Paris: 5 lugares para sair um pouco do roteiro comum

Vai a Paris e gostaria de fazer passeios diferentes dos que os turistas costumam fazer? Já viu as principais atrações turísticas e está com vontade de revolucionar? Paris é uma cidade tão única, que tem atrações para todos os gostos e bolsos e mostramos aqui uma forma diferente de aproveitar essa cidade tão interessante!

Vamos conhecer alguns lugares para sair um pouco do roteiro comum?

⚠️O seguro viagem, com cobertura mínima de 30 mil euros, é obrigatório para entrar na Europa.

#1 Catacumbas de Paris

Está a fim de fazer um passeio dark em plena cidade luz? Nas Catacumbas de Paris você percorrerá 2 km vendo tudo quanto é tipo de osso, todos bem antigos (alguns da época da Revolução Francesa), que formam corredores sombrios. Não precisa ter medo, pois você não estará sozinho nessa!

Cranios nas Catacumbas de Paris

Crânios no meio das ossadas

O ambiente dentro das catacumbas é úmido e a temperatura é de 14℃ o ano todo. Recomendo, para aqueles que são sensíveis a baixas temperaturas, que levem casacos mesmo no verão, e que todos usem sapatos fechados, já que em alguns lugares o chão fica molhado.

E cuidado ao olhar para cima! Eu estava prestando atenção em uns ossos mais altos até que caiu uma gota da “água das catacumbas” bem dentro dos meus olhos. Fiquei com o maior nojo, mas felizmente nada de ruim aconteceu e minha visão continua ótima! Hoje, digo para todo mundo que as águas das catacumbas de Paris caíram nos meus olhos rss

À primeira vista, é bem estranho andar ao lado de um monte de ossos de pessoas que morreram sabe-se lá quando. Tá, pode até mesmo ser macabro, mas uma coisa é certa: você ficará impressionado nos primeiros minutos e depois se acostumará com a ideia!

Para quebrar o clima, segue um vídeo que fizemos, com direito a piadinha e tudo:

O local está aberto ao público de terça a domingo, das 10:00 às 20:00, com exceção dos feriados. Durante o percurso não há banheiros e o passeio não é recomendado para pessoas com problemas cardíacos ou respiratórios, nem aquelas que são claustrofóbicas e com dificuldades de locomoção. Crianças menores de 14 anos só podem entrar se estiverem acompanhadas de adultos.

Ossos transferidos para as catacumbas poucos anos depois da Revolução Francesa

Ossos transferidos para as catacumbas poucos anos depois da Revolução Francesa

Corredores de ossos

Corredores e mais corredores de ossos

A cara de mau tem que fazer parte do script

A cara de mau tem que fazer parte do script!

Apesar desse museu estar aqui na lista de lugares pouco fora do roteiro comum, esperamos quase 3 horas para conseguir entrar, pois a fila dava voltas no quarteirão (ou seja, chegue cedo para garantir menos tempo de fila!). Paris é uma cidade tão cheia de coisas para fazer e tão lotada de turistas, que até os lugares que imaginamos serem mais incomuns são muito visitados. Tá vendo a fila para as catacumbas? Não somos só nós que gostamos de passeios diferentes, né?

Fila para catacumbas de Paris

A fila dava volta no quarteirão

Na época da nossa visita a entrada custou 10€, mas esse valor já foi reajustado. Para informações atualizadas sobre horários e valores, acesse o site oficial da atração.

Para chegar lá pegue o trem RER e desça na estação Denfert-Rochereau.

#2 Placa de implementação do sistema métrico

Se hoje usamos a trena para medirmos espaços quando queremos reformar a casa, temos que agradecer aos franceses, responsáveis pela implementação do sistema métrico no mundo. Durante a Revolução Francesa, o metro foi adotado como unidade padrão de medida de comprimento e continua sendo o sistema modelo em quase todos os países do mundo.

Placa de implementação do sistema métrico

Placa de implementação do sistema métrico

Implantacao do sistema metrico

A convenção que implantou o sistema métrico

Para que os parisienses se acostumassem com a novidade, foi colocada uma placa de mármore mostrando qual a medida exata do metro.

Hoje pode parecer bobagem, mas imagine naquela época, as pessoas tendo que se acostumar com uma nova forma de ver o mundo; algo que revolucionou a humanidade para sempre!

Placa que implantou o sistema metrico

Essa é a medida exata

Apesar de não ser de grande utilidade na atualidade, a placa se encontra dentro de uma galeria na Rue de Vaugirard, próximo à entrada principal do Jardim de Luxemburgo e é mais uma das provas de que a história está por todas as partes da cidade.

#3 Rue Crémieux

Já imaginou uma rua de casinhas coloridas em plena Paris? A Rua Crémieux seria um pouco do “pelourinho” em Paris, mas claro que um pelô bem mais preservado e em menores proporções.

É uma rua totalmente diferente das outras, não só pela arquitetura e cor das casas, mas também porque não entra carro por lá.

Casinhas coloridas da Rue Crémeux

Casinhas coloridas da Rue Crémieux

A rua é estreita, somente para pedestres, perpendicular às Rue de Bercy e Rue de Lyon. A estação de metrô mais próxima é a Gare de Lyon.

#4 Bastilha

O dia 14 de julho de 1789 é uma data histórica não só para a França como para o mundo, já que esse dia foi marcado pelo evento que conhecemos com a “Queda da Bastilha”, que marcou o início da Revolução Francesa.

A Bastilha original era uma fortaleza que já não existe mais, e em seu local há uma torre para lembrar desse lugar histórico de Paris.

Bastilha Paris

Torre da Praça da Bastilha

Sempre achei que os festejos de 14 de julho na França fossem devido a esse dia histórico, mas já li teorias de que na verdade esse feriado nacional se deve à Festa da Federação de 14 de julho de 1790, data da reconciliação do povo francês e, por ser menos sangrenta que o acontecimento do ano anterior, seria mais apropriada para ser a data da festa nacional francesa.

Bastilha

Nome dos que morreram na Revolução de 1830

O monumento se encontra na Place de la Bastille – estação de metrô Bastille – e representa a coluna de Julho, com os nomes dos que morreram na Revolução de Julho de 1830 gravados em ouro. Esse é mais um dos monumentos históricos da cidade, apesar de passar despercebido por muitos turistas que visitam a cidade.

#5 Artisan Boulanger Banette: já foi considerada a melhor baguete de Paris 

Tem gente que não dispensa um prato de feijão e arroz. Eu não dispenso um pão que acabou de sair forno, de casca crocante e interior macio – de preferência ainda saindo fumaça de dentro de uma forma que quando colocamos manteiga ela começa a derreter. Pão bom, para mim, é aquele que é se come até mesmo puro!

Fachada da padaria

Fachada da padaria

Em Paris a coisa mais fácil é encontrar as baguetes, um estilo de pão francês mais alongado e crocante por fora. Elas geralmente ficam em cestos de madeira e custavam, na época da nossa viagem, pouco mais de 1€.

Todos os anos há um concurso que premia a melhor baguete do ano na cidade. O júri avalia sabor, tamanho, aroma, “crocância” e peso das baguetes e o vencedor fica responsável por fornecer os pães para o presidente da França durante um ano. O responsável pela receita dessa baguete é o tunisiano Ridha Khadher.

A padaria que ganha esse concurso é responsável por produzir as baguetes para o Palais de l’Élysée, a residência oficial do presidente da França! Isso mesmo, você terá a oportunidade de comer o mesmo pão que o presidente do país. E é claro que eles sempre escolherão os melhores, né?

Fila para comprar a melhor baguete de Paris

Fila para comprar a melhor baguete do ano!

Olhe a qualidade do pão!

Fazer pão é uma arte!

Melhor baguete de Paris

Saída a la parisiense!

A padaria está situada na 156 rue Raymond Losserand, próxima à estação de metrô Plaisance. Se estiver passando por perto, não perca a oportunidade de comer um dos maiores símbolos do país e se quiser sair parecendo um local pode até arriscar em colocar o pão debaixo do braço!

Dentre vários lugares onde comprei essa iguaria, esse foi com certeza o melhor. Recomendo!

Porém, preciso avisar que a baguete desse local foi eleita a melhor em 2013, quando estivemos lá. Todos os anos há o concurso e outras padarias tomam o posto. Por isso, pesquise na internet quem foi o vencedor do ano. De qualquer forma, já tem uma dica de onde encontrar um produto de qualidade, né?

E você? Já esteve em algum desses lugares?

Já visitou locais diferentes em Paris?

Compartilhe com a gente a sua experiência!

Leia outros posts sobre Paris:

Organize sua viagem com a gente:

🏥 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

🏢 Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

📱Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

🎟Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em Paris e em muitas cidades europeias – evite filas e ganhe descontos!

🚘 Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

💵 Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente 😉

12 Comentários

  1. Olá Giselle, tudo bem??
    Tenho vários posts sobre Paris aqui no blog (é a minha cidade do coração rss).
    Essa baguete é muito boa mesmo!!
    Faça uma ótima viagem!!!!
    Bjs

  2. Giselle

    Gente, que sorte a minha cair aqui no seu post, vou amanhã pra Paris e sou loooouca por baguetes! Tão certo como sem dúvida que vou atrás dessa que você indicou! Bjo!!

  3. Quase que desistimos de entrar nas catacumbas por causa da fila. Como já estava no roteiro, ficamos e nos divertimos bastante! Para falar a verdade, demos altas risadas com meu esposo fazendo piada de tudo.
    Bjo

  4. Oi Gabi,
    jura que estava tão cheio assim as catacumbas?
    Ai, sou super medrosa pra essas coisas. Não consigo acreditar como lota! rs
    Mas sem dúvida é um passeio completamente fora do comum..

    Beijão
    Thaís Towersey

Trackbacks for this post

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »