Qual moeda levar em viagens internacionais?

Sempre nos perguntam como fazemos o planejamento financeiro para as viagens internacionais: qual moeda levar, como comprar e com qual antecedência fazer essa compra. Vamos contar aqui como organizamos essa questão financeira, em especial, como tomamos a nossa decisão sobre qual moeda levar para determinados destinos. Ressalto que não somos especialistas em finanças e tudo escrito aqui é baseado em experiências adquiridas ao longo de vários anos viajando para fora do Brasil.

#Euro, dólar ou outros?

Tudo vai depender para onde você irá viajar. As moedas mais fáceis de fazer o câmbio aqui no Brasil são o dólar americano e o euro, porém devemos analisar cada destino e pesquisar a facilidade de encontrar a moeda daquele país nas casas de câmbio da sua cidade.

Uma coisa é fato, se você vai viajar para:

Estados Unidos: dólar americano

Europa: euro (em regra) e se for para a Inglaterra, a libra (pound)

Há outros países do continente europeu que adotam outras moedas, mas, com exceção da Inglaterra, quando vamos à Europa sempre levamos euro, mesmo que viajemos para países que não adotem a moeda. Preferimos fazer a troca do euro pela moeda local no próprio país.

E os outros países do mundo????

Já tivemos experiências distintas em nossas andanças pelo mundo, pesquisamos muito sobre o assunto e a cada nova viagem estudamos qual a moeda ideal para aquele destino.

Normalmente compramos os queridinhos dólar americano ou euro pelos motivos abaixo:

√ não encontramos moedas de todos os países nas casas de câmbio aqui no Brasil (por exemplo: kyat de Myanmar);

√ em uma única viagem que englobe diversos países, podemos não saber quanto vamos gastar em cada um, então é melhor trocar lá;

√ se não usar todo o dinheiro, posso guardar sem problemas para uma próxima viagem!

É impossível descrever como procedemos em cada viagem, por isso destacaremos algumas. Vamos lá:

América do Sul

Argentina – a moeda do país é o peso argentino, porém vários estabelecimentos em Buenos Aires aceitam o dólar e o real. Mas é claro que eles colocam a cotação dessas moedas nas alturas! Algumas pessoas acham vantagem levar dólar e lá trocar por peso, por causa da alta valorização da moeda americana. Mas será que vale mesmo a pena comprar dólar aqui no Brasil, pagar IOF e depois trocar pelo peso lá na Argentina? Nós nunca testamos. Acabamos sempre trocando o real diretamente pelo peso lá em Buenos Aires. Como dito, pagar as compras diretamente em real, apesar de mais cômodo, é mais caro, pois o valor do real será inferior àquele praticado nas casas de câmbio.

Chile – adota o peso chileno, que é utilizado em todos os lugares. Uma particularidade aconteceu no hotel onde nós nos hospedamos em Santiago: não cobravam o imposto (IVA) para os hóspedes que pagassem as reservas em dólar ou euro. A diferença era tão grande que valeu a pena irmos na casa de câmbio próxima ao hotel para trocar o peso pelo dólar e pagar a estadia. Saiba mais como foi essa história clicando aqui.

Bolívia – em nossa viagem ao Salar de Uyni resolvemos levar alguns dólares que tínhamos em mãos e a outra parte do dinheiro em real. Apesar de vários lugares aceitarem a moeda americana, a conversão feita por eles não é muito favorável, o que nos fez trocar o dinheiro pelo peso boliviano. Tivemos dificuldade também em trocar real pelo peso, pois não era toda casa de câmbio em Uyuni que realizava a operação e as que faziam aplicavam uma cotação muito ruim. Talvez fosse melhor só levar dólar… Voltamos para o Brasil com alguns poucos bolivianos (algo equivalente a R$ 20) e não conseguimos trocar pelo real porque o valor era muito baixo para a casa de câmbio realizar essa troca. Por isso, caso não seja colecionador de notas, gaste os seus bolivianos, nem que seja comprando chocolate no aeroporto 😉

América Central

Na viagem para República Dominicana e Haiti nós levamos dólar, já que na entrada da República Dominicana temos que pagar uma taxa em dólar, além de ser uma moeda de fácil troca e aceitação nos dois países. Mesmo assim, tivemos que usar o peso dominicano em alguns casos e por isso recomendo que leve o dólar e troque pela moeda local de acordo com a sua necessidade.

Ásia

Depois de muita pesquisa, optamos por levar dólar na viagem ao sudeste asiático. Trocávamos à medida que chegássemos em cada país, já que cada um tinha uma moeda diferente. De todos os lugares por onde passamos o Camboja foi o que menos usávamos a moeda local.

Era incrível como em todos os lugares os preços eram em dólares e até o dinheiro que sacamos no caixa automático saía na moeda americana!

Claro que há outros casos, como o Canadá (dólar canadense), Austrália (dólar australiano), Japão (Iene) e tantos outros que você pode comprar aqui no Brasil diretamente e por isso você deve verificar antes sobre a facilidade de encontrar essas moedas em sua cidade.

#Qual antecedência comprar? 

Com as variações diárias de câmbio (que pode oscilar em questão de minutos), nós preferimos fazer o câmbio aos poucos. Sempre que sobra dinheiro, tentamos comprar um pouco de dólar ou euro, a depender do destino da próxima viagem. É muito risco deixar para comprar a moeda estrangeira de última hora, pois há possibilidade de ter o azar de pegar a moeda em alta. Por isso, compramos a cada mês (nem que seja 50 ou 100 dólares/euros) e, se sentimos uma baixa de uma mês para o outro, compramos ainda mais (dentro de nossa possibilidade financeira, é óbvio).

Se puder, comece a comprar a moeda estrangeira (principalmente euro, dólar ou libra) com o máximo de antecedência e vá fazendo a poupança. Compre valores baixos e acompanhe a cotação do dólar turismo diariamente, que varia em cada casa de câmbio, mas as variações não costumam ser grandes e só sentimos a diferença quando compramos uma quantia grande de moeda estrangeira.

Para quem não sabe, quando vamos a uma casa de câmbio para trocar nossos reais por outra moeda, pagamos também o IOF de 0,38%, que é o imposto sobre operações financeiras (que incide sobre operações de crédito, de câmbio e seguro e operações relativas a títulos e valores imobiliários).

Esse imposto é cobrado em todas operações que fazemos em moeda estrangeira e nas compras internacionais com cartão de crédito ou débito o valor é bem maior que os do câmbio.

Para fazer uma cotação, acesse o site da Global Exchange Brasil, que oferece opções para o câmbio de moedas estrangeiras no Brasil.

# Como levar dinheiro para o exterior? 
Dinheiro

Não podemos sair do país com mais de R$ 10.000,00 em espécie, sem declarar esse valor à Receita Federal. Sendo sincera, acho até arriscado viajar com tanto dinheiro na mão. Costumamos separar uma quantia que já estipulamos como razoável para o nosso padrão de viagem e dividimos a grana (cada um fica responsável por metade). Levamos esse dinheiro em porta dólar, que é aquela bolsinha que fica por dentro da roupa, deixando alguma coisa escondida dentro da mala lacrada ou junto com as bolsinhas de cabos dos eletrônicos lacradas e dentro dos cofres dos hotéis.

Cartões de crédito e débito

Apesar do alto valor do imposto nas compras com cartão de crédito (IOF de 6,38%), não posso negar que usamos bastante os nossos cartões. Se por um lado tem esse super acréscimo, por outro convertemos tudo isso em milhas e viajamos muito de graça pelo Brasil e vários outros países.

Levamos também cartão de débito (com dinheiro na conta) para alguma emergência, mas evitamos usar porque, além de pagar o mesmo IOF dos cartões de crédito, ainda tem o fato de não ganharmos milhas aéreas. Então só usamos esse cartão quando realmente precisamos.

Cartões pré-pagos e cheques de viagens

Conhecidos como traveler checks, esses cartões são aqueles que você carrega na moeda estrangeira para usar na viagem. Soubemos que é uma forma bastante segura de levar seu dinheiro em viagens internacionais e que funciona bem nos Estados Unidos.

Porém, nunca adotamos essa forma de levar dinheiro em viagens porque:

√ não costumam ser aceitos nos destinos para onde viajamos;

√ incide o IOF de 6,38% ;

√ já ouvimos relatos de amigos que passaram sufoco no exterior porque o dinheiro tinha desaparecido do cartão (depois eles receberam o valor de volta, mas o susto foi grande).

Veja agora algumas notas diferentes que trouxemos de viagens (da esquerda para direta): dólar de Brunei, kyat birmanês, riel cambojano, birr etíope e ringgit malaio.

Notas

E algumas das moedas mais diferentes (da esquerda para direta e de cima para baixo): pataca de Macau, manat do Azerbaijão, forint húngaro, baht tailandês, coroa tcheca, coroa sueca, gourde do Haiti, o finado franco francês, dirham marroquino e dólar de Hong Kong.

Moedas

Por fim, encontramos esse site  que traz uma lista interessante de moedas do mundo.

E você? Como prefere fazer o câmbio?

Conte aqui como foi a sua experiência!

* post com publicidade

Organize sua viagem com a gente:

🏢 Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

🏥 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades.

📱Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

🚘 Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

💵 Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente 😉

35 Comentários

  1. bruno

    oi,
    estou indo para o canada. Vi algumas orientacoes de levar dolar americano e trocar la como mais vantajoso. O que vc aconselha comprar dolar canadense aqui no brasil ou levar dolar americano e trocar la?
    abs

    • Olá, Bruno! Tudo bem?
      Desculpe a demora em reponder, mas nós estávamos viajando de carro pelo Peru e com pouco acesso à internet.
      Se você encontrar dólar canadense na casa de câmbio da sua cidade eu acho mais vantajoso do que o dólar americano. Comprando dólar americano aqui no Brasil e depois trocando pelo canadense lá no Canadá, você faria dois câmbios e acredito que sairá perdendo dinheiro com tanta conversão.
      Abraços

  2. Adriana

    Olá Gabi!Meu nome é Adriana estou indo a primeira vez a Norwik irei fazer conexão em Amsterdam e ficarei 5 horas na espera.Qual moeda devo levar para comprar algo que precise.
    Se eu solicitar intérprete eles terão?
    Obrigada blog maravilhoso.abs.

    • Olá, Adriana! Tudo bem?
      Estamos no meio de uma viagem pelo Peru e com acesso limitado à internet.Por isso que só hoje pude responder à sua pergunta.
      A moeda da Holanda é o euro.
      Se tiver muita dificuldade, pode pedir um intérprete sim!
      Abraços e obrigada pela mensagem 😉

  3. Angiê

    Olá, farei minha primeira viagem para o exterior e tenho algumas duvidas, será que você pode me ajudar?
    Eu pretendo ir visitar uma amiga que mora na Austria, e gostaria de saber se tem alguma época em que as passagens p/ lá ficam mais caras.
    Ficarei por lá umas 2 semanas só, acha melhor eu comprar passagem de ida e volta já? Ou não terei problema em comprar a de volta por lá mesmo?
    Outra coisa, devo trocar real por euro aqui no Brasil mesmo?
    E quanto a visto, será necessário a apresentação de visto ou carta convite?

    Obrigado desde já 😉

  4. Ederp

    Oi, Gabriela, parabéns pelo blog, muito interessante e completo!
    Em dois meses farei minha primeira viagem a Paris, estou pensando em levar real e trocar lá mesmo. Claro que isso varia diariamente, mas em um geral, você acha que compensa?
    Também vi que você comentou sobre a bolsinha doleira, porta dólar, vocês sempre usam nas viagens? Acham seguro mesmo?
    Obrigado =)

    • Olá! Acho que a troca da moeda lá na Europa será menos vantajosa que se trocada aqui.
      O porta dólar é o que há de mais seguro para levar dinheiro na rua, já que a bolinha fica presa a seu corpo. Recomendo 😉
      Abraços

  5. Lucas Heinz

    Bom dia, tenho uma dúvida, primeiramente parabéns pelo blog.

    1. Estou pesquisando passagens para Suiça, só que na minha cidade não tem voo direto, ou seja, no site da Lufthansa, vou comprar de VIX (ES) > Guarulhos (SP) > Zurique. Como devem saber, limite da bagagem voos nacionais 23kg, e internacionais 32kg a 2 vezes esse peso variando conforme a classe… explicando isso a pergunta que não achei resposta até agora: Sendo um voo internacional, porém com uma pequena conexão para SP, se eu levar duas malas de 32kg (hipoteticamente minha passagem permita 2x 32kg), seria permitido ou realmente seria visto como excesso de bagagem?

    2. A respeito de carta convite para Suiça, a pessoa lá já viu o idioma que a imigração pede e tudo mais, mas nessa carta, mesmo ela colocando que será responsável por meus gastos, etc, eu preciso levar euros/francos suiços em espécie para apresentar a imigração?

    2. Estou comprando passagem com 1 mes de intervalo justamente por causa da severa imigração, sei que falar dos meus filhos no Brasil, não comprovam vinculo forte ao mesmo, mas sobre eu está desempregado aqui, o que falar sobre isso? Vou ter que mentir que profissão estou? Pois já li que tento carteira assinada aqui, eles sabem que tenho motivos sérios para voltar ao País…

    3. Sei que até 90 dias não preciso de visto, porém consegui um emprego, consigo solicitar visto já estando no país de destino? Pois no consulado, pede pra pedir visto ainda no país de origem, e já avisa que demora para sair o resultado, mesmo podendo ser até negativo.

    Acho que essas sãos as dúvidas mais simples, obrigado pela atenção

  6. Mylena

    Oi Gabriela

    tudo bom? parabens pelo post e pela dedicação ao blog 🙂
    Vou viajar 15 dias p/ Australia em maio e pretendo levar cerca de 1000 dolares australianos; (700 no cartão e 300 em espécie)

    O que voce me sugere, comprar por casa de cambio ou banco? Ou melhor trocar lá na Australia mesmo?

    bjs obrigada!

  7. Joyce Keller

    Oii Gabriela que sorte encontrar o seu blog. Estou pensando em fazer a minha primeira viagem para o exterior, mas estou muito insegura, pois ao sair do país nos deparamos com algumas dificuldades, tipo idioma, moeda… mas vou continuar buscando informações que possam amenizar o medo…
    Abraços!!!!

    • Olá, Joyce! Tudo bem? Pode ficar trabquila, pois viajar ao exterior é tão bom que você vai ficar viciada
      Fico feliz em saber que estou ajudando! Sempre que tiver qualquer dúvida, pode deixar um comentário que eu ajudo no que puder.
      Bjs

  8. Gilson Gomiero Faria

    Gostaria de saber se vale a pena comprar aqui no Brasil dólar Australiano ou Canadense ao invés do dólar Americano, que esta nas alturas, e trocar nas casas de cambio la nos estados Unidos, já que tenho viajem programada para final de setembro. Muito obrigado

    • Olá, Gilson! Tudo bem?
      Se você comprar dólar australiano ou canadense para trocar nos EUA por dólar americano, você fará dois câmbios e poderá perder dinheiro. Se eu estivesse indo aos EUA, eu trocaria direto o real pelo USD.
      Abraços!

  9. Maria Claudia Lupiano

    Oii, adorei o texto. Tô indo pro sudeste asiático agr em dezembro e queria saber se posso ir com dólar australiano e trocar lá pela moeda local. É possível? Tem alguma casa de câmbio que me indique?

    • Olá, Maria Claudia! Tudo ótimo!
      Você não terá problema em trocar dólares australianos por lá, mesmo porque é um destino comum dos australianos.
      Não tenho nenhum local específico para trocar, mas acredito que não terá problema em fazer o câmbio nas casas lotéricas dos centros das cidades. Só um detalhe: tente levar notas novas, pois o pessoal no sudeste asiático, em geral, cria caso com notas amassadas, riscadas ou com rasgos.
      Abraços!

  10. Ana Paula

    Tenho 1000 dólares guardados e queria saber se vale a pena trocar por euros, florins húngaros e coroas tchecas direto lá na Europa. Obrigada!

  11. Raphael

    Ola!
    Estou com um problema.
    Estou indo para Barcelona e não fiz a troca de moeda real para euros, mas tenho cartao internacional e dinheiro (real) em espécie que farei a troca ja em barcelona, o oficial pode me barrar por nao ter euros em mãos? Ficarei hospedado na casa do meu padrinho que tem cidadania espanhola.
    Me ajude ja estou na conexão do vôo…

    • Olá, Raphael!!!
      Pode ficar tranquilo! O oficial não vai te barrar por causa disso porque você tem como provar que tem recursos para se manter durante a viagem (mesmo que o dinheiro não tenha sido trocado para euro). Acontece com muita frequência deles nem perguntarem muita coisa.
      Depois você volta aqui para contar como foi?
      Abraços e boa viagem!

  12. Erickson

    Olá
    Parabéns pelo trabalho, muito útil para nós amantes de viagem.
    Para ir de Amsterdã a Londres posso entrar só com euros ou tenho que trocar ao menos uma parte em libras, mesmo tendo cartões?
    Entramos por Madri, passamos por Berlim e estamos em Amsterdã, vc acha que serão muito rígidos conosco na imigração? Pois em Amsterdã e em Berlim entramos como vôo doméstico
    Obrigado

    • Olá, Erickson!
      Você pode entrar em Londres só com euros, pois lá no aeroporto mesmo você pode comprar pounds para usar na cidade. Não há motivos para a imigração encrencar com isso. Se vocês estão com dinheiro suficiente (espécie e/ou cartões) para cobrir as despesas durante a estadia em Londres, não vejo a passagem de vocês pela imigração britânica com muita dificuldade.
      Se puder, depois você nos conta aqui como foi? Estamos precisando de um feedback em relação à imigração de Londres.
      Abraços e muito obrigada pelo comentário 😉

  13. Muito bacana o texto … Parabéns … só faltou dicas sobre o Perú, minha próxima viagem depois de Portugal… =P … e na Argentina preferi levar uma parte em peso para custos da chegada (taxi, jantar,etc) e o restante em Dollar … trocamos lá e foi muito mais vantagem do que comprar aqui =)

    • Gabriela Moniz

      Obrigada!
      Ainda não estivemos no Peru mas vamos indicar blogs de amigos que escreveram dicas do país!
      Sobre a Argentina: valeu a pena fazer o câmbio para dólar aqui no Brasil e o câmbio para peso lá?
      Temos várias dicas de Portugal aqui no blog 😉 E quanto ao câmbio, deve ser o euro.
      Beijos!

      • Oi Gabi, no meu caso valeu à galinha inteira…rsrs A cotação do dólar na época que fui estava muito mais em conta do que aqui no Brasil, com 1 dólar aqui conseguia comprar aprox. 5 pesos argentinos, enquanto lá consegui mais que o dobro em alguns locais (incluindo restaurantes). Beijos

    • Claudia

      Olá Diego,
      Então vi seu comentário sobre o peru ,fui esse ano lá. Vc pode troca lá mesmo pq não tem diferença .

      O câmbio pelo menos a época era 1 para 1, ou seja, 1,00 = 1,00 soles
      Isso foi em lima tá

Trackbacks for this post

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »