Salvador por uma soteropolitana e mitos e verdades sobre a Bahia

Durante as inúmeras viagens que fiz pelo Brasil, sempre observei os costumes de cada estado, cada um com suas características peculiares. Alguns se parecem mais com outros que estão próximos, mas no final, todos têm alguma coisa que o difere dos demais, seja no estilo de vida, na comida ou no sotaque.

Depois que eu fui morar fora da Bahia, foi que eu tive a certeza de que existem vários “brasis” dentro desse imenso país e que o baiano que mora na região sul desperta curiosidade e às vezes até piadas. Após morar em Santa Catarina por três anos, ouvi tantas perguntas sobre a minha terra que resolvi compartilhar um pouco aqui com vocês!

Vamos às perguntas:

1- Na Bahia as pessoas andam vestidas de baianas?

Não, as pessoas andam vestidas normalmente como em qualquer grande cidade e há eventos de moda em Salvador, como o Barra Fashion Week.

No centro histórico, há mulheres vestidas de baianas e homens de vestes de capoeira, mas apenas aquelas pessoas que trabalham com o turismo. As baianas de acarajé também mantêm a tradição com as roupas típicas.

2- Salvador é de que tamanho? É maior que Florianópolis??

Salvador é uma cidade com quase 3 milhões de habitantes, sendo o maior município do Nordeste e a terceira maior cidade do Brasil. Em Salvador, há grandes avenidas, muitos edifícios, excelentes restaurantes e os melhores shoppings do Brasil. Sim, não estou exagerando, conheço 20 capitais brasileiras incluindo o Distrito Federal e nunca vi shoppings melhores do que os de Salvador.

De certa forma, não é para nos orgulharmos de termos os melhores shoppings porque isso é consequência do aumento assustador da violência e infelizmente os shoppings viraram uma das poucas opções de lazer na cidade. Por isso a sua grande quantidade e qualidade.

O trânsito da cidade é caótico e os motoristas normalmente dirigem “costurando”, em zigue-zague, e poucos utilizam a seta, parece até que é opcional. Se você é turista, o ideal é não alugar carro para se locomover na cidade, pois será uma experiência altamente estressante.

3- O acarajé é doce ou salgado?

O acarajé é o que há de mais típico na Bahia. Esse bolinho feito à base de feijão fradinho e frito no azeite de dendê está presente em todos os bairros da cidade. Aviso logo que acarajé não é algo que as pessoas fazem em casa.

Costumamos ir até uma baiana de acarajé e eu, particularmente, só como o acarajé que eu vejo saindo do tacho (panela onde frita o acarajé). Isso porque o acarajé tem que ser crocante. Se já se passaram cinco minutos que saiu do dendê, esqueça, espere por outro porque aquele ali já não vai estar gostoso.

Essa iguaria se come bem quente e podemos recheá-lo com: salada, camarão seco, vatapá, caruru e pimenta. Você escolhe o que quer dentro do acarajé e a baiana que é encarregada de prepará-lo para você. Acarajé com camarão é sempre mais caro, viu? Só para deixar bem claro, o acarajé é salgado e vai muito bem com uma coca-cola bem gelada.

4- É verdade que na Bahia as pessoas não gostam de trabalhar? 

Esse é o tipo de “brincadeira” que muitos baianos devem passar quando moram principalmente fora do Nordeste. Pra falar a verdade, pessoas preguiçosas existem em todos os lugares do planeta. Tem preguiçoso na Bahia, assim como tem em Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul e no resto do Brasil. Mas por que só relacionam a preguiça com o baiano?

Essa má fama tem uma explicação histórica: muitos livros de história relatam que os estrangeiros ficavam impressionados quando chegavam à Bahia e viam que as pessoas mais abastadas tinham vários escravos. Nessa época, o trabalho não era visto como algo digno e as pessoas mais afortunadas tinham escravos até mesmo para pegar um copo d’água.

Muitas pessoas que vão à Bahia se queixam do mau serviço/atendimento nos empreendimentos locais. Detalhe que se forem mal atendidos em qualquer outro estado, é falta de profissionalismo. Se for na Bahia, é preguiça. Até concordo que há muito mau atendimento, mas discordo por completo quando apontam a preguiça como causa.

5- Na Bahia o carnaval dura o ano inteiro?

O carnaval na capital dura uma semana. São 7 dias de festas na cidade e nos circuitos do carnaval o comércio fica fechado. Escolas e faculdades também não funcionam, mas muitos lugares abrem normalmente.

Preciso confirmar que em Salvador há festa o ano inteiro, sendo que perto do São João (em junho) é mais comum festas com bandas de forró e nos outros meses o axé e o pagode predominam.

Ah, preciso dizer que o pagode que estou me referindo não é o pagode conhecido no Rio e em São Paulo. Por favor, nunca digam que aquela banda que fez sucesso chamado “É o Tchan” é axé! Essa é uma banda de pagode baiano. Axé é Ivete Sangalo, Cláudia Leite, Daniela Mercury, Asa de Águia, entre outros. Afirmar que qualquer música que vem da Bahia é axé é simplesmente falta de conhecimento. Pergunte a um bom baiano e entenderá a diferença.

6- Você é da Bahia?? Eu tenho um primo que mora em Fortaleza!

Infelizmente já ouvi essa frase algumas vezes e fiquei sem graça em todas! Já que somos todos brasileiros não custa nada dar uma olhadinha no mapa do nosso país, né? Salvador fica a mais de 1000 km da capital cearense!

Imagina se eu conhecer um gaúcho e falar: “Nossa, você é do RS? Eu conheço uma pessoa que mora em Buenos Aires!” Essa frase é tão fora de contexto quanto as que eu ouço sempre que alguém conhece uma pessoa que mora em qualquer parte do Nordeste. Um atlas resolveria o problema. Ou pelo menos o Google Maps. É de graça e bastante esclarecedor.

7 – Baiano come tudo com farinha?

Conheço pessoas que comem arroz, carne e feijão com farinha todos os dias. É muito comum colocarmos farinha por cima do feijão e comermos muitos outros pratos com farofa, como o peixe frito. Farinha é um ingrediente básico do prato no Nordeste, herança dos nossos antepassados indígenas. A farinha faz parte da nossa mesa e está fortemente presente em nossa culinária, mas nem tudo combina com farinha, concorda? Já pensou na lasanha com farinha?????? Sem chance.

Caruru

Um prato de caruru com a farofa de azeite é muito bom!

9 – Na Bahia existe gente loira?

A Bahia é um estado tão grande e de uma riqueza cultural tamanha que você verá brancos, negros, mulatos, índios, descendentes de asiáticos, etc…

Entretanto, Salvador é a cidade que tem a maior população negra fora do continente africano, ou seja, a maioria da população soteropolitana é negra ou mulata. A cultura africana é muito forte na cidade, seja na culinária, na dança ou na religião.

#Sobre o nosso jeito de falar

Quem mora em Salvador especificamente torce para o Bahia ou para o Vitória. A rivalidade entre os dois times é muito grande e há discussões sem fim entre as duas torcidas. Como uma boa torcedora do Bahia preciso dizer que a sigla BBMP quer dizer: “Bora Baêêêêa Minha Porra!!!!”

Ah, “porra” é uma palavra muito comum no estado e não significa necessariamente xingamento. Então não se assuste se ouvir uma baiano falar essa palavra! Até porque uma frase de um baiano sem “porra” é quase incompleta. Aprendendo o jeito de usá-lo te faz um baiano genuíno.

O último jogo do Bahia que assisti no Estádio Pituaçu - 2011

O último jogo do Bahia que assisti no Estádio Pituaçu – 2011

Nosso sotaque não tem nada a ver com o representado nas novelas da Globo, que utiliza sotaques de outras partes do nordeste para dizer que é o da Bahia. Usamos a expressão “oxe” em várias ocasiões e quem é de fora só entenderá depois que conviver com os baianos. Veja mais um pouco do nosso baianês:

Jogar futebol = Bater o baba

Sair para beber = Comer água

Daqui a uma semana = De hoje a oito

Tô fora = Lá ele!

Não = Aooonde…

Vamos para a festa/balada? = Vamos pr’o reggae?

Não sei = Sei não

Não vou = Vou não

Ela é muito bonita = Ela é bonita pa’ porra

Que nada = A porra

Tudo bem? = Colé de mermo?

Ele é meu amigo = Ele é meu bróder

Pare com isso = Se saia

Tapioca = Beiju

Gabaritar na prova = Fechar a prova

Colar na prova = Pescar

Apontador = Lapiseira

Lapiseira = Grafite

Grafite = Ponta de grafite

#Sabores que sinto falta

Tenho passado muito bem em Santa Catarina, principalmente com o churrasco e o café colonial, que são deliciosos! Mas isso não quer dizer que eu não sinta falta da moqueca de camarão, do peixe fresco (hoje moro no interior, bem longe da praia), da boa farinha, da banana da terra e de frutas como cajá, mangaba, umbu, seriguela e manga espada.

As mangas ditas “espada” que achei aqui nada tem a ver com as nossas. Estão mais para “mangas canivete” e olhe lá.

Essa manga bem verdinha é a manga espada

Essa manga bem verdinha é a manga espada

Umbu é o verde e a cor de abóbora é seriguela

Umbu é o verde e a cor de abóbora é seriguela

Isso sem falar que não encontro coentro, coco seco (o coco verde é uma fortuna e já chega aqui no sul quase seco!), carne do sol, manteiga de garrafa e picolé capelinha.

Se você for à Bahia, não deixe de experimentar a rica culinária baiana e nordestina e não precisa ficar tão preocupado porque nem tudo é apimentado!

Caso tenha alguma pergunta para fazer sobre a Bahia e/ou os baianos, sinta-se à vontade!

Organize sua viagem com a gente:

 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em mais de 20 países – evite filas e ganhe descontos!

Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente

28 Comentários

  1. Jefferson

    Farinha é típico do Nordeste?

    Na verdade, farinha não falta no prato de baiano mesmo, diga que é baiano em qq estado da parte de cima e na hora de comer diga que não quer farinha, vai ouvir logo algo assim: “baiano que não gosta de farinha?”

    • Olá! Tudo bem?
      Sim, farinha é um ingrediente típico do nordeste e do norte, lembrança dos indígenas.
      Realmente é muito consumida na Bahia, mas isso não quer dizer que tudo que se come na Bahia é com farinha rs
      Abraços

  2. CLAUDIO

    todos os estados do brasil , possuem a influencia da cultura negra , indigena ,santa catarina, rio grande do sul , parana , SP , MG e por ai vai . em salvador ninguem fala visse , essas expressoes sao perto dos estados d e pernambuco ,e nem todos falam oxe, porra, o pai o , em salvador , falam normal. em salvador possui gente de todos os lugares do mundo , atualmente, italianos , germanicos, japoneses, chineses, etc.

  3. Antonio

    Sou gaúcho de Porto Alegre e fui a Salvador pela primeira vez em janeiros desse ano.
    Não deu mais vontade de voltar pro sul
    Povo extremamente simpático, a informalidade, tudo que já tinha ouvido falar de ruim da cidade, não consegui encontrar nada.
    Ouso dizer que no Brasil, os estados com culturas mais fortes são Rio Grande do Sul, Bahia e Pernambuco
    A gente reconhece quem é desses três estados de longe!
    Parabéns Bahia!

  4. Salvador é uma das mais belas e visitadas cidades do Brasil. Reúne inúmeras atrações para todos os gostos: praias e belezas naturais, locais históricos, que remetem ao inicio da colonização brasileira, muita música, gastronomia típica, religiosidade, capoeira, além de possuir o maior carnaval do mundo.

    Impossível pensar em Salvador e não lembrar imediatamente de locais como Elevador Lacerda, Farol da Barra, Mercado Modelo, Pelourinho e Igreja do Senhor do Bonfim.

    Não é a toa que Salvador é conhecida como a capital da alegria, pois é muito hospitaleira com todos que a visitam, acolhendo os visitantes do mundo inteiro com muitos sorrisos e oferecendo os melhores e mais surpreendentes roteiros.

    A mistura de raças, credos e cores formou uma cultura singular em Salvador, que está presente em todas as partes da cidade, durante o ano todo, podendo ser apreciada em sua mais diversas manifestações, como a capoeira, o candomblé, a percussão, as danças e o carnaval.

    Salvador está entre as cidades mais ensolaradas do mundo, sendo o clima ideal para os seus 50 quilômetros de praias, distribuídas entre a cidade alta e a cidade baixa, banhadas pelas águas do oceano Atlântico e da Baia de Todos os Santos.

  5. Gabriela Moniz

    Na Bahia há um pouco de tudo! Acho que isso é que faz do estado tão rico culturalmente.

  6. Gabriela Moniz

    A Bahia é muito diferente.
    bjs

  7. Gabriela Moniz

    Muito obrigada!

  8. Gabriela Moniz

    Interessante suas observações, Renato. Todas as grandes cidades brasileiras têm seus problemas e também não conheço nenhuma que eu poderia intitular como "quase perfeita". Salvador sofre sérios problemas: trânsito, violência, falta de infraestrutura urbana, turística, na educação e saúde. Muita coisa precisa mudar! Infelizmente, não posso me orgulhar da minha cidade nem do meu país. Mas não posso negar que adoro a rica cultura baiana 🙂
    Obrigada pelo comentário!
    Abraços

  9. Gabriela Moniz

    Obrigada!

  10. Gabriela Moniz

    Que bom que gostou!
    🙂

  11. Gabriela Moniz

    E como!!
    Obrigada 🙂

  12. Renato Gomes

    Salvador é uma cidade comum, é uma grande cidade cheia de problemas violência, gente, transito etc. Tem muito lugar feio e muito lugar bonito. É uma cidade bonita por suas belezas naturais e importância histórica e cultural. Nasci e vivo em SP mas conheço muitas das maiores cidades do Brasil. E infelizmente nenhuma delas é um bom lugar para se viver. A qualidade de vida nas grandes cidades do Brasil despenca dia após dia. Falta tudo desde saúde básica a infraestrutura. SP é a cidade mais rica e importante do Brasil, mas os problemas aqui são tantos que hoje em dia paulista nenhum se orgulha desse titulo, muito menos de morar aqui. Eu respeito a opinião de quem ama e defende sua cidade, mas precisamos ser menos admiradores e mais críticos, cobrar mais, exigir mais. Quem sabe assim um dia poderemos nos orgulhar e dizer para todos de boca cheia " moro em tal lugar". Uma cidade linda, aonde não tem pobreza, desemprego, aonde o transporte público funciona, as escolas são publicas e ótimas. La na minha cidade tem médicos e hospitais de graça e de ótima qualidade. As ruas são limpas, sem buracos e não ha lixo no chão. As pessoas são educadas, da gosto morar aqui. Se ja existir alguma grande cidade assim no Brasil por favor me avise é meu sonho de vida.
    Achei interessante essa postagem, rica em informações importantes sobre a cultura, a geografia e os costumes locais.

  13. Anônimo

    Morei em Salvador por cinco anos e ui muito feliz, talvez tenha sido os melhores anos da minha vida!. Lendo sua matéria, me senti lá e cheguei as lágrimas. Sinto muita saudade!. Obrigada por essa recordação!.

  14. Muito bom, mas te digo que tenho vários loiros de verdade na minha família, todos nascidos aqui. Tem muito moreno também, claro!!!

  15. Maxsterque Oliveira

    Com certeza faltou vc visitar os shoppings de São Paulo e Rio de Janeiro.

  16. Adorei o texto, muito legal e bem humorado. Parabéns.

  17. Muito legal e bem humorado… Parabéns. Beijos

  18. Muito legal este post!!! Retrata muito bem nosso povo, costumes, tradições, comidas!! Adorei!!!

  19. Adorei o texto ! muitos preconceitos devem ser desfeitos,porque aqui pra nós né ? Na Bahia se trabalha MUUUUUITO !

  20. Muito bom! Adorei o dicionário!

  21. Que vontade de viajar de novo até a Bahia!!! 🙂

  22. Caroll Moniz

    Amei!!!!Adoro minha TERRA!!!!bjus

Trackbacks for this post

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »