Passeio pelas ruínas históricas de Atenas

Atenas, capital da Grécia, é um prato cheio para os amantes de história. Por todos os lados, vemos ruínas antiquíssimas, muitas de mais de 2000 anos. Dá para imaginar o quão rica é essa cidade???

São tantas atrações que fica até difícil escrever tudo em uma única postagem. Por isso, resolvemos fazer um post exclusivo sobre as ruínas históricas, que atraem turistas de todo o mundo à cidade.

***Dica: leve sapatos confortáveis, pois você terá que andar por pisos irregulares durante os passeios e poderá  enfrentar algumas subidas cansativas.

Antes de mais nada, indicamos que compre uma cartela de ingressos que dá direito à entrada na Acrópole e mais 5 sítios (não inclui o Museu da Acrópole). Na verdade, essa é a entrada da Acrópole, que você poderá usar para visitar os outros locais. Pagamos €12 e pudemos usar os ingressos em dias diferentes (se não me engano, ela é válida por um período máximo de 4 dias).

A cartela com ingressos para a Acrópole e mais 5 atrações

A cartela com ingressos para a Acrópole e mais 5 atrações

Essa cartela de ingressos é vendida nos quiosques que ficam nas entradas de quaisquer das atrações que estão descritas abaixo.

Vamos ver agora as atrações que visitamos pagando apenas €12?

#ÁGORA ROMANA

Ágora, palavra grega, significa o lugar onde as pessoas se reuniam, como as praças públicas, que antigamente eram cercadas de mercados e feiras livres. Os atenienses usavam esses locais para manifestações, sobretudo, políticas.

Datada de antes de Cristo, a Ágora Romana de Atenas, Roman Agora, era uma praça pública rodeada de construções romanas.

A entrada mantém o portão de Athena Archegentis, construído no ano 11 a.C., através de doações do ditador romano Júlio César e de Augusto, o primeiro imperador do Império Romano.

Porta de Athena Archegetis

O portão de Athena Archegentis

Ao longo do caminho, vimos uma série de colunas antigas e muitas peças que percebemos que ainda estavam sendo catalogadas. Não é para menos: o sítio nem foi completamente escavado!

Por causa do trabalho de restauro, não conseguimos ver uma das construções mais importantes do lugar, que é a Torre dos Ventos, Tower of the Winds, pois ela estava coberta, para a nossa tristeza.

Por outro lado, por mais que não tenhamos sempre fotos bonitas de locais históricos, é bom ver como os europeus preservam seus patrimônios históricos. Bem que eles poderiam servir de inspiração para tantos povos de outros países, né?

Um caminho entre as colunas antigas

Ruinas da Agora Romana Atenas

Ruínas da Ágora Romana

O espaço não é muito grande e dá para percorrê-lo em menos de 30 minutos. Caso você queria visitar apenas esse sítio sem ir à Acrópole (algo que não recomendo) pagará um valor na faixa de €4.

#BIBLIOTECA DE ADRIANO

Pertinho da Ágora Romana, visitamos a Biblioteca de Adriano, Hadrian’s Library, batizada em homenagem ao seu criador: o imperador romano Adriano. O local foi construído, como já imaginado, para guardar sua coleção de livros e também para servir como um centro de leituras.

Construído entre os anos 131 e 132, o espaço segue o padrão arquitetônico de um típico Fórum Romano (uma praça retangular rodeada de prédios governamentais).

Colunas da Biblioteca de Adriano

Colunas na entrada da Biblioteca de Adriano

Biblioteca de Adriano

Ruínas da Biblioteca de Adriano

Alguns anos depois de sua construção, um povo germânico chamado Cérulos invadiu e destruiu a biblioteca. Por este motivo, foi construído um muro defensivo e iniciada sua reconstrução anos mais tarde. Igrejas bizantinas foram construídas e destruídas, o fogo tomou o local e escavações foram iniciadas durante a Segunda Guerra Mundial. Apenas em 2004 que o sítio foi aberto ao público pela primeira vez.

Para entender toda a história que se passou por ali, recomendo a visita a um pequeno museu que fica dentro desse sítio.

#ÁGORA ANTIGA E TEMPLO DE HEFESTO

Local de expressão política da Grécia Antiga, este sítio histórico foi essencial para o exercício da democracia. Acredita que o filósofo grego Aristóteles e o dramaturgo grego Sófocles deram aulas nesse lugar?

Situada aos “pés” da Acrópole, bem próxima aos dois sítios citados anteriormente, a Ágora Antiga, Ancient Agora, é também a maior delas e mais cheia de detalhes.

Vimos muitas ruínas, edificações inteiras, estátuas, com direito à vista para a Acrópole. É um dos locais com mais informações para os turistas, pois há diversas placas (em inglês e em grego) explicando como era a Ágora Antiga na época em que estava a todo vapor, com todas suas praças e edifícios importantes.

Agora Antiga Atenas

A Acrópole vista da Ágora Antiga, as estátuas, dentre elas a em homenagem ao imperador Adriano (no centro), e um container do século V a.C. que era usado para oferendas à morte

Uma das construções que visitamos dentro da Ágora Antiga foi a Igreja dos Santos Apóstolos, Church of the Holy Apostles, datada do século XI. Essa igreja, junto com o Templo de Hefesto, são as únicas construções da Ágora Antiga que estão inteiras desde as suas fundações.

Igreja dos Santos Apostolos Agora Antiga

A fachada da Igreja dos Santos Apóstolos

A igreja foi restaurada na década de 50 e ainda podemos ver algumas pinturas originais tanto na parede quanto no teto.

Dentro da Igreja dos Santos Apóstolos

O ponto alto da Ágora Antiga é quando chegamos ao Templo de Hefesto, Temple of Hephaestus, o templo grego mais bem preservado do mundo, com suas colunas ainda intactas e boa parte do seu teto original. Ele fica no alto do monte Agoraios Kolonos e por isso há uma subida, de piso irregular, até chegar perto dele.

Atenas Templo de Hefesto

O templo lá no alto

A sua estrutura bem preservada poderia não ser motivo de surpresa se o templo não fosse tão antigo: sua construção se iniciou no ano 449 a.C.!

Chegamos pertinho!

Colunas Templo de Hefesto

Todas as colunas ainda estão intactas!

Ao longo dos anos, o templo foi utilizado como igreja, tendo sido, inclusive, convertida em igreja ortodoxa; a mais importante da cidade. Este é um dos motivos da edificação ter sido mantida durante tanto tempo.

Pela extensão e quantidade de coisas para ver, é necessário um pouco mais de tempo para visitar a Ágora Antiga se compararmos com as outras atrações acima.

#ARCO DE ADRIANO E O TEMPLO DE ZEUS OLÍMPICO

O grande portal de mármore, conhecido como o Arco de Adriano (Arch of Hadrian), foi construído entre 131 e 132 para comemorar a chegada do imperador Adriano e agradecer por todos os benefícios que ele levou a Atenas.

Localizado na cabeceira da larga avenida Leoforos Vasilisis Amalias, é um lugar de fácil acesso e caminho para quem vai visitar o Templo de Zeus Olímpico.

A homenagem ao imperador Adriano

Após parada no arco, seguimos em direção ao Templo de Zeus Olímpico, Temple of Olympian Zeus, que, como o próprio nome já deixa claro, foi construído em homenagem a Zeus, o rei dos deuses olímpicos. Esse que já foi considerado um dos templos gregos mais famosos na antiguidade, foi construído no século VI a.C.

Templo de Zeus Atenas

O Templo de Zeus Olímpico

Templo de Zeus Olimpico

As colunas que ainda estão de pé

Após vários saques durante todos esses anos, as altíssimas colunas, algumas ainda de pé e outras caídas, são um dos poucos resquícios do templo pagão.

#ACRÓPOLE E TEATRO DE DIONÍSIO

Acrópole, palavra de origem grega, é usada para designar a parte da cidade construída no alto de uma colina. Pela localização privilegiada para a defesa contra invasores inimigos, era o local ideal para construir edificações importantes, como prédios do governo e templos religiosos.

Embora existam outras acrópoles na Grécia, a Acrópole de Atenas é a mais famosa do mundo, tanto que ela é conhecida como “A Acrópole”.

Sem dúvida que é o ponto turístico número 1 dos visitantes que chegam a Atenas, já que é o grande cartão postal de todo o país. O ingresso para a atração custa €12 e, como falado no início desse post, comprando o ingresso da Acrópole, você tem direito a visitar todos os outros sítios que falamos anteriormente. E olhe que você não precisa comprar o ingresso somente neste local, podendo comprá-lo em qualquer outro sítio.

Lembra quando recomendei passear na cidade com sapatos confortáveis por causa dos pisos irregulares? Essa indicação é, principalmente, para a Acrópole. Nada de elevador ou escada rolante: você vai subir a pé um morro de mais de 2000 mil anos!

A depender da época do ano, você pode pegar um sol escaldante na cabeça, o que provavelmente lhe levará a parar debaixo da primeira sombra que encontrar para descansar um pouco. Por isso, leve ao menos uma garrafinha de água para ajudar na hidratação.

Não pense que é nada do outro mundo! Dá para subir tranquilamente, independentemente da sua idade – desde que esteja em condições normais de locomoção. Vimos, inclusive, diversos idosos e até mesmo pessoas usando bengalas andando lá em cima. Mas já que a subida é entre pedras e terra, nada mais apropriado que calçados confortáveis, né? Mulheres: sapatos com saltos, nem pensar!

Acropole Atenas

Os caminhos até chegar no alto da Acrópole

Por que essa é uma das atrações mais visitadas do mundo?

As edificações mais famosas do mundo antigo (Partenon e o Erecteion) estão lá, e é por isso que todos querem subir para vê-las de perto! Construída no ano 450 a.C., com a supervisão de Péricles, o lugar foi dedicada à deusa Atena, padroeira da cidade.

O Erecteion foi um templo dedicado a Atena e a Poseidon, sendo considerado uma das mais antigas relíquias sagradas para os atenienses. Para ser sincera, a sua arquitetura é mais impressionante que a do Partenon, embora seja um templo bem menor.

Erecteion Atenas

Detalhe para as colunas do Erecteion

No entanto, é o grande símbolo do país e da democracia, queridinho da turistada, que está na mira de todos que pretendem subir a Acrópole: o Partenon, edifício mais conhecido da Grécia Antiga!

Ele está lá desde 432 a.C., mesmo tendo sido incendiado, saqueado, convertido em igreja ortodoxa, transformado em templo católico, virado mesquita islâmica e até mesmo tendo sido utilizado como depósito de pólvora. Somente a partir de 1832, quando a Grécia tornou-se independente, começaram as obras de restauro de suas ruínas.

Atenas Partenon

Chegando ao Partenon

Ele de pertinho!

Antes dessa viagem, tinha ouvido alguns comentários de que Atenas era uma cidade um pouco sem graça e de que o Partenon foi uma frustração. Opinião é opinião, mas eu tive uma impressão completamente oposta. Além de achar Atenas uma cidade MUITO legal, senti emoção ao ver o Partenon de perto. Tudo bem que não é essa grandiosidade toda se compararmos aos templos da universal e diversas catedrais católicas pelo mundo. Mas cá entre nós, não entrando em questões religiosas, Partenon é Partenon, né?

Não espere subir a Acrópole, ver o Erecteion e o Partenon, e pronto. Nada disso! A vista que temos da cidade é incrível e vale muito a pena tirar alguns minutinhos para contemplar Atenas de lá de cima.

Atenas Acropole

No sentido horário: o Monte Licabeto, o Templo de Zeus Olímpico, a Acrópole e mais uma vista da cidade

Só que o passeio ainda não acaba por aí! Descendo a Acrópole, tome coragem para mais uma subida, dessa vez ao Aerópago. Trata-se de uma pedra onde funcionava o tribunal ateniense responsável pelo julgamento de crimes contra o estado. A subida é pelas escadas, mas o topo da pedra é completamente irregular e escorregadio e, por isso, não recomendo se aventurar muito lá em cima.

Areopago Atenas

O Aerópago visto do alto da Acrópole

Cheguei no topo!

O último ponto visitado foi o Teatro de Dionísio (o deus do vinho), Theatre of Dionysus, o teatro mais importante da Grécia Antiga e responsável pelo nascimento teatro ocidental. Na antiguidade, eram celebradas festas com danças e rituais, que eram verdadeiras peças teatrais.

Com uma capacidade para milhares de espectadores e uma acústica de qualidade, grandes peças teatrais foram celebradas neste local, tanto que muitos estudiosos dizem que a tragédia grega provavelmente nasceu aí.

Teatro de Dionísio

O Teatro de Dionísio

Usado como teatro a partir do século VI a.C., é  considerado o primeiro teatro de pedra construído no mundo e, com certeza, uma atração que não pode ficar de fora! Ele fica nos pés da Acrópole e é fácil de ser encontrado.

Atenas é uma das cidades mais interessantes que visitei; aquela que saiu literalmente dos livros de história e que, por alguns dias, permitiu que eu fizesse parte dessa história, passando por lugares onde pisaram não só personalidades da Grécia Antiga, como também romanos, bárbaros, cruzados, otomanos….

Se você gosta de história, ela é um prato mais que cheio; se não gosta, vai aprender a gostar depois de Atenas!

Quem também escreveu sobre os sítios históricos de Atenas:

A Fragata Surprise

Mari pelo mundo

Leia também:

Como é voar pela companhia grega Aegean

Do aeroporto de Atenas ao centro

Onde comer barato em Atenas

Dica de hotel no centro de Atenas

Organize sua viagem com a gente:

🏢 Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

🏥 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades.

📱Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

🚘 Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

💵 Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente 😉

33 Comentários

  1. Sandra

    Aline
    Como vcs adquiriram o ticket unico que da acesso a esses varios pontos turisticos, pode ser adquirido pela internet?

  2. Amo história, e viajei nesse post maravilhoso.. lindas fotos. parabéns!

  3. Que lindoo!
    Lugares cheios de história me fascinam, ainda mais na Grécia!
    Deve ser um daqueles que nem acreditamos que estamos tendo a oportunidade de conhecer!
    Incrível!

    Abraço

  4. Confesso que a Grécia é um sonho de viagem desde a infância – culpa de Cavaleiros do Zodíaco Que lugar maravilhoso! Adorei as fotos e viajei junto 🙂

  5. Não posso imaginar toda a energia que esse lugar carrega ao longo da história. Ainda vamos aparecer por aí. Lindo e detalhado post. Parabéns.

  6. A Acrópole é um dos lugares na minha lista de lugares para visitar. Só não imaginava a vista incrível de Atenas de lá de cima. Fora que visitar a Grécia é história viva, pura e real (fora dos livros)

  7. Nossa! Ainda não conheço, mas amei esse templo. Lembra muito desenhos e filmes antigos. Deve ser muito bacana conhecer a história de Atenas!

  8. Nunca fui, mas tenho a sensação de que não ia achar sem graça não, pelo contrário deve ser uma emoção gigantesca estar perto dessas construções! Tanta história que não tem como não se interessar 🙂

  9. Gente, não sei nem sobre o que comentar, tudo tão lindo! Fiquei com muita vontade de conhecer a Ágora Antiga, especialmente o templo, me lembrou ao desenho do Hércules! hahaha O dia que visitar a Grécia com certeza vou passar pelas ruínas.

  10. Que ótimo post! Super detalhado e didático! Ainda não conheço a Grécia, mas imagino que deve ser um lugar incrível!

  11. Esse lugar tem uma energia incrível né? Já estive lá 2 vezes e fiz questão de repetir os passeios! É daquele tipo de atração que dá pra voltar toda vez que visitar Atenas, entre uma ilha e outra! hehe bjs

  12. Atenas pra mim tmb foi “livro de história ganhando vida”. Era uma das minhas viagens mais desejadas e por conta das datas e horários das ferrys para as ilhas mal pude aproveitá-la. Esse post vai ser o culpado por fazer eu voltar lá e ver tudo aquilo que não deu por falta de tempo!

  13. Acho que deve ser muito emocionante chegar em Atenas. Imaginar a vida funcionando naquela época. Ver essas construções que inspiram até hoje construções ! Excelente post !

Trackbacks for this post

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »