Vale Sagrado dos Incas

Vale Sagrado dos Incas: Chinchero, Moray, Salineras de Maras e Ollantaytambo

O Vale Sagrado dos Incas foi um dos principais locais de produção de riqueza durante o Império Inca e hoje é um dos pontos mais visitados do Peru. Composto por inúmeros sítios arqueológicos, é, sem dúvida, prato cheio para os amantes de história.

Impossível de ser completamente visitado em um ou dois dias e, a depender do interesse da pessoa, 3 dias não são suficientes. Mas como grande parte dos turistas não dispõe de tanto tempo para explorar o país, muitos optam pelo passeio de um dia.

*******************

O que você precisa saber antes de visitar o Vale Sagrado

********************

Dividimos as visita em dois dias:

Dia 1: Tipon, Pikillaqta, Pisac, Tambomachay, Puka Pukara, Q’enqo, e Saqsayhuaman

Dia 2: Chinchero, Moray, Salineras de Maras e Ollantaytambo

Roteiro do segundo dia

No segundo dia de passeio pelo Vale Sagrado dos Incas, visitamos os seguintes pontos:

⨷Chinchero

⨷Moray

⨷Salineras de Maras

⨷Ollantaytambo

Sítios visitados

Chinchero

O primeiro sítio que visitamos foi Chinchero, um pequeno povoado pré-hispânico, onde as origens remontam aproximadamente mil anos. Famosa por suas ruínas históricas, o local foi escolhido pelo Inca Túpac Yupanqui para ser seu local de residência, onde mandou construir seus palácios.

chinchero-peru

Ruínas de Chinchero

casas de chinchero

Construções hispânicas sobre as ruínas

Como chovia sem parar naquele dia, pouco pudemos aproveitar no lugar e nos limitamos a seguir o guia rapidamente, que nos explicava alguns dados históricos sobre Chinchero, antes que a chuva caísse com força.

Saindo de lá, seguimos em direção a uma casa onde locais vendem artesanatos que produzem, a maioria feita de lã de ovelha ou alpaca.

artesantato-no-peru

Todo o processo de tingimento da lã e os produtos à venda

Uma moça em trajes típicos fez uma pequena apresentação sobre como tratam e tingem a lã para confeccionarem casacos, mantas, meias e outros artigos feito dessa matéria-prima.

Foi até interessante vê-la lavando a lã com um sabão natural, que vem de uma raiz. E a partir de outras plantas e raízes é que elas tingem a lã naquele lindo colorido que vemos tanto no artesanato do país.

É uma coisa bem para turista ver, mas como sabemos que aquelas pessoas vivem daquilo, resolvemos comprar algo para dar uma ajudinha.

Moray

O segundo sítio que conhecemos é Moray, um local utilizado pelos incas para experimentos agrícolas. O lugar compreende ruínas incas formadas a partir de diversas depressões circulares com diferentes temperaturas em cada degrau, de uma forma que há uma diferença de temperatura de 15º Celsius entre o topo e fundo.

moray-peru

O caminho para chegar até os círculos que você vê na foto acima é meio irregular e, se estiver chovendo, torna-se escorregadio. Por isso, recomendo que vá com calçados confortáveis e de preferência antiderrapantes.

Salineras de Maras

O penúltimo local a ser visitado foram as Salineras de Maras, formadas por lagoas de evaporação de sal utilizadas antes dos Incas. A água altamente salgada emerge de uma fonte natural e é dirigida a um sistema de canais em direção a lagos pequenos de onde se extrai o sal.

salineras-maras

É um lugar muito interessante de se visitar, principalmente por causa da paisagem diferente formada pelas piscinas de sal em diversas tonalidades, que variam do branco ao marrom, formando um visual super bonito!

Aproveitamos também para comprar alguns saquinhos pequenos de sal temperado do Peru para levar de lembrança. Nas lojinhas que ficam nas salineras, encontramos sal com cominho, páprica, orégano e diferentes tipos de pimentas. Foi uma forma de ajudar a população local e ao mesmo tempo levar uma algo diferente pra casa.

salineras-de-maras-peru

As salineras vistas de vários ângulos – observe a tonalidade das piscinas de sal

As salineras não estão incluídas no Boleto Turístico, mas o valor da entrada é relativamente baixo (10 soles por pessoa). Valeu a pena o passeio 😉

Ollantaytambo

O último sítio visitado no Vale Sagrado dos Incas foi Ollantaytambo, o que mais nos impressionou de todo o passeio pelo Vale Sagrado dos Incas. Não foi à toa que o nosso guia deixou o local por último, depois dele fomos conhecer Machu Picchu. Por causa de suas grandiosidades, Ollantaytambo e Machu Picchu acabam ofuscando um pouco o brilho dos outros sítios se forem visitados antes. É uma decisão muito acertada colocar esse foi locais por último, deixando Machu Picchu para o grand finale!

ollantaytambo

Durante o Império Inca, a cidade de Ollantaytambo era a propriedade real do Imperador Pachacuti, formando um complexo militar, administrativo, religioso e agrícola.

As imensas pedras trabalhadas manualmente e os muros altíssimos fazem do local uma das grandes preciosidades deixadas pelos incríveis Incas.

ollantaytambo-vale-sagrado

Ollantaytambo é um sítio com muitas minúcias e lendas, sendo fundamental a companhia de um guia para que você compreenda a magnitude do lugar. Em nossa opinião, esse sítio só fica atrás de Machu Picchu. Não deixe de visitá-lo.

Leia também:

Organize sua viagem com a gente:

🏢 Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

🏥 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades.

📱Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

🚘 Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

💵 Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente 😉

29 Comentários

  1. Cristina

    Olá Gabriela. Para esses dois roteiros de passeios, foram contratados passeios em grupos ou privativos? Por qual (is) agência (s)? Obrigada

  2. Kleber

    Olá, que bênção o blog de vocês!
    Adoramos absolutamente tudo….,
    Estamos planejando essa viagem de carro para Cuzco, Lima, Puno, Ariquica e Nazca há mais de três anos… sempre acontece algo extraordinário que faz-nos adiar em mais um ano nossa viagem.
    Como agora somos em 05 (cinco), sendo três crianças, precisamos de muuuuuitas informações e estes site foi de longe o mais objetivo em nossas necessidades de informações.
    Se Deus quiser, agosto/setembro de 2017 percorreremos de Cuiabá à Lima, passando por Cuzco, Puno, Arquica e Nazca… quem sabe um pulinho em Iquiqui/Chile…
    Obrigado pelas dicas e disposição de ajudar.
    Abraços e ótimas viagens!!!

    • Olá, Kleber! Tudo bem?
      Ficamos muito felizes com a sua mensagem!! É muito bom saber que as nossas dicas estão ajudando os outros viajantes
      Ainda escreveremos mais posts sobre o Peru.
      Se precisar de algo, pode chamar por aqui.
      Abraços

  3. Que saudades de nossa viagem , muita! Foi nosso primeiro mochilão, aquele que fica no coração para sempre. Muito bom revisitar com seu post, Gabriela.

  4. Oioi! Adoro estes post do Peru, trazendo outras possibilidades e muitas informações sobre o país.
    Pena que vocês pegaram chuva em um dos trechos; lamentei por vocês. Belos registros! 😉

  5. Eu ameeei o Vale dos Incas! fiquei fascinada com tanta história, principalmente em Moray! como que pode há tantos anos atrás criarem e aperfeiçoarem vários tipos de vegetais para de adequar melhor a altitude e temperatura!

  6. Ana Carolina Miranda

    Gabriela, ótimo post! Este é um lugar incrível de se conhecer! Quero muito!!!

  7. oi Gabriela… Peru está em minha lista de países que quero conhecer há séculos, mas por uma razão ou outra, sempre acaba não rolando. Por seu texto fica bem óbvio o que ando perdendo!

    Já estive no México e Atacama e vi um pouco das civilizações pré-hispânicas, mas me parece que os sítios arqueológicos do Peru tem seu id, não é?! Eu ia ficar doidinha com tanto sal temperado. Adoro essas miudezas.

    Mesmo sendo para turista ver, o artesanato tingido e tal, assim como no Atacama me pareceu legítimo, justamente pelo que você comenta: aquelas pessoas vivem disso né?

    Preciso ir ao Peru!!! 🙂 beijocas

    • Olá, Analuiza! O Peru é um país de uma cultura riquíssima e que vale muito ser visitado. Tem seu id sim rs
      Uso esse sal temperado nas comidas daqui de casa e sempre me lembro das salineras quando estou cozinhando!
      Você vai adorar conhecer o país 😉
      Beijos

  8. Uau! Que lugares legais! Minha vontade de ir para o Peru só cresce, haha! E quando a gente acha que tem pouco para se ver lá, aparecem mais e mais coisas legais 😀 bjs!

  9. Muito legal suas dicas, para quem quer ir além de Machu Picchu. Adorei os lugares e as fotos! Baita viagem!

    Clau Bins

  10. Seu roteiro está muito bom! Adorei saber sobre esses lugares. São muito interessante! Uma aula viva de história. Obrigada pela dica! =*

  11. Que legal! Não tinha ouvido falar desses outro lugares, pq só se ouve falar, sem pesquisa, claro, de Machu Picchu, mas são lugares bem interessantes. E como diz no post mesmo, uma tremenda aula de história.

    • Olá, Mariana!
      As pessoas valorizam muito Machu Picchu (que é para ser valorizado mesmo), mas acabam esquecendo a importância do Vale Sagrado como um todo. Acho imprescindível conhecer esses sítios antes de ir a Machu Picchu.
      Realmente é um aulão de história sobre a cultura Inca e pré-Inca.
      Abraços

Trackbacks for this post

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »