral, parece bem rico.

  4. Ano que vem vamos aportar por lá. Obrigado pelas dicas.

  5. ótimas informações Gabi, esse foi um dos passeios que mais gostei de fazer, beijos

Trackbacks for this post

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »