Estônia: o que ver em Tallinn

Tallinn é a capital da Estônia, país situado nas margens do Mar Báltico e, por este motivo, é conhecido como um dos países Bálticos (junto com a Letônia e Lituânia). Só que Tallinn tem algo que realmente a diferencia dos demais países da região: ouvimos falar que ela é a cidade medieval mais bem preservada do mundo!

As construções medievais, com certeza, fazem do centro histórico o lugar mais agradável da cidade; aquele local onde a gente tem vontade de visitar todos os dias. Passamos apenas dois dias inteiros na cidade (bem na época do Natal) e tivemos a sorte de conhecer a Feira de Natal especialmente organizada para essa época, mas, por outro lado, não conseguimos visitar todas as atrações que queríamos, pois muitas estavam fechadas justamente por causa das festas de final de ano. Foram dois dias intensos, de muita caminhada e que nos deixaram com aquele gostinho de quero mais. Se você gosta de história, principalmente da Idade Média, pode incluir um terceiro dia no seu roteiro, pois você não irá se arrepender! Além do mais, o país foi tomado pela Alemanha Nazista durante a Segunda Guerra Mundial e depois foi ocupada pela União Soviética, o que a torna um prato cheio para os amantes de história.

⚠️O seguro viagem, com cobertura mínima de 30 mil euros, é obrigatório para entrar na Europa.

Mas onde fica a Estônia exatamente? 

A Estônia é um dos países do Leste Europeu que faz fronteira com a Rússia ao leste, a Letônia ao sul, sendo limitado pelo Golfo da Finlândia ao norte e pelo Mar Báltico a oeste.

É um país bem pequeno, com pouco mais de um milhão de habitantes e que pouco é conhecido pelos brasileiros.

Vamos ver no mapa a sua localização exata:

Dicas práticas sobre a Estônia:

O país faz parte da União Europeia e, por isso, os brasileiros não precisam de visto para entrar lá. Por ser signatária do Acordo de Schengen, a Estônia é mais um dos países europeus onde não há controle de fronteiras e, assim, os turistas podem transitar livremente entre os países signatários do Acordo. Para entender mais, clique aqui e leia o nosso post com dicas para passar pela imigração na Europa.

A moeda utilizada é o euro e o idioma oficial é o estoniano (algo próximo ao finlandês, ou seja, incompreensível), mas não encontramos nenhuma dificuldade em falar inglês durante a nossa estadia.

Estivemos em Tallinn exatamente na semana do Natal (24, 25 e 26 de dezembro), ou seja, no inverno, e pegamos temperaturas baixas . Verdade que aquele inverno foi atípico e sem neve durante a nossa estadia, mas sentimos de imediato que a cidade é MUITO mais fria que outras tantas capitais europeias por onde passamos.

Como se locomover em Tallinn? 

A cidade é relativamente pequena e a maior parte das atrações turísticas estão concentradas no centro histórico da cidade. Por isso, é possível conhecer praticamente tudo a pé. Claro que há algumas atrações um pouco mais distantes, mas o sistema de transporte público é tão eficiente que você não encontrará dificuldades em se locomover de tram (o bonde elétrico) ou de ônibus normal.

Há ainda os Sightseeings, que são aqueles ônibus turísticos com o sistema de descida e subida em cada ponto turístico (hop-on/hop-off) e que são super úteis para quem passa pouco tempo na cidade ou para os preguiçosos de plantão!

Mas pode acreditar: com um pouquinho de disposição é possível ver quase tudo a pé. E o bom disso tudo é realmente poder sentir a cidade e observar os mínimos detalhes.

Durante a nossa estadia utilizamos o Tallinn Card (TC), que é um cartão turístico que dá direito ao transporte gratuito ilimitado, além de entrada gratuita em MUITAS atrações turísticas, descontos em lojas, cafés e restaurantes. Ah, quem usa o Tallinn Card tem direito também de usar o Sightseeing!

Sem dúvidas que esse foi o melhor cartão turístico que já utilizamos em viagens! Praticamente todos os lugares que queríamos visitar estavam inclusos no cartão.

Há Tallinn Cards de 24, 48 ou 72 horas e só e possível visitar cada atração uma única vez. Recebemos um mapinha onde todos os locais marcados em vermelho dão direito à entrada gratuita e as outras cores são os descontos em outras atrações e restaurantes ou condições especiais para os portadores do cartão, como aluguel de bicicleta gratuito por 3 horas ou até mesmo um café de graça em um determinado local.

Estonia Tallinn Card

Nossos Tallinn Cards e o folheto com o mapa e as atrações gratuitas ou com desconto para os portadores do cartão

Claro que em apenas um dia (pois o outro dia era feriado) não conseguimos visitar tudo que gostaríamos, mas com o planejamento que fizemos conseguimos aproveitar bastante o que o cartão tinha a oferecer. Sabe o que fizemos? Marcamos no mapa todos os locais que seriam prioridade e acordamos cedo para fazer o tour de acordo com a localização das atrações. E o melhor: fizemos tudo a pé!

O que ver em Tallinn?

Não se engane com Tallinn! Apesar de ser uma cidade pequena, seus mais de 9 séculos de história têm muito a revelar. Pense que pelas ruas de paralelepípedo já passaram muitas carroças durante a Idade Média e que as antiquíssimas muralhas que protegiam a cidade ainda estão lá para serem vistas e tocadas por nós!

Começamos o passeio pelo Viru Gate, um dos portões medievais mais famosos da cidade. Construída no século XIV, essa muralha fazia parte do sistema de defesa de Tallinn, sendo hoje uma das grandes atrações turísticas da capital da Estônia, já que as suas torres são a porta de entrada para o Old Town (centro histórico da cidade).

Old Town Tallinn Viru Gate

Casas coloridas do centro histórico de Tallinn e as torres da Viru Gate ao fundo

Andar pelo Old Town é mergulhar no que há de mais antigo da história desse país. Por mais que os estonianos tenham sofrido horrores com a Segunda Guerra e com o período Soviético, felizmente, a história que conseguimos captar da cidade é da Idade Média (verdade que esse período foi conhecido como a Idade das Trevas e que muita coisa ruim também aconteceu), que nos faz viajar no tempo de uma forma muito interessante, de uma história tão antiga que parece mais um bom enredo de filme de época ou do jogo Age of Empires.

Tallinn, a cidade medieval mais bem preservada do mundo!

Tallinn, a cidade medieval mais bem preservada do mundo!

A Raekoja Plats é o coração da cidade, onde fica a prefeitura da cidade e a Town Hall Tower, uma torre onde os turistas podem subir para ter uma vista panorâmica do local. Como o local está aberto para visitação somente durante o verão, não tivemos a oportunidade de subir os 115 degraus para ver a cidade de cima. A entrada é gratuita para os portadores do TC.

Entretanto, tivemos excelentes experiências gastronômicas no local, onde conhecemos um pouco da culinária medieval e nos deliciamos com os quitutes que são servidos na feirinha de Natal. É nessa praça onde fica a grande árvore de Natal da cidade, lugar sempre cheio de gente principalmente durante a noite.

Prefeitura de Tallinn

O prédio da Câmara Municipal e sua torre

Dragão do prédio da prefeitura

Calha com a cabeça de dragão enfeita o edifício da prefeitura de Tallinn

A praça é repleta de bares, restaurantes e lojas de souvenirs, além das barraquinhas que vendem comidas e coisas típicas na época do Natal. É no local onde está a Raeapteek, uma das farmácias mais antigas da Europa ainda em funcionamento. Só para se ter uma ideia, os historiadores acreditam que a farmácia foi inaugurada em 1415!

Farmácia mais antiga de Tallinn

A histórica farmácia de Tallinn

Continuando a viagem no tempo, vale muito a pena passar pela St. Catherine’s Passage (Katariina Käik), que é a Passagem de Santa Catarina, um caminho com construções medievais, onde vimos tampas de tumbas antigas cravadas nas paredes, além de várias lojinhas de lembranças, cafés e estúdios de arte.

Tallinn Old Town

A medieval Passagem de Santa Catarina

Continuamos o passeio em direção à Hellemann Tower, uma torre do século XIV, onde podemos subir e ter uma vista das muralhas de defesa da Tallinn medieval. A entrada é paga e só aceitam dinheiro (gratuito para quem tem o TC). A subida é mais tranquila do que a de outras torres da cidade.

Muralhas Medievais em Tallinn

Caminho em direção da torre

Hellemann Tower

No alto da Hellemann Tower

Outro portão medieval é a Great Coastal Gate que, junto com a torre Fat Margaret’s Tower, forma construções medievais feitas para proteger a cidade de invasões vindas da costa. A Fat Margaret’s Tower abriga o Estonian Maritime Museum (Museu Marítimo da Estônia).

Old Gate Tallinn

As construções medievais Great Coastal Gate and Fat Margaret’s Tower

Estonia Maritime Musem

Acervo do Museu Marítimo da Estônia

Passamos também pelo Kiek in de Kök, outra fortificação medieval construída em 1475 e que era uma torre de artilharia. Infelizmente não conseguimos visitá-la por dentro por causa do feriado de final de ano (está entre as atrações gratuitas para quem tem o TC) .

Tallinn Medieval

As muralhas medievais próximas ao Kiek in de Kök

Kiek in de Kök

A torre Kiek in de Kök

As igrejas de Tallinn também são atrações imperdíveis! A St. Nichola’s Church (Niguliste kirik) foi construída no século XIII e parcialmente destruída durante a Segunda Guerra Mundial. O local abriga o Niguliste Museum, um museu com obras de arte religiosa e com entrada gratuita para os portadores do TC.

St Nicholas Church

A torre da St. Nicholas Church

A St. Mary’s Cathedral, também do século XIII, foi a maior surpresa de todas! Entramos na catedral sem muita pretensão de encontrar algo muito diferente das outras igrejas que visitamos. Ela é mais diferente porque há vários brasões pendurados nas paredes e os bancos ficam dentro de uma estrutura fechada. Até aí tudo bem.

St Mary's Church

O fundo da St. Mary’s Church e a sua torre

St. Mary's Church Tallinn

Dentro da catedral

Vimos que, com os nossos TCs, teríamos direito a subir na torre da igreja (Tower of the Dome Church). Claro que, se estava incluso, não custava nada ir dá uma conferida, né? A subida é um pouco penosa, pois a escada circular possui degraus altos e estreitos e que parecem que nunca acabam. Cheguei no topo muito cansada e sem esperar muita coisa.

Foi quando a moça que nos levou até o alto da torre abriu todas as janelas e tivemos as vistas mais lindas da cidade! Era início da manhã e a cor do céu era uma coisa de louco. Posso dizer, sem sombra de dúvidas, que a vista panorâmica que se tem do lugar é IMPERDÍVEL!!!! A entrada custa 5 euros para quem não tem o Tallinn Card. Caso você não tenha o TC, recomendo muito que pague para subir no alto da torre (é bom ir em um dia com o tempo bom).

Dome of the Church

Do alto do Tower of the Dome Church. Ao vivo é muito melhor!

Ter subido na torre da St. Mary’s Catedral foi uma das melhores vistas da cidade e considero que está no topo das atrações de Tallinn.

Saindo do centrão, fomos para a cidade alta, conhecida como Toompea. Visitamos a suntuosa catedral russa ortodoxa Alexander Nevsky Cathedral, que é mais bonita por fora do que por dentro.

Bem na frente dela encontra-se o Parlamento da Estônia (Riigikogu).

Alexander Nevsky Cathedral

Alexander Nevsky Cathedral

Parlamento da Estônia

Fachada do Parlamento da Estônia

No alto do Toompea, há dois mirantes, conhecidos em inglês como viewing points, de onde se tem vistas bem legais da cidade e dá para tirar fotos panorâmicas. O primeiro que visitamos foi o Patikuli Trepp e o segundo se chama Kohtuotsa Vaateplas. Apesar de próximos, as vistas são um pouco diferentes. Vale a pena visitar os dois, principalmente por causa da curta distância entre eles.

Patikuli Trepp Viewing Point Tallinn

Vista do Patikuli Trepp, o primeiro mirante que visitamos

Patkuli Trepp Viewing Point

Ventava no Patikuli Trepp, mas mesmo assim passamos alguns minutos fazendo registros da paisagem

Kohtuotsa Vaateplas Viewing Point

No alto do Kohtuotsa Vaateplas, o segundo viewing point

Fomos andando em direção ao mar, quando encontramos uma enorme construção abandonada. É um local decadente, com muros pichados e nada turístico. Fomos ver o Mar Báltico de perto, mas também aproveitamos para andar pelo local para ver se encontrávamos alguma placa sobre o prédio. Sem informações, procuramos na internet assim que voltamos para o hotel e descobrimos que o lugar, chamado de Linnahall, foi construído pelos soviéticos para ser utilizado nos jogos olímpicos de Moscou em 1980.

Mar Báltico - Tallinn

O gelado Mar Báltico

Linnahall

Nas pichações do Linnahall

Também nas proximidades do mar, mas distante do Linnahall, está o Seaplane Harbour (Lennusadam), um museu moderno e interativo que abriga barcos, submarinos, tanques de guerra e aviões. O legal é que os visitantes podem entrar no submarino e nos navios que ficam do lado de fora.

O museu é enorme e recomendamos que separe mais tempo para a atração, pois passamos 1 hora e foi super corrido. Não conseguimos ver um monte de coisa. A entrada custa 14 euros e é gratuita para quem tem o TC.

Seaplane Harbour

Uma parte do acervo do Seaplane Harbour. No sentido horário: o hangar principal; Fabrício em cima do submarino; dentro do submarino e um tanque de guerra

Um dos últimos passeios que fizemos foi ao Patarei Prision, uma prisão localizada dentro de um forte construído em 1828. O local foi uma prisão, inclusive durante o regime soviético, e permaneceu tendo essa função até  2002, quando finalmente foi desativada e hoje é um local para visitação.

É um lugar sombrio, com muitas marcas do terror que os prisioneiros sofreram, pois ainda há alguns objetos que foram deixados por lá. A visita só pode ser guiada e pré-agendada e a guia conta detalhes da vida dos presos que ali estavam, que iam desde as péssimas condições de vida, até torturas e execuções.

Sem dúvidas que é um passeio muito interessante e bem diferente dos outros locais que conhecemos em Tallinn. Essa foi a maior oportunidade que tivemos de ver de perto o terror que alguns estonianos vivenciaram antes e durante o regime soviético e que ainda faz parte da história recente desse povo.

Patarei Prision

Assim que entramos no Patarei

Patarei Prision Inside

Imagens dentro da prisão. Na parte de cima, da esquerda para a direita: local cheio de arame farpado onde os presos eram vigiados; dentro do edifício; cadeira do hospital que ficava dentro do presídio com uma roupa ainda com marcas de sangue. Na parte de baixo, da esquerda para a direita: quarto dos presos totalmente insalubre; pinturas na parede e a sala de execuções

Como é perto do mar, venta muito e o frio é intenso. Por isso, recomendamos que vá agasalhado e com sapatos confortáveis, pois durante o passeio, que durou 2 horas, andamos por boa parte do prédio e as condições do edifício não são as melhores.

A visita guiada que fizemos durante o inverno teve que ser agendada no site oficial (agendamento neste link) e pagamos 8 euros, cada um, no local.

A última atração que visitamos na cidade e que NÃO recomendamos foi o Tallinn Legends. Quando vimos a propaganda desse show sobre a Idade Média ficamos super empolgados e acreditamos que seria algo realmente sensacional. A propaganda é de que é um show assustador e há, inclusive, uma placa informando que não é recomendado para pessoas com problemas cardíacos e crianças.

Pagamos 20 euros cada um, mas o show foi uma tremenda decepção. Além de caro, os atores deixam a desejar e não têm nada de assustador. Essa foi a única decepção de toda a viagem.

Tallinn Legends

Uma das cenas do show, que não tinha nada de interessante nem aterrorizador

Tallinn foi a cidade que mais gostamos nos Países Bálticos, a mais bonitinha, aquela onde gostaríamos de ter ficado mais uns 2 dias para visitar tantas outras atrações que estavam fechadas durante as festas de final de ano. O passeio foi de apenas 2 dias e uma noite e que já deixou muita saudade!

Andamos perto de muralhas históricas, visitamos museus muito interessantes e experimentamos muita comida medieval!! Clique aqui e veja o que comemos em Tallinn.

*Agradecemos ao Centro de Turismo de Tallinn pelos Tallinn Cards que ganhamos de presente e aproveitamos para salientar que as nossas opiniões são livres e pessoais.

Organize sua viagem com a gente:

🏢 Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

🏥 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades.

📱Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

🚘 Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

💵 Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente 😉

14 Comentários

  1. Celso Silva

    Excelente! Dicas bem interessantes. Em agosto passarei por Tallinn apenas um dia, pois estarei em um cruzeiro pelo Mar Báltico. Anotei tudo e vou me organizar! Obrigado!

  2. Gladis

    Excelentes dicas! Parabéns! Ia fazer só um bate-e-volta de Helsink p conhecer Tallinn, mas depois de ler teu blog decidi ficar uma noite para poder ver tudo. Obrigada!

    • Olá, Gladis! Tudo bem?
      Fiquei muito feliz em saber que irá ficar mais tempo em Tallinn! A cidade é uma gracinha e vale muito a pena ficar mais um tempinho por lá. Espero que goste 😉
      Depois nos conte o que achou.
      Boa viagem!
      Beijos

  3. THAIS

    Muito bem explicado! Já anotei todas as dicas!!! Acho que vocês deram sore, pois tentei agendar a visita ao presídio e me parece que não é mais aberto a visitação… 🙁
    Qual mês vocês foram?! Iremos no final de novembro e queria saber sobre o clima. Obrigada! Beijos!

    • Olá, Thais! Tudo bem? Poxa, será que não fazem mais a visita ao presídio 🙁 ?? Foi tão interessante! Nós estivemos em Tallin em dezembro e fazia bastante frio hehe
      Obrigada pela menagem 😉
      Desejo que faça uma ótima viagem!
      Beijos

  4. Dica do Tallin Card anotada! Super querendo ir pros Países Bálticos!

  5. elenita Vallle

    Realmente para quem gosta de história como eu, deve ser muito legal conhecer lugares assim !!!

  6. Cilnei

    Post muito bom, eu já imaginava que Tallinn fosse interessante pelo centro medieval mas não imaginava que tivesse muitas atrações que justificassem mais de 1 dia no local. Curioso para saber de Riga (imagino que também seja bacana) e sobre Vilnius (tenho dúvidas se vale a pena).

    • Com dois dias, sem feriado, é possível visitar muita coisa em Tallinn. Riga é menor, mas também nos agradou muito! Já Vilnius é a mais diferente das 3, mas também não posso dizer que não valeu a pena.
      Escreveremos sobre as outras cidades em breve 😉
      Muito obrigada pela mensagem!
      Abs,

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »