Como se locomover em Paris por 1, 2, 3 ou 5 dias – Paris Visite

Paris é uma cidade tão grande e cheia de atrativos que as perguntas mais frequentes dos turistas é sobre a melhor forma de se locomover. Digo, sem sombra de dúvidas, que a melhor forma de conhecer a cidade é andando, mas sei que nem todos têm tempo suficiente e disposição para conhecer “tudo” andando. Aqui você verá como é fácil se locomover em Paris.

O sistema de transporte público na cidade é muito eficiente e, com tantas linhas de metrô, até a preocupação em não ficar hospedado no centro é o menor dos problemas.

⚠️O seguro viagem, com cobertura mínima de 30 mil euros, é obrigatório para entrar na Europa.

O importante é: veja se o seu hotel está próximo a uma estação de metrô e pode deixar que ele te levará a todos os lugares.

Combinado com as linhas de metrô existem ainda os trens RER, que levam até o subúrbio de Paris, aos dois principais aeroportos, a Versalhes e aos parques da Disneyland.

O detalhe mais importante é que se você comprar um passe de metrô para cada viagem pode sair muito caro ao final, pois cada passagem dentro da cidade custa 1,90€, ou seja, utilizando o transporte público 10 vezes ao dia (o que não é nada difícil), ao final de três dias custaria 57€.

Para quem vai passar pouco tempo na cidade e já tem um roteiro pré determinado englobando poucos locais, uma opção é comprar o combinado de 10 tickets, economizando 4,50€ em relação à compra individual (esses valores foram atualizados em 2017).

Tarifa do metrô em Paris

Valores do bilhete de uma viagem ou do combinado e 10 viagens

Se você quiser andar de metrô ilimitadamente por 1, 2, 3 ou 5 dias, a melhor forma é comprar o passe chamado Paris Visite. Além de ficar despreocupado em ter que comprar passes todas as vezes que quiser utilizar o transporte público, com o Paris Visite há descontos em algumas atrações turísticas tais como: Arco do Triunfo, Museu das Armas, Disneyland e Bateaux Parisiens.

Além do acesso ao metrô, com esse tipo de passe você pode utilizar os trens (RER) e os ônibus. No ato da compra você receberá um ticket de papel, como esse ao lado, no qparis visite ticketual você deve colocar seu nome, sobrenome e o período de validade, caso o vendedor não o faça.

Mesmo que você não escreva seus dados no ticket, assim que usá-lo pela primeira vez será feita uma validação automática na máquina. É a partir dessa data que você precisa ficar atento para o prazo final.

Antes da compra, o ideal é observar em que zona da cidade você estará hospedado (os locais principais são abrangidos pelas zonas 1 até 3), pois há possibilidade de comprar para as zonas 1 a 3 ou 1 a 5 (essa segunda opção é mais cara).

Após a zona 3, estão os dois aeroportos principais (Charles de Gaulle e Orly), Versalhes e parques da Disneyland. Veja a tabela abaixo com os valores do Paris Visite de acordo com a quantidade de dias escolhidos e as zonas:

Paris Visite

Observe que os valores são bens diferentes de acordo com a zona

Veja o mapa das zonas do metrô de Paris

Para saber se o passe ideal para a sua viagem é o que inclui até a zona 3, ou até a 5, vale a pena somar os valores das outras atrações que deseja visitar fora da zona 3 e verificar a localização do seu hotel na cidade.

Seguem os valores dos passes atualizados em 2016 de algumas atrações que ultrapassam a zona 3:

– Aeroporto Charles de Gaulle: 10,00€
– Aeroporto Orly: 9,30€
– Versalhes (ida e volta): 7,10€
– Disneyland: 7,60€

Quando comprar o Paris Visite, reserve um espaço seguro na carteira ou porta moedas, pois em caso de perda ou roubo não há direito a um novo nem a reembolso.

Para maior conforto, indicamos que baixe no celular o aplicativo Visit Paris by Metro – RATP, onde você encontrará informações sobre valores, as linhas e ainda terá o mapa no seu celular.

Vale lembrar que todas as regras devem ser rigorosamente observadas. Caso você compre o passe para zona 1 a 3, só poderá usar exatamente nessa área. Não caia na besteira de usar seu ticket da zona 1 a 3 para ir até a zona 5. Se a fiscalização pegar, a multa será bem salgada!

Para informações atualizadas, acesse o site oficial.

Leia também:

Organize sua viagem com a gente:

🏥 Imprevistos podem acontecer e nada melhor do que ter uma boa assistência médica no exterior caso seja necessário. Faça a contratação com a gente e escolha o melhor seguro para as suas necessidades – utilize o cupom de desconto exclusivo para leitores do blog! Digite: PROJETO1015 ao final da contratação.

🏢 Reserve seu hotel agora através do nosso link de afiliado do Booking.com. Algumas reservas podem ser canceláveis – verifique as regras antes de efetuar a sua. Você não paga nada a mais e ainda ajuda o Projeto 101 Países!

📱Saia do Brasil com um chip internacional que tem cobertura em até 140 países! Você recebe o seu chip da Easysim4u em casa e viaja conectado.

🎟Compre ingressos para passeios e atrações turísticas em Paris e em muitas cidades europeias – evite filas e ganhe descontos!

🚘 Alugue um carro pagando em reais e sem a incidência de IOF. Faça uma comparação dos valores de aluguel de carro pelo mundo com a Rentcars e escolha a melhor opção para você.

💵 Faça uma cotação de moeda estrangeira, encontre as melhores taxas de câmbio e compre euro, dólar, libra e outras moedas estrangeiras aqui.

Cada vez que você contrata algum desses serviços por aqui, você está ajudando a manter o nosso blog. Gostou das informações encontradas aqui e elas estão lhe ajudando a programar a sua viagem? Que tal dar uma ajudinha?

Não vai viajar agora, mas gostou do que encontrou aqui? Faça um comentário aqui no post e deixe um blogueiro feliz! A sua opinião é muito importante pra gente 😉

8 Comentários

  1. Esse passe sai muito em conta, principalmente para quem passa pelo menos 5 dias na cidade. Já utilizei o Paris Visite em três viagens diferentes e recomendo! Essa também é a melhor maneira de chegar à Versalhes. Futuramente farei um post só sobre Versalhes e explicarei como chegar lá de RER.
    Obs: Acho o metrô de Paris mais fácil que o de Londres (não sei e foi pq fiquei meio perdida naquela linha circular rss).

  2. Muito legal! Não sabia que tinha esse mesmo esquema de Londres em Paris.
    Conheço gente que deixou de ir a Versalhes porque achava que era longe. Ninguém merece, né? rs

    Thaís Towersey
    http://www.guiamundoafora.com

Trackbacks for this post

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados * *

Translate »